Monumento Nacional, Faculdade de Direito cercada por lixo e matagal

Hoje estive no centro da cidade. Senti muita tristeza ao passar em frente ao prédio da Faculdade de Direito do Recife, um belo exemplar da arquitetura eclética do início do século passado, que também possui elementos de classicismo e arquitetura de ferro. Imponente e cheio de história, o prédio é tombado pelo Iphan e é, portanto, monumento nacional. E, como tal, deve ser tratado. Acontece que a casa que já abrigou personagens importantes de nossa história está cercada por um vergonhoso matagal. E também com os jardins cheios de lixo e entulhos.

Tomei um susto, nessa quinta-feira, ao transitar pela Rua do Riachuelo, e me deparar com  cena tão indigna para um edifício daquela importância. Parei para fotografar o abandono, e fui abordada por uma senhora que esperava o ônibus na parada que fica em frente ao famoso carrilhão da FDR. “Minha filha, você já viu coisa mais vergonhosa?”, indagou. E acrescentou: “Esse é um prédio lindo, um verdadeiro patrimônio do Recife e não poderia estar assim jogado. O outro lado também está horrível”, reclamou a aposentada Edite Romão, referindo-se à fachada da FDR que fica de frente para o Parque Treze de Maio  ( na Rua Princesa Isabel).

O #OxeRecife foi conferir o que Edite disse. Mas constatou que pior situação é mesmo no lado posterior do prédio, onde fica estátua secular em homenagem a Martins Júnior. A base do monumento não se vê mais. Só tem mato. A lateral que dá para a Rua Sete de Setembro também está precária.  Ali, além do capim que parece pasto, há montanhas de lixo, incluindo metralhas. O mato está dominando todos os jardins da Praça Adolpho Cirne, na qual está inserida a FDR.  Porém é mais alto na parte posterior. Os  bancos dos seus jardins sucumbiram ao avanço da vegetação. Praticamente não são mais vistos. Como se isso não bastasse, os canteiros estão ocupados por conteiners devido a obras que vêm sendo ali realizadas. Porém todo o lixo dela decorrente  não vem sendo recolhido. Nem mesmo está acondicionado em um papa-metralha.

Não é a primeira vez que a FDR é vítima de descaso. Em 2018,  o #OxeRecife deu aqui, com exclusividade, que a torre da FDR havia tombado. O risco era tão grande, que as aulas tiveram que ser suspensas.  Posteriormente, em uma operação de guerra, que exigiu máquinas pesadas, a torre foi retirada, restaurada, e voltou ao seu devido lugar. O seu histórico carrilhão também passou muitos anos parado, mas após cuidadoso trabalho de restauração voltou a badalar. Ou seja, dois serviços muito mais minuciosos e caros do que manter um jardim limpo, com a grama cortada, sem que o matagal invada tudo, dando ao público a impressão de um completo abandono. Sinceramente, isso não pode ficar assim. O mato é tanto, que meus calçados ficaram cheios de carrapichos.   Com a palavra, a  Universidade Federal de Pernambuco, à qual pertence a FDR.

Nos links abaixo, você confere outras informações sobre a FDR, uma relíquia histórica e arquitetônica da qual todo recifense deveria se orgulhar.

Leia também
Torre da Faculdade de Direito vai ser retirada para não cair
Torre da FDR tomba e aulas são suspensas  
Faculdade de Direito já está sem torre que ameaçava desabar
“A Casa de Tobias merece respeito
Depois de quase desabar, torre da Faculdade de Direito já está no seu lugar
Faculdade de Direito: Torre que tombou é removida e vai a restauração
Visitas guiadas fazem sucesso na Faculdade de Direito
Visita guiada na Faculdade de Direito
Relíquia achada na Faculdade de Direito
Faculdade de Direito ganha livro sobre o patrimônio e sua “gloriosa trajetória”
Assalto na Faculdade de Direito prejudica quatro anos de pesquisa

Sessão Recife Nostalgia: a coroação da Rainha do Recife e de Pernambuco
A República e o estilo eclético no Recife
Relíquia achada na Faculdade de Direito 
Os 190 anos da Faculdade de Direito
Visita guiada na Faculdade de Direito
Faculdade de Direito abre para visitantes
Visita guiada à Faculdade de Direito é sábado 
Sugestão para o Olha! Recife
Direito, memória, pau-brasil e violino
Faculdade de Direito abre para visitantes
Visitas guiadas fazem sucesso na FDR
Encenação, violino e rosas na FDR
As guardiãs de 190 anos de memória
Uma radiografia da FDR 
Faculdade de Direito comemora história

Texto e fotos: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.