Parem de derrubar árvores. Arboricídio em massa no Parque das Graças

A Prefeitura do Recife precisa explicar, e muito, que diabo é isso que está acontecendo na área onde deverá funcionar o Parque das Graças, projeto que se inclui no plano de transformar o Recife em “cidade parque” ou “cidade jardim” até 2037, quando a mais antiga capital do Brasil completará 500 anos. Anunciado com pompa pelo Prefeito João Campos (PSB), a implantação começou mal. Mas muito mal mesmo. Com arboricídio em série. Um horror.

Já escaldada com tanta destruição da natureza e a ação da motosserra insana, a população se mobilizou e enviou logo a denúncia para a Câmara Municipal. E caiu no Gabinete de Liane Cirne (PT), que solicitou a “suspensão imediata da derrubada das árvores” às autoridades competentes. No caso,  o Prefeito João Campos (PSB); o Secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Carlos Ribeiro)  e o Secretário de Política Urbana e Licenciamento (Leonardo Bacelar). Infelizmente, até agora a nova gestão municipal ainda não mostrou a que veio, no quesito política de arborização do Recife. A bagaceira está a mesma da gestão anterior, no quesito “verde”. Estima-se que ao longo dos últimos oito anos, nada menos de 20 mil árvores tenham sido suprimidas das ruas do Recife.  Se o atual  prefeito continuar nessa pisada, vai mal a situação ambiental da cidade.

Nova cena de arboricídio no Recife mobiliza moradores das Graças e Câmara Municipal.

A motosserra está comendo solta em muitas ruas e praças. E, o que é pior, até na área onde um parque está em implantação. Bem fez a vereadora que, alertada pelos moradores, constatou logo o descalabro ambiental. “Uma equipe do Gabinete da  parlamentar esteve pela manhã no local, e constatou a supressão completa da vegetação que existia no local”. E botou a boca no trombone. Segundo Liana Cirne, a denúncia partiu de moradores do bairro, que presenciaram as cenas lamentáveis, feita inclusive com a força dos tratores tratores. “Nosso mandato fez uma fiscalização in loco, a partir de denúncia que recebemos e constatou um verdadeiro arboricídio na área, com indícios fortes de descompasso entre o projeto, que tem como  prioridade a preservação e conservação da flora e da fauna local”, afirmou Liana Cirne. Ela fez a denúncia em suas redes sociais.

“Precisamos ter a certeza de que as diretrizes ambientais do projeto serão cumpridas, por isso estamos propondo maior transparência e que a execução das ações seja acompanhada pela sociedade”, disse ela. O Recife, que há muito vem sendo conhecida como a capital do arboricídio, dá um péssimo exemplo ao derrubar árvores onde as vozes oficiais dizem que será uma área verde. O que se viu, hoje, foi obra de um “serial tree killer”. Agora, cabe à Prefeitura contabilizar as perdas, explicar o motivo da ação da motosserra insana, e ainda dizer como vai compensar esse crime ambiental. Sinceramente, implantar área verde destruindo o verde que resta da vegetação ciliar do Capibaribe é um péssimo exemplo. 

A sociedade e nós, aqui – no #OxeRecife – queremos saber exatamente quantas árvores foram derrubadas. E depois, saber como serão compensadas. Porque o estrago já está feito. O pior, gente, é que quem fiscaliza a derrubada absurda nas ruas do Recife é a própria prefeitura.  Mas o assunto virou casa da mãe joana. Todo mundo se sente no direito de derrubar. E multa que é bom… Legalmente, é a Secretaria do Meio Ambiente e Sustentabilidade a quem cabe  multar crime ambiental como a derrubada de árvores no Recife. ambiental.  Aliás, ontem encaminhei questionamentos sobre a arborização da cidade ao órgão. Perguntando sobre o montante de árvores erradicadas do Recife e o montante da reposição. Até agora… Nada. E agora, povo? O que fazer no Recife da Emergência Climática? Pelo menos, a denúncia está feita.

Nos links abaixo, você confere outras perdas no bairro das Graças e entenda o que é o Parque Capibaribe.

Leia também:
Parque das Graças vem aí
A reinvenção do Recife cidade parque
Cadê o Parque Capibaribe? O Recife merece mais respeito
Recife: Cidade parque em 2037?
Lixo oficial no Capibaribe
Lixo oficial permanece às margens do Capibaribe
Parem de derrubar árvores (253)
Parem de derrubar árvores (260). Treze degolas no Museu do Estado
Parem de derrubar árvores (2)
Parem de derrubar árvores (9)
Parem de derrubar árvores (22)
Parem de derrubar árvores (24)
Parem de derrubar árvores (25)
Parem de derrubar  árvores (34)
Parem de derrubar árvores (37)
Parem de derrubar árvores (42)
Parem de derrubar árvores (224)
Parem de derrubar árvores (239)
O Recife tem quantas árvores?
Recife Árido: Emergência Climática
Emergência climática: Recife mais verde é balela. ParemDeDerrubarÁrvores

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos:  Antônio Carrilho (Câmara Municipal) e moradores das áreas afetadas pelo arboricídio

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.