Espaço R.U.A: Arte urbana vira depósito de lixo no Recife

Como se não bastasse ser uma das vias áridas do Recife – não possui uma árvore sequer, conforme registro feito  no #OxeRecife, na série #RecifeEmergênciaClimática –  a Governador Barbosa Lima Sobrinho, mais conhecida como Espaço R.U.A, está invadida pelo lixo.

É uma pena que isto esteja acontecendo. Afinal, o Espaço Rua é tido como uma atração turística, por ser um exemplo de galeria a céu aberto, dedicada à arte urbana já que seus muros ganharam grafitagens de conhecidos artistas da cidade.

Era, portanto, para a via ser um local aprazível, com canteiros, jarros floridos, banquinhos que tornassem a visita mais convidativa. Esta semana, passei pelo R.U.A, que fica no bairro do Recife Antigo.

Espaço R.U.A: arte urbana no meio da sujeira, do calor, e de bancos desalinhados. Verde que é bom, nada……

Mas… se o Parque de Esculturas Francisco Brennand, em frente ao Marco Zero, virou o que virou, com 64 de suas 79 peças roubadas, quem vai se iludir em esperar cuidado para uma área tomada pela grafitagem, uma arte popular e de rua?

O Parque  das Esculturas é um dos locais mais visitados pelos turistas, mas mesmo assim foi pilhado e vivia sujo e sem vigilância.  O Espaço R.U.A tem suas referências e a sua importância. Mas olhem só o estado do Espaço. Além dos “bancos” desalinhados o que vi no local era acúmulo de lixo. Uma vergonha para os recifenses e também para os gestores públicos.

Pior, se alguém quiser sentar, descansar um pouco para observar as grafitagens, vai ter que mergulhas os pés no lixo e deixar o “quengo ardendo”. O “quengo ardendo” é uma  expressão comum no interior,  para definir a cabeça fervilhando com o calor, pois a área é desprovida de qualquer sombra que possa proporcionar conforto térmico aos visitantes.

Leia também:
Arte urbana e economia criativa no R.U.A
Caminhadas Domingueiras e R.U.A
#RecifeEmergência Climática (1)
Grafite estimula empreendedorismo
Grafitagem na pista de skate da praia
Grafitagem contra o vandalismo
Grafitagem inibe pichadores no Recife
Vamos de arte urbana no Olha! Recife
Grafite estimula o empreendedorismo
Colorido degradê na Ponte do Pina
Rafa Mattos: “Plante amor, colha o bem”
Desperdício de dinheiro público e rebu no Parque Santana
Apelo em vídeo e no MP: “Não deixem morrer a única pista de surf skate
Parque Santana: polêmica sem fim
Torre de Cristal sai do breu mas peças roubadas ainda estão sem reposição
Depois de pilhado à exaustão, Parque das Esculturas vai ter segurança 24 horas
Monumento ao maracatu pilhado

Texto e fotos: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.