Plano de Ajuste Fiscal do Recife prevê economia anual de R$ 100 milhões

Depois do vexame em que anunciou um choque de gestão –  que rendeu uma economia anual de apenas R$ 78 – o Prefeito do Recife, João Campos (PSB), anunciou hoje Plano de Ajuste Fiscal, com  medidas que vão assegurar economia anual de R$ 100 milhões aos cofres públicos em 2021. Haverá cortes que atingem tanto a administração direta quanto a indireta, mas todas as medidas não foram detalhados. Foram citados inclusive cortes em cargos comissionados, mas que já haviam ocorrido ainda no período de transição.

O Prefeito anterior, Geraldo Júlio (PSB) mantinha nada menos de 4.063 cargos de confiança em sua administração. Os cortes de João Campos nessa área, no entanto, se revelaram tímidos,  pois foram eliminados apenas 225 na “reforma administrativa” do início da gestão e nenhum outro nas informações divulgadas hoje. Ou seja, por enquanto, aqueles números (225) permanecem inalterados. “Vamos tornar a gestão mais eficiente e enxuta, com medidas que parecem simples, mas que causam uma redução imensa”, garantiu João Campos. Novos discursos, velhas práticas. Recentemente  ele nomeou a mãe do seu antecessor, Ângela de Abreu e Lima Melo para uma gerência na área de educação da Prefeitura.

Já sua irmã, Maria Eduarda, que tinha cargo comissionado na Prefeitura, foi para o Governo do Estado. Em outros tempos, o nome disso era nepotismo cruzado, não era não? Bom, em todo caso, vamos esperar que, com as medidas anunciadas, fique sobrando dinheiro para a área social e também para cuidar melhor dos equipamentos urbanos da cidade – praças, jardins, parques, orla – que o antigo Prefeito deixou em frangalhos. Quase acaba com a cidade. O #OxeRecife espera que a economia dê certo.  Vamos ver como ela será feita.

O jovem prefeito garante que a economia será para valer. “Fizemos neste últimos quarenta dias um estudo profundo, não é um corte linear, não é um corte de 10 ou 20% em todas áreas. É um corte que estuda contrato a contrato, despesa a despesa, o que pode ser reduzido. Nós estamos implementando uma inteligência fiscal para poder fazer de fato, o corte onde é possível reduzir, sem perder a qualidade de entrega”, diz o gestor. Ele assegura que a população não será prejudicada com a medida. Ao contrário:  “Alguns serviços serão ampliados”.  Então, tá. Vamos fazer fé!

Leia  também:
João Campos diz que o Recife tem o melhor secretariado do Brasil
João Campos, se eu fosse você…
Prefeito: Vim fazer o que falta ser feito
Prefeito visita obra em Iputinga? E a Ponte inacabada do Monteiro?
Ajuda emergencial de R$ 4 milhões para artistas e agremiações carnavalescas
Praça da Árvore é a primeira com água em jatos saindo do chão

Texto: Letícia Lins/ #OxeRecife
Foto: Rodolfo Loepert / Divulgação / PCR

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.