Curso de Escrita Criativa faz sucesso

Luiz Antônio de Assis Brasil é criador da primeira oficina literária do país. Já Patrícia Tenório idealizou o primeiro Seminário Nacional de Escrita Criativa de Pernambuco. Foi em 2017,  durante a 11ª Bienal do Livro de Pernambuco.  O evento fez o maior sucesso. Então, Patrícia decidiu ousar mais. Criou a primeira turma de pós-graduação em escrita criativa, por meio de parceria entre a Universidade Católica de Pernambuco e a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Patrícia tomou aquela iniciativa depois de fazer Doutorado em Escrita Criativa e conhecer Assis Brasil.

Agora, os dois escritores – o gaúcho e a pernambucana – estarão juntos mais uma vez. Com alunos formados e animados com o resultado da primeira turma, a Unicap e a PUCRS aprovaram e anunciaram a segunda turma. As inscrições estão abertas e vão até o dia 22 deste mês (fevereiro). O curso tem oito módulos com 45 horas/aula cada, iniciando em março/2021 e finalizando em abril/2022.  Os professores Adriano Portela, Robson Teles e Moema Vilela são os coordenadores dessa segunda turma da especialização. Adriano Portela e Robson Teles (ex-aluno e ex-professor) são parceiros em várias empreitadas teatrais. Adriano mantém o Combogó das Artes, iniciativa social que visa democratizar o acesso à cultura e a artes como teatro e cinema.

Oficialmente o curso tem o modelo presencial de aulas, com a proposta de 15 horas presenciais uma vez por mês, às sextas das 18 às 22h e aos sábados das 08 às 12h e 14 às 18h, e 30 horas/aula EAD (Ensino à Distância) distribuídas em três semanas subsequentes. No momento, porém, por conta da pandemia, todas as aulas vão seguir, provisoriamente, à distância. A coordenação estará atenta às determinações municipais, estaduais e das universidades em respeito ao retorno ou não do modo presencial. A estrutura curricular abarca diferentes gêneros literários e aspectos variados da criação na literatura. É importante que o aluno conheça a História e o alcance acadêmico da criação literária, que dará base para o estudo dos textos poéticos, narrativas de ficção e de não ficção.

Disciplina a ser ministrada pelos professores Luiz Antonio de Assis Brasil e Robson Teles. Haverá, ainda: Oficina de Poesia (professor Altair Martins); Oficina de Narrativa I – Contos (professor Arthur Telló); Oficina de Narrativa II – O romancee a novela (professora Julia Dantas);Crítica Genética (professor Lourival Holanda, foto vertical) e Literatura e Outras Artes (professor Adriano Portela).  A fim de contemplar a produção de textos de caráter não ficcional e acadêmico, será oferecida a disciplina Oficina de Criação – Texto não ficcional e Outras Linguagens (professor Bernardo Bueno). Para facilitar a inserção do aluno no sistema literário, entra em cena a disciplina Empreendedorismo literário (professora Moema Vilela) abordando criação de eventos, publicação e divulgação de livros em diversas plataformas.  Pela turma que está à frente do curso, com certeza, será muito bom… O preço é meio salgado,  R$ 640 menais. Mas com certeza, vai valer a pena. Dúvidas sobre o curso podem ser esclarecidas por meio do e-mail da pós: especializacao@unicap.br ou diretamente com o coordenador Adriano Portela reporterportela@gmail.com

Leia também:
Filme Recife Assombrado chega ao Canal Brasil
Sessão Recife Nostalgia: o Parque Amorim e a lenda do Papa-Figo
Cultura Geek  mobiliza Academia
Arruar mostra o Recife do passado
Família Adams desembarca no Recife
Lua de Sangue chega a Olinda
Mistérios do além com Branca Dias
Tejucupapo revive Batalha do século 17
Palco ganha Clarice Lispector e Sylvia Plath
Cobogó das Artes solta os vampiros em “Lua de Sangue”
Cobogó das Artes solta os vampiros  de Lua de Sangue no Apolo
Olha! Recife e Mamam : Lendas urbanas
Cobogó das Artes começa sábado
Cobogó das Artes tem cursos de férias
Só dá mulher em “Lisbela e o Prisioneiro”
Lisbela e o Prisioneiro” está de volta
Marcha Fúnebre, de Osman Lins, tem exibição no Arquivo Público
O mergulho na obra de Osman Lins
Palco ganha Clarice Lispector e Sylvia Plath
Memórias afetivas de Fátima Brasileiro
Memórias afetivas, praia do Sertão, rendasde bilro e primeiro amor
Nostalgia: os livros de Monteiro Lobato
Dia do Livro: Coleção de estimação,  aprendizado, leitura e nostalgia
Livro sobre Clarice será lançado à tarde: “O que escrevo continua”
Porque somos todos Clarice
Festa Digital do Livro para Clarice
Cais do Sertão festeja dois mitos: Clarice Lispector e Luiz Gonzaga
A herança de Clarice nas escolas e na paisagem do Recife

Olha! Recife faz roteiro dos poetas
Presença da mulher no Olha! Recife
A mulher na paisagem do Recife
Lixo e abandono na casa de Clarice
A  lembrança de Clarice Lispector

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Divulgação / Combogó das Artes / Divulgação

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.