Amazônia em discussão em evento virtual, com inscrições gratuitas

Quem ama o Planeta e está interessado em salvar o maior pulmão do mundo – a Amazônia – tem uma chance de conhecer melhor a importância e os problemas da floresta tropical,  alvo de ações criminosas constantes como a extração ilegal de madeira, a grilagem, a poluição dos seus rios e a total conivência do governo federal com os agentes da destruição, diante do desmantelamento das instituições que dela deveriam cuidar.

É que a Amazônia está no foco de um encontro internacional, que acontece de forma virtual entre os dias 19 e 22 de julho. As inscrições para participar conferência internacional “Entendendo a Amazônia” estão abertas. Os interessados podem se cadastrar de forma gratuita no site www.entendendoaamazonia.com.br. Em quatro dias, serão realizadas 28 palestras sobre diversos aspectos que envolvem o bioma. “A proposta do evento ‘Entendendo a Amazônia’ é compreender de maneira mais clara essa região, que ocupa 40% do território brasileiro, envolvendo nove estados, considerando o meio ambiente, as pessoas, a economia, desafios e oportunidades”, afirma Marco Ripoli, doutor em engenharia agronômica e diretor da Agri-Rex, organizadora da conferência.

Nativo mostra como é a atividade extrativista em seringueira na Amazônia, no Estado do Pará

Lopes  é doutor em engenharia agronômica e diretor da Agri-Rex, organizadora da conferência. O evento é dedicado ao público em geral. Serão expostos diversos pontos de vista, caminhos e soluções.  A programação do evento inclui temas como desenvolvimento sustentável, impacto do desmatamento, importância dos fundos internacionais na preservação do bioma e visão de futuro para a região.

“A conferência não tem conotação política e seus palestrantes oferecerão visões distintas sobre a Amazônia, um patrimônio natural que tem área é maior que a Índia e quase do mesmo tamanho que a União Europeia. Queremos informar corretamente a sociedade e buscar os melhores caminhos para essa riqueza”, destaca Eric Holtel, diretor executivo da Agri-Rex. Entre os palestrantes, estão os ex-ministros Alysson Paolinelli (indicado ao Prêmio Nobel da Paz 2021) e Roberto Rodrigues; e ainda  o coordenador do programa de pós-graduação da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Marcio Holland, além de Paulo Artaxo, professor da Universidade de São Paulo (USP) e membro do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas. Parem de derrubar árvores!

Para se inscrever, basta acessar o site: www.entendendoaamazonia.com.br.

Leia também
No Dia da Árvore, a vovó do Tapajós
No dia da Amazônia,trilha pela Mata Atlântica
No dia da Amazônia, viva a natureza
Dia Mundial de Áreas Úmidas
Por um milhão de árvores na Amazônia
Baderna inaugura delivery de mudas para reflorestar a Amazônia
Já me falta ar para falar das florestas
Sem Salles, a “boiada” ainda vai passar?
Assine também: #Tchau Salles
Salles, o veneno contra a natureza
O Brasil pegando fogo, e Bozó bota a culpa no índio e no caboclo
Servidor federal é demitido porque fez a coisa certa na proteção ambiental
Ministro manda oceanógrafo trabalhar na caatinga: O Sertão já virou mar?
O Brasil está virando o rei do veneno
Fome, tortura, veneno e maniqueísmo
Agricultura, veneno e genocídio
A fome no Brasil é uma mentira?

Texto e fotos: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.