Parem de derrubar árvores (334): “Atitude insana, vil e ignorante”

Frequentemente os órgãos oficiais do Recife anunciam medidas de   “compromisso da gestão municipal com a preservação do meio ambiente”, o que é muito bom se elas forem cumpridas. Na  manhã desta sexta-feira, a prefeita em exercício do Recife, Isabella de Roldão, assinou dois decretos municipais que regulamentam os Planos de Manejo de mais duas Unidades de Conservação da Natureza (UCN): Beberibe e Dois Irmãos, ambas na Zona Norte. A medida define regras e restrições para a utilização desses espaços verdes. Recife possui atualmente 25 Unidades de Conservação da Natureza, que ocupam 38 cento do seu território. Porém nem tudo é verde nessas UCNs, pois há vegetação intercalada com avenidas, ruas, comércio, residências, fábricas.

Além disso, o que se vê na nossa cidade, quase todo dia, são cenas de arboricídio, com avanço cada vez maior da selva de concreto. Hoje o #OxeRecife recebeu nova denúncia de árvore guilhotinada. A fotos foram enviadas por José Gomes Neto, jornalista, administrador do grupo Tudo a Declarar (no Facebook) e também titular do Blog Central Timbu de Notícias (CNT). Apaixonado pelo Náutico, ele é apaixonado, também, pelo verde da cidade. E fica revoltado quando vê um corte como este da foto. “A cena lamentável fica no cruzamento das Ruas das Ninfas e Manoel Borba, na Boa Vista”, informa. O #OxeRecife aplaude todas as medidas que se toma para proteger a natureza, inclusive as relativas às UCNs. Porém não pode concordar com as cenas de arboricídio que são vistas em esquinas, praças, jardins do Recife. Os moradores da cidade estão de olho no que já se transformou em problema ambiental.

O #OxeRecife costuma documentar todas as árvores que são vítimas da motosserra insana na cidade. Mas não são poucos os leitores que enviam, também, suas denúncias. Porque a gritaria contra o abuso da guilhotina é grande. Incluído entre os que denunciam os cortes, José Gomes expôs seu desabafo:

Era uma árvore saudável e frondosa. Estava naquele local há décadas. Do nada, fizeram isso. Lamentável essa cultura do arboricídio no Recife. Quando observo cenas como esta, sinto um misto de repugnância e decepção sobre a extrema ignorância humana.  A ausência de uma consciência ambiental, de que somos apenas mais um ser do ecossistema, e não a razão de ser dele. As ilhas de calor são o resultado dessa atitude insana, vil e ignorante.

O #OxeRecife torce para que a cidade ganhe medidas mitigadoras, porque as reposições até o momento não ocorrem na mesma velocidade da destruição. Motosserra insana à parte, pelo menos há preocupação com as UCNs. Das 25 UCNs, 21 já dispõem de planos de manejo. As últimas contempladas foram as de Beberibe e Dois Irmãos. A região de Beberibe é a maior área de preservação ambiental do município.  A UCN Beberibe está localizada no bairro da Guabiraba, Zona Norte do Recife.  Possui uma área de 3.940,24 ha, formada em sua maioria por floresta aberta (34,30%), seguida de floresta densa (31,57%). Há existência de moradias, comércios e instituições públicas. Suas matas são muito procuradas por grupos que fazem trilhas, como o Eco Verdejante e o Correndo em Trilhas, que costumam aliar os passeios a iniciativas de educação ambiental e até recolhem lixo deixados por outros trilheiros.

