Vacinas AstraZeneca/Oxford chegaram ao Recife na madrugada do domingo

Já estão em Pernambuco as primeiras doses da vacina da farmacêutica AstraZeneca e da Universidade de Oxford, desenvolvida em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e produzidas pelo Instituto Serum, na Índia. Elas chegaram na madrugada deste domingo (24/01), segundo informa a Secretaria Estadual de Saúde. As 84 mil doses destinadas ao Estado desembarcaram à 0h30 no Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes, em voo operado pela companhia aérea GOL, que saiu do aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro.

“Esta nova remessa de vacinas nos dá a possibilidade de ampliar e acelerar o processo de imunização em Pernambuco. Iremos pactuar com o Comitê Técnico Estadual e com a representação dos municípios a estratégia para utilização destas novas doses”, explicou o secretário estadual de Saúde, André Longo. Ele ressaltou que a vacinação segue normalmente no Estado. “Os municípios e as unidades estaduais continuam o processo de vacinação normalmente, já que ainda possuem doses da vacina Coronavac”, afirmou, referindo-se aos imunizantes provenientes da China e envazados no Instituto Butantan, em São Paulo.

Transporte em terra das doses de vacina AstraZeneca exigiu comboio de segurança no Recife

As doses que chegaram domingo foram levadas para a central de armazenamento de vacinas da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) escoltadas pela Polícia Federal. “Na segunda-feira, vamos, juntamente com o Comitê Técnico Estadual para Acompanhamento da Vacinação contra a Covid-19 e com a Comissão Intergestores Bipartite (CIB), fazer o monitoramento da distribuição e a pactuação com os municípios do uso das doses da nova vacina. É mais um passo importante nessa nova fase de enfrentamento ao coronavírus”, informou o governador Paulo Câmara.

As 270 mil doses da CoronaVac, desenvolvidas em parceria com o Instituto Butantan, chegaram ao Estado na última segunda-feira e foram disponibilizadas em 18 horas a todos os 184 municípios pernambucanos, além do Arquipélago de Fernando de Noronha. As gestões municipais receberam de forma equânime quantitativo suficiente para as duas doses da vacina, que, no caso da CoronaVac, devem ser administradas em um período de 14 a 28 dias entre a primeira e a segunda.

O Ministério da Saúde estabeleceu que a prioridade dessa remessa da CoronaVac deveria ser os idosos acima de 60 anos e pessoas com deficiência assistidos em instituições de longa permanência, indígenas aldeados e trabalhadores da saúde envolvidos no atendimento aos pacientes com o novo coronavírus. Até a noite última sexta-feira (22/01), 34.336 pessoas que fazem parte do público prioritário da primeira fase foram imunizadas contra a Covid-19 em Pernambuco. Deste total, 28.712 eram trabalhadores da saúde (sendo 5.298 profissionais que atuam nos hospitais do Governo de Pernambuco); 3.265, indígenas; 2.278, idosos institucionalizados; e 81 pertencem ao grupo de pessoas com deficiência institucionalizadas.

A Secretaria Estadual de Saúde não divulgou até o momento o boletim diário sobre a evolução da Covid-19 em Pernambuco, nesse domingo. Mas até o sábado, os casos de pessoas que foram infectadas desde o início da pandemia somavam 250.165 em Pernambuco,  com 10.177 óbitos.

Leia também:
Detenção e multa para fura fila
À espera das vacinas da Índia e ação do voluntariado em Manaus
Pernambuco: Novas restrições, parques podem fechar e fura-fila
CoronaVac: Pernambuco só recebeu 21 por cento do que precisa para o primeiro grupo
Coronavírus: Parques e praias fechados com policiamento
Corona: ronda policial fiscaliza parques
Vacinas seguem hoje para regionais de saúde

Enfim, a vacina contra a Covid-19. Óbitos já passam de 10 mil em Pernambuco
Pandemia, panelaço e doações ao Amazonas
Pernambuco está pronto para distribuir vacina contra Covid-19
Covid-19: Números preocupam mas bares abusam na Zona Norte
Governadores pressionam Pazuello por vacina
Seringas para vacinação contra Covid-19 começam a embarcar para o interior
Pernambuco tem estoques de seringas. Mas… cadê a vacina?
Prefeito trabalha Plano B caso Ministério não envie vacinas
Voltar à normalidade, como? Gripezinha, resfriadinho ou genocídio?
Covid-19 mata o “véio” Genival Lacerda
Pandemia: Governo proibe festas e praias podem fechar de novo
Covid-19: Médicos intensivistas podem se inscrever
Cientistas contestam Bolsonaro
Cientistas e médicos: “Vidas são mais importantes que cargos políticos”
Feliz 2021 e que o “novo normal” volte ao “velho normal”
Casos de Covid batem recorde em Pernambuco
Pandemia: Sem fogos de artifício, virada do ano terá show de laser
Baile do Menino Deus: “Não houve nenhum caso de contágio”
Com a pandemia, Baile do Menino Deus vira cinema
Estamos passando por um momento difícil da pandemia
Governo diz que já chamou 8,1 mil profissionais para lutar contra a Covid
Em calamidade pública,Pernambuco cancela carnaval 
Covid-19 volta a subir. E muito
Pandemia cresce e Pernambuco tem 428 novos leitos públicos
Crise na saúde: #SomostodosCisam
Covid: números preocupam mas bares abusam na Zona Norte
Pernambuco está pronto para distribuir vacina contra Covid-19

Texto:  Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Heudes Régis / Divulgação / SEI

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.