New Orleans e Recife: Jazz e Frevo

New Orleans, no estado da Luisiana, nos Estados Unidos, é uma cidade conhecida pelo seu legado multicultural, com influências culturais francesas, espanholas e afro-americanas. E, pelo seu papel histórico no surgimento do Jazz ,  atualmente é conhecida como a Capital Mundial do Jazz.

O Recife, no estado de Pernambuco, Brasil é uma cidade conhecida por ser, também, multicultural. Suas manifestações são herança dos índios, dos africanos, da expressão popular das ruas. E estão aí os caboclinhos, o maracatu e o frevo que não deixam mentir. O carnaval do Recife é, talvez, o que reúne a maior diversidade de expressões culturais.

Além de New Orleans estar intrinsecamente ligada ao surgimento do jazz, o Recife está intrinsecamente ligado ao surgimento do frevo. E tanto um ritmo quanto o outro são marcados pelo improviso. New Orleans é famosa, também, pelo seu carnaval de rua, o Mardi Gras, que acontece anualmente, no mesmo período do Carnaval Brasileiro, e leva às ruas desfiles, bandas e multidões. No Recife, o carnaval é a maior festa popular da cidade e até transforma a capital pernambucana em um gigantesco salão de festa ao ar livre com orquestras, agremiações carnavalescas e milhares de foliões.

Hoje (27), New Orleans tem um encontro marcado com  Recife. Ou melhor, o jazz com o frevo. É que o museu Paço do Frevo participará do evento World Forum, organizado pelo New Orleans Citizen Diplomacy Council, para contar um pouco da história e da força do ritmo considerado patrimônio imaterial pela UNESCO e pelo IPHAN, em apresentação intitulada “Fever Dreams: A history of Frevo”. O encontro é gratuito e acontecerá via zoom, mediante inscrição.

O encontro resulta de parceria entre o Centro de Referência do Frevo e o Museu do Jazz de Nova Orleans (New Orleans Jazz Museum), marca a primeira ação conjunta entre os dois museus, e vai levar até os Estados Unidos um apanhado sobre a história do Frevo desde o seu surgimento, no início do século XX, até os dias atuais, apresentando as transformações do ritmo, da dança, da música, do Carnaval e das próprias raízes da Cultura Pernambucana. O encontro é gratuito e acontecerá via zoom, mediante inscrição.

Não é New Orleans não. Nem o seu famoso Mardi Gras. É o Recife. E também não é jazz. É frevo mesmo, embora a improvisação lembre a música americana. Dizia o Mestre Capiba, que “ se o frevo fosse americano, dominaria o mundo”. Se não domina o mundo, pelo menos já é bem conhecido no exterior e domina, sim, nossos corações. Neste último sábado do 2017, nada como falar de coisas amenas, como o pré-réveillon, como o carnaval que se aproxima, como o verão torrando os nossos corpos, e descontraindo nossas mentes. Fui na última sexta-feira ao Paço do Frevo, um dos equipamentos culturais do Recife que eu adoro. Texto publicado em 2017 no #OxeRecife, sob a foto acima.

A ação  será apresentada pelo Doutor em História Social Frederico Toscano, junto ao historiador e educador do Paço do Frevo Luiz Vinícius Maciel. A mediação será feita pela Gerente de Parcerias Estratégicas e Intercâmbio Internacional do New Orleans Citizen Diplomacy Council, Kelley Ponder. A apresentação Fever Dreams: a history of Frevo no World Forum será transmitida on-line, através da plataforma Zoom, de forma gratuita, e aberta ao público. Para participar, é necessário realizar inscrição prévia no link (bit.ly/2Y0NRCC). O encontro está marcado para o dia 27 de outubro, quarta-feira, a partir das 20h (6pm, no horário de New Orleans). O Paço do Frevo, um dos equipamentos culturais mais queridos da cidade, é mantido pela Prefeitura do Recife. Eclético, o Paço do Frevo abre espaço para discutir outros ritmos e até já juntou o passinho e o passo.

Paço do Frevo, um dos equipamentos culturais mais queridos do Recife, juntou passinho e passo. Agora, passo e jazz.

Nos links abaixo, você vai ter mais informações sobre o frevo. E no primeiro link, o “link” frevo x jazz.

Leia também
Elefante no Paço do Frevo em janeiro
Eclético, o Paço do Frevo junto a passo com o passinho
Paço do Frevo tem desconto para quem tem Passaporte Recife Vacina
Paço do Frevo tem nova escola
Um “passeio” pela cultura popular no Paço do Frevo
Museus do Recife – incluindo o Paço do Frevo- voltam a receber o público
Paço do Frevo comemora o Dia do Frevo de Bloco
Paço do Frevo tem passo e carimbó
Paço do Frevo tem Carnaval do Bita
Paço do Frevo mobiliza “Fêmeas”
Forró: o incansável maestro popular
Maestro Spok mobiliza Paço do Frevo
Semana do frevo: Spok e arrastão
Paço do Frevo tem nova troça no domingo
Óleo chega ao Paço do Frevo 
Paço do Frevo vai a Olinda
Paço do Frevo: 500 mil visitantes
“O frevo mexe com tudo” no Paço
Paço do Frevo e o Homem da Meia Noite animam o Bairro do Recife no domingo
Elefante no Paço do Frevo em janeiro
Paço do Frevo gratuito no fim do ano
Paço do frevo debate presente e futuro
Paço do Frevo: Cem por cento mulher
Paço do Frevo debate passado e futuro
Vovó Cici no Paço do Frevo
Frevo de Bloco no Bairro do Recife
Paço tem Arrastão de Frevo com Zé Puluca
Paço: frevo, forró e música psicodélica
Guerreiros do Passo “rendem” 5 mil foliões e ampliam trincheira do frevo

SERVIÇO
Paço do Frevo no World Forum de Nova Orleans
Quando:  27 de outubro, às 20h, no horário de Brasília
Onde: On-line, no Zoom
Link para participar: bit.ly/2Y0NRCC
Quanto: Inscrições gratuitas

Texto e fotos: Letícia Lins e Andréa Rego Barros /  Acervo #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.