A linda história de Miguel e do cágado “Rapadura”

Menino lindo, Miguel Cabral Pedrosa de Lima, oito anos (foto abaixo). Ele acaba de dar um exemplo que muita gente adulta devia seguir. Ou seja, não manter animal silvestre em cativeiro. As pessoas gostam de aprisionar passarinhos, macacos, jabutis, tartarugas. Um horror.

Nesta semana, Miguel estava em casa quando ganhou um presente de um vizinho. O homem fora caminhar na rua e deparou-se com um cágado atravessando a via em sua frente. O cágado – inicialmente confundido com uma tartaruga – pertence à espécie conhecida por mucuã. O bicho é curioso. Ele tem as pernas altas e achatadas, o que lhe permite ser um bom nadador. O ventre é amarelado e o bico é pontudo, parecendo com o de um papagaio. Miguel ficou supercontente. Até colocou um nome no bichinho: Rapadura. O menino, que está na terceira série do ensino fundamental no Colégio Geração Atual tem um outro animal em casa, porém doméstico: a cachorrinha Lilica. Ficou muito contente com o cágado, mas logo depois decidiu fazer entrega voluntária  de Rapadura à Agência Estadual do Meio Ambiente (Cprh). Miguel justificou bem sua decisão. Disse que cada animal que é retirado da vida selvagem faz falta à natureza, porque cada um tem papel a desempenhar.

Lembrou, inclusive, que alguns deles têm por função nos proteger devorando, por exemplo, insetos que nos provocam doenças.  Justificou, também, que se o cágado ficasse com ele não saberia como se virar, em busca de alimentos, nas matas, nos lagos e rios. Pela sua consciência ambiental, o menino  virou o astro de vídeo institucional  da Cprh que entrou no ar na quinta-feira. Bravo Miguel! Rapadura foi entregue ao Centro de Triagem de Animais Silvestres, o Cetas Tangara, da Cprh, que fica no bairro da Guabiraba. O Cetas é a instituição legalmente responsável por acolher, reabilitar e reintroduzir animais silvestres ao seu ambiente natural. Veja a lição de Miguel:

Você prende ele e ele desaprende o que fazer na natureza. A gente deve entregar ele porque o animal quer a liberdade dele de volta.

Veja o vídeo institucional estrelado por Miguel e Rapadura.

E, nos links abaixo, você pode conferir outras notícias envolvendo quelônios (jabutis, tartarugas, cágados).

Leia também:
Jabutis: superstição e entrega
Ninhos de jabutis achados no Sertão
Prótese de casco em 3D salva jabuti
Jabutis repatriados para Pernambuco
Aos 50, jabutis retornam à natureza
Jabutis trintões vão voltar à natureza
Aves, cobras e cágados voltam à natureza
Quase 20 mil tartaruguinhas ao mar
Natureza: o “passeio” das tartarugas
Quatro milhões de canudos a menos no mercado: tartarugas agradecem 
Viva! Tartarugas ao mar
Tartarugas: entre a ameaça e a salvação
Tartarugas voltam os rios no Pará
Salvem as tartarugas e os caranguejos
Tartaruga é resgatada e passa bem
Plásticos viram vilões de tartarugas
Cágado-de-barbicha deixa cativeiro
Apesar de urbana, Boa Viagem tem desova de tartarugas

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto e vídeo / Cprh

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.