Apesar de sua bela paisagem, a APA Apipucos enfrenta problemas graves, como a poluição e abandono do seu Açude

Apipucos com o seu belíssimo, porém poluído Açude, é uma das 25 unidades de conservação da natureza no Recife, uma APA. Já a UCN Dois Irmãos fica no bairro de Dois Irmãos.  Possui uma área de 578,64 ha, com vegetação  formada em sua maioria por floresta densa (70,46%), seguida de floresta inicial (10,88%). Há existência de moradias, comércios e instituições públicas. As UCNs são áreas definidas por lei com o intuito de conservar suas características ambientais, protegendo rica biodiversidade e contribuindo para a manutenção dos serviços ambientais e ecossistêmicos. Esses serviços podem ser percebidos como benefícios destas áreas verdes à sociedade, como regulação de marés, sequestro de carbono, melhoria da qualidade do ar e provimento de alimentos. Além disso, as UCNs são espaços propícios para atividades de lazer, contemplação e educação ambiental.

Todas as Unidades contribuem para a proteção do Bioma Mata Atlântica e seus ecossistemas associados da capital pernambucana.  Para nortear as ações de conservação dos recursos naturais das Unidades de Conservação da Natureza, a Prefeitura começou a desenvolver em março de 2018 os Planos de Manejo documentos de gestão socioambiental das UCNs. Até o momento, 21 Unidades de Conservação da Natureza já têm seus Planos de Manejo aprovados pelo Conselho Municipal de Meio Ambiente (COMAM), restando apenas concluir os das Unidades de Conservação: APA Engenho Uchôa, UCN Estuário do Rio Capibaribe, UCN Orla Marítima e Parque Natural Municipal dos Manguezais Josué de Castro. O Plano de Manejo é um documento técnico mediante o qual, com fundamento nos objetivos gerais de uma Unidade de Conservação da Natureza (UCNs), se estabelece o seu zoneamento e normas que devem presidir o uso da área e o manejo dos recursos naturais.

As 25 Unidades de Conservação da Natureza são:  UCN Jordão, Parque Natural dos Manguezais Josué de Castro, ARIE Ilha do Zeca, APA Campo do Jiquiá, APA Engenho Uchôa, UCN Mata do Barro, APA Mata da Várzea, UCN Beberibe, UCN Sítio dos Pintos, APA Apipucos, UC da Lagoa do Araçá, UCN Orla Marítima, UCN Estuário do Rio Capibaribe, UCN São Miguel, UCN Joana Bezerra, UCN Tamandaré, UCN Curado, UCN Dois Unidos, UCN Dois Irmãos, UCN Mata das Nascentes, UCN Iputinga, UCN Sítio Grande,  APA das Capivaras, UCN Matas do Curado, UCN Caxangá. Abaixo, você confere outras perdas no bairro da Boa Vista

Leia também
Parem de derrubar árvores (45)
Parem de derrubar árvores (55)
Parem de derrubar árvores (81)
Parem de derrubar árvores (106)
Parem de derrubar árvores (127)
Parem de derrubar  árvores (131)
Parem de derrubar árvores (169)
Parem de derrubar árvores (176)
#RecifeEmergênciaClimática (11): Rua Nova
#RecifeEmergênciaClimática (10)
#RecifeEmergênciaClimática (9) Rua da Imperatriz
#RecifeEmergênciaClimática (9)
#RecifeEmergênciaClimática (8)
#RecifeEmergênciaClimática (7)
#RecifeEmergênciaClimática (1)
#RecifeEmergênciaClimática (2)
#RecifeEmergênciaClimática (3)
#RecifeEmergênciaClimática (4) e Covid-19 na Festa do Carmo
#RecifeEmergênciaClimática (6)
#RecifeEmergênciaClimática (5)
Recife árido: Emergência Climática
Emergência climática: Recife mais verde é balela. ParemDeDerrubarÁrvores

Arboricídio mobiliza Câmara Municipal
Contra as clareiras do Espinheiro
Espinheiro quer túneis verdes
Compensação pelo arboricídio
Lei para conter o arboricídio
Emergência climática no currículo
Parem de derrubar  árvores (32)
Parem de derrubar árvores (86)
Parem de derrubar árvores (96)
Parem de derrubar árvores (165)

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos:  José Gomes Neto * (Cortesia)
* Administrador do Grupo “Tudo a declarar “no Facebook e titular do blog CNT – Central de Notícias Timbu.

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.