Reciclagem de esponjas poupa natureza

Quanto mais iniciativas para proteger a natureza, melhor. E, felizmente, são muitas em todo o país. Sabe aquela esponja que você usa para lavar pratos ou limpar as vidraças? Já pensou no tempo que ela passa para se decompor na natureza? Em vez de esperar por tantas décadas, você pode fazer com que ela tenha nova utilidade, contribuindo para poupar o meio ambiente. E, o que é melhor, ainda estará ajudando organizações sem fim lucrativo.

E uma boa é o Programa Nacional de Reciclagem de Esponjas da marca Scotch-Brite, que acaba de bater a marca de 2 milhões de esponjas coletadas para a reciclagem. Resultante de parceria  feita há seis anos entre a 3M e a TerraCycle , a iniciativa foi a primeira no mundo a oferecer um destino correto para esponjas usadas, transformando este resíduo em matéria-prima utilizada para fabricar novos produtos como baldes, vasos, lixeiras, pás de lixo, entre outros. O Programa Nacional de Reciclagem de Esponjas Scotch-Brite não só ajuda a poupar a natureza..

É que também oferece outra oportunidade: o engajamento na causa social,. Veja, abaixo, comoa campanha funciona.

A cada esponja enviada para a reciclagem é doado um valor financeiro para uma escola ou organização sem fins lucrativos, escolhida pelos participantes. A doação arrecadada é destinada para vários fins sociais, beneficiando organizações do terceiro setor e escolas públicas pelo Brasil.  O material enviado pode ser de qualquer fabricante e não só da 3M.

Uma das entidades beneficiadas é a Pequeno Anjo, que presta assistência a crianças em situação de risco. Ela utiliza o valor doado para comprar alimentos, medicamentos, roupas e itens de higiene. Outras ONGs direcionam a contribuição para outras causas, como a vacina para poliomielite, resgate e cuidado de animais e educação. “As esponjas não possuem uma cadeia pronta para o descarte e reciclagem como outros resíduos habituais, logo as pessoas acabam descartando-as no lixo doméstico destinando-as aos aterros sanitários. A ideia do programa é transformar este resíduo em matéria-prima e ainda ajudar as instituições sem fins lucrativos”, diz Ana Carolina Marques, especialista de marketing do grupo de Consumo da 3M.

Resultado do engajamento e mobilização de mais de 1 milhão e duzentos mil participantes diretos, as esponjas coletadas equivalem a 16 toneladas até o momento. Com a arrecadação do material, todas as instituições indicadas receberam cerca de R$ 55 mil. “Estamos muito satisfeitos com os números expressivos de esponjas recicladas por meio do Programa Nacional de Reciclagem da Scotch-Brite”, comenta Renata Ross, da TerraCycle.

“Um dos nossos principais objetivos é aumentar a conscientização dos brasileiros para que revejam a sua relação com os resíduos, sobretudo aqueles gerados no ambiente doméstico. Se uma esponja pode ser reciclada, por que outros produtos e embalagens permanecem indo para o aterro sanitário?” indaga ela. Esponjas que iriam para o lixo e poluiriam o meio ambiente, transformam-se em baldes (foto acima) e outros utensílios domésticos. 

Para participar do Programa Nacional de Reciclagem de Esponjas Scotch-BriteMR, basta se cadastrar no site https://www.terracycle.com.br, juntar a quantidade mínima de esponjas (2kg) para o envio e imprimir uma etiqueta pré-paga dos Correios na página do programa. A participação é inteiramente gratuita. Mais detalhes sobre a indicação da entidade a receber a doação estão disponíveis no site. No Recife, conheço várias pessoas que, felizmente, recolhem inclusive esponjas dos amigos, para enviar ao programa.

No Brasil, a 3M tem cinco fábricas em São Paulo e uma no Amazonas. No país, são 3.400 funcionários dos 96 mil que possui no mundo.  Já a TerraCycle atua em 21 países, sendo líder global em soluções ambientais de resíduos de alta complexidade. Suas operações já transformaram mais de 7,7 bilhões de embalagens em matéria-prima para geração de novos produtos. Por meio dos programas de reciclagem, a TerraCycle engaja globalmente mais de 200 milhões de pessoas e já doou cerca de US﹩45 milhões para escolas públicas e instituições sem fins lucrativos. Abaixo, alguns links que mostram iniciativas para retirar materiais plásticos da natureza. Ou, pelo menos, para reduzir.

Leia também:
As garrafas biodegradáveis da Bacardi
Água mineral em copo biodegradável
Canudos plásticos das praias viram óculos e natureza agradece
Óculos ecologicamente corretos feitos com plásticos colhidos no mar
Mar: mais plástico do que peixe em 2050
Canudos plásticos de praia viram óculos e natureza agradece
Plásticos nas praias viram embalagens
Xô, plásticos. A vez das canecas
O lixo que virou lixeira
Reciclagem de plástico rende utensílios domésticos e corrimão nos morros
Quatro milhões de canudos a menos no mercado
Dia Internacional sem sacos plásticos. Vamos nessa?
Nestlé quer embalagem biodegradável
Campanha contra plástico rende prêmio
Plásticos poluem Boa Viagem
Mutirão espontâneo contra o lixo
Plásticos viram vilões das tartarugas
Colete três plásticos na areia
Maquininha de passar cartão feita com plástico reciclado do mar
250 milhões de tampinhas retiradas da natureza em seis estados
Startup faz campanha contra lixo
Lixo plástico vira cinema nas escolas
Prêmio de R$ 50 mil para quem no mundo melhor limpar sua comunidade

Texto e foto: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.