Olha! Recife: Poço da Panela e circuito Francisco Brennand (no Centro)

Antes da pandemia, sempre às quintas-feiras, o #OxeRecife dava o roteiro de programas gratuitos que exploram as belezas do Recife, a pé ou de bike. Se grupos como o Caminhadas Domingueiras e os MeninXs na Rua ainda não reiniciaram os agradáveis e didáticos percursos, o Olha! Recife  já retomou os passeios no último final de semana. E fizeram o maior sucesso. Os dois roteiros do próximo domingo (5/9) já estão prontos. Eles contemplam a Zona Norte e o Centro da cidade. No primeiro caso, a pé, o destino é o histórico e ainda bucólico Poço da Panela, onde entre os séculos 19 e início do 20, o Rio Capibaribe (foto) transformou o bairro em estação de veraneio de famílias abastadas. O segundo é um tour pela herança deixada pelo artista Francisco Brennand (19127-2019) em murais e esculturas em praças, prédios públicos e privados do centro do Recife, em bairros como Boa Vista, Santo Antônio, Recife e São José.

A iniciativa é da Prefeitura, via Secretaria de Turismo e Lazer, e todos os passeios contam com ótimos guias.  Para participar , é essencial que você se inscreva pelo site www.olharecife.com.br. As inscrições estarão abertas a partir das 9h da sexta-feira (3) e são gratuitas. Mas atenção, por conta do coronavírus, o uso de máscara é obrigatório durante todo o passeio. O Olha! Recife conta com mais de 300 roteiros que garantem um passeio turístico para visitantes e também para cidadãos recifenses, e isso é muito bom, pois ajuda a população a descobrir e conhecer melhor sua cidade. E também a amá-la um pouco mais.

Nessa casa, o educador Paulo Freire iniciou seu método famoso de alfabetização. No local, morou casal de abolicionistas, .

A caminhada pelo Poço da Panela tem início às 9h, saindo da Praça de Casa Forte, por si só uma atração à parte. É que, como vocês sabem, trata-se do primeiro projeto de jardim público criado pelo internacionalmente e consagrado paisagista Burle Marx (1909-1994). A Praça virou jardim histórico e posteriormente foi tombada pelo Iphan. O Poço da Panela tem muita história, e também figura na literatura, em livros como A emparedada da Rua Nova, de Carneiro Vilela (1846-1913) e Os Azevedos do Poço, de Mário Sette (1886-1950).  Nos romances, fala-se dos banhos no Capibaribe, até mesmo os noturnos,  quando o calor era muito forte. Além dos casarões seculares, da Igreja de Nossa Senhora da  Saúde – em cujo terreno havia um poço que deu nome ao bairro – os participantes conhecerão o local onde morou José Mariano (1850-1912) e sua mulher Olegarina (1859-1896).

E em frente da qual há uma estátua em homenagem ao abolicionista. O casal recrutava escravizados de Pernambuco, para ajudá-los a conquistar a liberdade. No Poço, os dois os embarcavam  em botes para o porto do Recife, de onde seguiam para o Ceará, onde os negros eram libertos, já que aquele estado antecipou-se ao decreto da Princesa Isabel que acabou oficialmente com a escravatura. A casa original não existe mais, porém nem por isso deixa de ter história, pois foi na atual construção que o educador Paulo Freire (1921-1997) deu início ao seu método de alfabetização que ganhou o mundo. No roteiro estão vias icônicas do bairro, como a Estrada Real do Poço e a Rua do Chacon, onde fica a casa onde morou o escritor Ariano Suassuna (1927-2014).

Parque de Esculturas é uma das marcas deixadas por Francisco Brennand, no Marco Zero, Centro do Recife.

O roteiro que pelas obras de Francisco Brennand no Centro também tem partida às 9h do domingo. Porém a saída será da Praça do Arsenal, em frente ao Centro de Atendimento ao Turismo (CAT), próximo ao Bar do Mamulengo e ao Paço do Frevo. Levantamento feito pelo Fórum Arte Cidade, no evento Recife Arte Pública indicou quase 20 murais com a assinatura do artista no Centro do Recife. Eles ficam em bairros como Boa Vista, Santo Antônio, São José, Santo Amaro. Há, ainda, o famoso Parque das Esculturas, defronte do Marco Zero, infelizmente pilhado pela ação dos vândalos. Além do Parque de Esculturas Francisco Brennand (no Bairro do Recife), o roteiro contempla Edifício Ana Regina, na (Rua Oliveira Lima, na Boa Vista); o Grande Painel Floral (na Rua do Sol); o painel Mandala (na Biblioteca Pública Estadual); e um painel em homenagem a Pelé, na Federação Pernambucana de Futebol, entre outros. O roteiro ainda passa por outros edifícios no bairro da Boa Vista.

Leia também:
Olha! Recife está de volta: Burle Marx e Circuito da Poesia
Sessão Recife Nostalgia: Os banhos noturnos de rio no Poço da Panela
Sessão Recife Nostalgia: Sítio Donino e o antigo e ameaçado casarão
Sessão Recife Nostalgia: Pastoril, Vilas Lobos e piano na casa do Sítio Donino
Casa duplamente histórica no Poço da Panela
Olha! Recife: Pátios e Poço da Panela
Olha! Recife vai pelo Poço
Olha! Recife: Rio Capibaribe, Poço da Panela, palácios e solares
Visite o Poço da Panela e o Jardim Botânico no fim de semana
Presença inglesa e Francisco Brennand e movimentam o Olha! Recife
Batalha dos Guararapes, de Francisco Brennand: degradação e tombamento
Pronto projeto para recuperação do Parque das Esculturas no Marco Zero
Depois de pilhado à exaustão, Parque das Esculturas vai ter segurança 24 horas
Torre de Cristal sai do breu
Arte monumental e natureza generosa
Forúm Arte Cidade movimenta o Recife

SERVIÇO
Olha! Recife a pé
Roteiro: Poço da Panela
Data: 05/09 (domingo)
Horário: 9h
Saída: Praça de Casa Forte, em frente à Avenida Dezessete de Agosto
Quanto: gratuito

Olha! Recife de bike
Roteiro: Murais e Esculturas de Francisco Brennand
Data: 05/09 (domingo)
Horário: 9h
Saída: Praça do Arsenal, em frente ao Centro de Atendimento ao Turista (CAT)
Inscrições: www.olharecife.com.br, a partir das 10h, desta sexta-feira (3).

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Letícia Lins (#OxeRecife) e Leonardo Silva (do livro “Arruando pelo Recife”/Cepe)

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.