Miró da Muribeca ganha campanha #LeiaMiró

Poeta urbano, que vive única e exclusivamente de sua arte, João Flávio Cordeiro da Silva acaba de ganhar campanha para estimular a leitura de sua obra. Para os que não sabem: João é o famoso Miró da Muribeca, referência em poesia urbana brasileira e também um grande e divertido contador de “causos”. A campanha #LeiaMiró é encabeçada pela Companhia Editora de Pernambuco (Cepe). A ação contempla dois combos exclusivos com a obra de Miró.

No combo O Poeta Resiste vem um livro para o público adulto (Miró até agora, Cepe-2016), um livro infantil (Atchim!, Cepe-2019) e um pôster de tamanho A4 com um poema do artista. O combo Coração na Parede é formado por dez pôsteres de tamanho A3, cada um estampado com um verso. Todos os cartazes trazem a assinatura de Miró. De acordo com a gerente de Marketing da Cepe, Giselle Melo, a proposta da campanha é valorizar o trabalho de Miró.

A poetisa Cida Pedrosa, a blogueira e Miró da Muribeca, em um dos saudosos encontros culturais que ocorriam  na APL.

“Ele é nosso parceiro e somos admiradores da sua arte. Com os pôsteres, estamos ajudando a levar a poesia desse importante artista de rua para dentro da casa das pessoas”, diz Giselle. A ação é válida enquanto durar o estoque nas lojas físicas e online. “Um dos poetas urbanos mais importantes do Brasil, Miró faz sua poesia circular de diversas formas, em recitais, livros, edições artesanais, envelopes e vídeos. Os cartazes com versos de Miró são mais uma forma de destacar a força e o impacto da sua poesia, uma poesia contaminada pela pulsão da vida e pela cidade”, destaca o jornalista e editor da Cepe, Diogo Guedes. Ele pode ser visto em bares, restaurantes, encontros literários vendendo seus livros, que são o seu sustento.

Nem todos os versos escolhidos para estampar os cartazes são encontrados em livros, informa o escritor e editor Wellington de Melo, que participou da seleção dos poemas com Miró. O registro está sendo feito agora, com os pôsteres. Apesar dos efeitos colaterais, o amor ainda é o melhor remédio, é um exemplo. “Esse é um poema clássico de Miró, que circula sem a devida citação ao seu nome”, observa Wellington de Melo. “A obra de Miró é muito rápida e tem um poder de comunicação grande, a publicação em formato de pôster, uma prática que ele tinha nos anos 1980, divulgando poemas em cartão-postal, resgata essa conexão”, afirma Wellington de Melo. “O cartaz é um meio de comunicação rápido e tem caráter urbano, dialoga com a obra de Miró, uma arte de rua”, ressalta.

Em 2018, estive com Miró no Projeto Roda de Conversa, que ocorria aos sábados, na Academia Pernambucana de Letras. Coordenado pelo escritor Cícero Belmar, o projeto convidava medalhões da literatura, cineastas, artistas plásticos, chargistas, autores e editores de HQs e poetas populares. Miró foi um deles. Havia superado o alcoolismo, estava bem consigo mesmo e levava a vida vendendo suas publicações. Em dezembro do ano passado, ele foi internado devido à Covid-19 e os amigos chegaram a fazer uma ação solidária, um leilão de arte para ajudá-lo no tratamento e também para despesas pessoais. Miró foi prejudicado pela pandemia pois com o isolamento social, enfrentou dificuldade para vender seus livros. Em 2021, depois da Covid-19, infelizmente precisou se internar de novo, dessa vez em clínica para pessoas com transtornos psiquiátricos ou com dependência química. O que é uma pena…

Leia também:
Academia convida Miró da Muribeca para debate
Recife: “Pontes e fontes da miséria”
Festival A Letra e a Voz se rende a Miró
Miró estreia livro infantil: Atchim
Ação solidária para Miró da Muribeca
Leia de Graça “A Emparedada da Rua Nova”
O dia que esqueci que sou repórter
Caixa de leitura está na rua
Leia de graça “A emparedada da Rua Nova”
Livro revela segredo da guerrilha
História: Revolução de 1930 e três homens que se chamavam João
Público tem acesso a 132 mil documentos deixados pelo Dom da  Paz
Os levantes dos camponeses e a triste memória da ditadura no Recife
Sessão Recife Nostalgia: Os banhos noturnos de rio no Poço da Panela
O ano de Cida Pedrosa: escritora premiada, feminista  e vereadora
Livro sobre Clarice Lispector: “O que escrevo continua”
“João Cabral não é um iluminado, mas um iluminador”
Pandemia não inibe produção de livros. Vem até um sobre o Zepellin
De Yaá a “Penélope Africana”
História de Janete Costa em livro
Mary Del Priori é a primeira atração de Circuito Cepe
O levante dos camponeses
Editoras contra elitização do livro
Aventura literária no Olha! Recife
Carlos Pena Filho: Desejos presos na APL
Carlos Pena Filho: trinta copos de chope
Litoral Sul ganha tenda literária
Sidney Rocha  preside Conselho da Cepe
O lado editor do escritor Sidney Rocha
Carlos Pena Filho: “são trinta copos de chope” e memórias no Museu do Estado
Joca e seus diálogos improváveis
Ditadura: a dificuldade dos escritores
Pensem, em 1964 já tinha fake news
Livro oportuno sobre a ditadura
Livro revela segredos da guerrilha 
Anco Márcio resgata a obra de Luiz Marinho
Tereza: uma mulher em três tempos
Clube da Leitura: livros com desconto
Compra de livros sem gastar tostão
Arruar mostra o Recife do passado
O dia que esqueci que sou repórter
Livro mostra os jardins históricos do Recife
O Recife pelas lentes de Fred Jordão
Carnaval: cinco séculos de história
Nação Xambá: 88 anos de resistência
Boa Viagem ao Brasil do século 17
O lado musical da Revolução de 1817

Clube de leitura: livros com descontos
Livro revelas egredo da guerrilha

Serviço
Lançamento da campanha #LeiaMiró
Quando: 20/07
Duração: Até acabar o estoque
Combos
O Poeta Resiste: Miró até agora, Atchim! e pôster (A4)
Onde comprar: Loja virtual e lojas físicas da Cepe no Mercado Eufrásio Barbosa (Varadouro, Olinda), no Centro de Artesanato de Pernambuco (Bairro do Recife) e na sede (Santo Amaro, Centro do Recife)
Valor – R$ 50
Coração na Parede:  Volume com 10 pôsteres (A3)
Onde comprar: Apenas nas lojas Cepe do Mercado Eufrásio Barbosa (Varadouro, Olinda) e Tarcísio Pereira (Centro de Artesanato de Pernambuco, Bairro do Recife)
Valor: R$ 99,90

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Cepe e Acervo #OxeRecife

 

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.