Pandemia não inibe produção de livros. Vem aí um até sobre o Zeppelin

Com  pandemia, lockdown, recessão econômica e atividades culturais paralisadas, 2020 não foi um ano fácil para ninguém. Mas houve quem soubesse driblar a crise, como foi o caso da Companhia Editora de Pernambuco. A Cepe – como é mais conhecida – encerrou o ano a todo vapor, com lançamento de 32 livros, entre físicos e digitais (de autores locais e nacionais). E ainda com uma conquista importante (Prêmio Jabuti) e nenhum dos 500 servidores demitidos. E 2021 promete ser ainda melhor, pois a previsão é de lançamento de 50 novos títulos, segundo informa Ricardo Mello, Diretor de Produção e Edição da Cepe.

E vem muita coisa boa por aí. Entre elas, Zeppelin em 3D: Fotos estereoscópicas de uma viagem para Pernambuco, livro com registro fotográfico das viagens do Graf Zeppelin. O dirigível que ligava os continentes no século passado, e que sobrevoou o Recife de 1930  a 1937, fato inesquecível para os nossos pais e avós. Há fotos a bordo do Zeppelin e de paisagens por onde ele passou no trajeto Alemanha-Recife.  O autor é Igor Colares. (O Recife, é bom lembrar, é a única cidade do mundo que ainda tem de pé e intacta, uma torre de atracação de Zepelins, que fica no bairro do Jiquiá e que poderia ser uma atração turística da cidade).

Outra publicação prevista para 2021, é Janete Costa – arquitetura, design e arte popular, com textos de Adélia Borges, Julio Cavani, Lauro Cavalcanti, Marcelo Rosenbaum e Marcus Lontra. É um livro sobre a vida e a obra da arquiteta e designer Janete Costa, contada a partir do olhar dos cinco escritores. Janete era uma grande profissional, deixou uma multidão de discípulos e seguidores e foi uma das primeiras arquitetas a valorizar com toda força a presença do artesanato popular na ambientação de imóveis como residências e hotéis.

Com livro publicado pela Cepe, Cida Pedrosa conquistou Prêmio Jabuti com Solo para Vialejo.

Outro ícone com ligações com Pernambuco – onde passou a infância – Clarice Lispector também não será esquecida. Em 2021, vem aí HQ Clarice Lispector (ainda sem título), que está sendo produzida pela jornalista Clarice Hoffmann, pela ilustradora Clara Moreira e pelo ilustrador Greg. Será lançado pelo Selo HQ da Cepe. O livro mostra a influência do Recife e de Pernambuco na vida e na obra da escritora, numa homenagem ao centenário de nascimento de Clarice, em dezembro de 2020. Clarice também estará em que eu escrevo continua, livro de ensaios organizado por José Mário Rodrigues em homenagem ao centenário de nascimento da autora de A Hora da Estrela. São 10 ensaios e falam sobre Clarice no Recife.

Em 2020, a editora pretendia produzir mais do que os 32 livros lançados. “Reduzimos a produção, mas não cessamos as atividades, nos adaptamos à realidade do mercado e às restrições determinadas pelo Governo do Estado”, afirma o jornalista e presidente da Cepe, Ricardo Leitão. Ele diz que o ano passado foi pedagógico para a Cepe e as demais empresas pernambucanas . “Aprendemos a usar os recursos de forma mais seletiva, é uma lição que levaremos para frente, e começaremos 2021 com a expectativa de retomada do mercado editorial”, declara.

As publicações com edições eletrônicas, a exemplo de Literatura, Meu Fetiche (Italo Moriconi) e João Cabral de Ponta a Ponta (Antônio Carlos Secchin), começaram a ser impressas este mês, num trabalho previsto para se estender até fevereiro de 2021, se não houver contratempo, informa o jornalista e editor da Cepe, Diogo Guedes.  “Foi um ano difícil, passamos sete meses com a gráfica parada, mas lançamos um volume bom de livros e a produção agora está voltando a se estabilizar”, afirma Diogo Guedes. Entre os grandes lançamentos de 2020, ele cita A arte queer do fracasso (Jack Halberstam), Fisiologia da composição (Silviano Santiago), Literatura, Meu Fetiche (Italo Moriconi) e Opulência (Luís Krausz). Ao longo da pandemia, recorda, a empresa liberou 24 e-books para download gratuito, promoveu lives, fez lançamentos virtuais de livros e realizou o Circuito Cultural de Pernambuco no formato online. “A Cepe se fez presente na leitura e na vida das pessoas durante o isolamento”, avalia. Em 2020, o livro Solo para Vialejo, de Cida Pedrosa, foi o grande vencedor do Prêmio Jabuti. O livro foi publicado pela Cepe.

Leia também:
O ano de Cida  Pedrosa
Olha! Recife visita relíquia da história da aviação: a Torre de atracação de Zeppelin
Viagem aos tempos do Zeppelin
Por que somos todos Clarice
Premiada, Mary Del Priori é a primeira atração do Circuito Cultural
João Cabral não é um iluminado é um iluminador
Oficinas de xilogravura fazem sucesso
Dedé Monteiro, o papa da poesia
Violeiros, cantadores e poetas em feira
Festival movimenta o Sertão dos poetas
O levante dos camponeses
Editoras contra elitização do livro
Aventura literária no Olha! Recife
Carlos Pena Filho: Desejos presos na APL
Carlos Pena Filho: trinta copos de chope
Litoral Sul ganha tenda literária
Sidney Rocha  preside Conselho da Cepe
O lado editor do escritor Sidney Rocha
Carlos Pena Filho: “são trinta copos de chope” e memórias no Museu do Estado
Joca e seus diálogos improváveis
Você tem fome de quê? De livros
Ditadura: a dificuldade dos escritores
Pensem, em 1964 já tinha fake news
Livro oportuno sobre a ditadura
Livro revela segredos da guerrilha 
Anco Márcio resgata a obra de Luiz Marinho
Tereza: uma mulher em três tempos
Miró estreia livro infantil
Clube da Leitura: livros com desconto
Compra de livros sem gastar tostão
Arruar mostra o Recife do passado
O dia que esqueci que sou repórter
Livro mostra os jardins históricos do Recife
O Recife pelas lentes de Fred Jordão
Carnaval: cinco séculos de história
Nação Xambá: 88 anos de resistência
Boa Viagem ao Brasil do século 17
O lado musical da Revolução de 1817
De Yaá a Penélope africana
Você tem fome de quê? De livros
“Rapaz da portaria” escreve 37 livros
Recife: pontes e “fontes de miséria”
Festival “A Letra e a Voz” se rende a Miró
Clube de leitura: livros com descontos
Alunos  fazem livros sobre 20 bairros
“Enterrem meu coração na curva do rio”
Compra de livros sem gastar tostão

Texto: Letícia Lins/ #OxeRecife
Fotos: Divulgação

 

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.