João tenta terminar calçadas de Geraldo Júlio e diz que vai investir R$ 70 milhões

Andando pelo centro, na manhã da sexta-feira, redobrei o cuidado. É que calçadas próximas ao Teatro do Parque – Rua do Hospício, Imperatriz, Praça Maciel Pinheiro, Rua da Conceição – estão em estado deplorável. É risco de queda. Mas o Prefeito João Campos (PSB) acaba de reforçar a promessa de campanha, segundo a qual investirá R$ 70 milhões para requalificar as calçadas, nos seus quatro anos de mandato (embora não tenha ainda dito o que isso significa em  metros quadrados e em que vias serão aplicados).

Ele ratificou a proposta, ao visitar as obras de requalificação das calçadas da Rua Conselheiro Portela, no Espinheiro. Os serviços já  estavam em andamento na  gestão passada, que previa investimentos de R$ 105 milhões na recuperação de 134 quilômetros de calçadas, dentro do Programa Calçada Legal. Algumas ficaram muito boas, como as da Rua do Príncipe e parte da Gervásio Pires, ambas na Boa Vista.  Também estão razoáveis as da Rua José Bonifácio, na Torre.

Mas em outras ruas importantes da Boa Vista, as calçadas estão em petição de miséria, como vocês podem observar na foto superior.  Não viram nem a cor do Calçada Legal. Em outros bairros, como a Torre, alguns trabalhos ficaram no meio do caminho. “O Prefeito deveria dar uma passadinha na Rua Real da Torre, para verificar as calçadas que Geraldo Júlio deixou”, diz Rosana Rocha, em mensagem enviada pelas redes sociais do #OxeRecife. “Meu prédio ficou sem calçada porque quebraram tudo e não terminaram o serviço”, afirma.”Será que os R$ 105 milhões foram todos investidos?”, pergunta o leitor Amaro Filho.  Não, não foram. Pois a obra visitada por João Campos e ainda não concluída no Espinheiro, está inclusa no pacote de R$ 105 milhões segundo a Prefeitura.

O #OxeRecife indagou à Prefeitura quanto foi investido dos R$ 105 milhões do Calçada Legal,  na gestão GJ. Porém ainda aguarda a resposta. “Estamos aqui na Conselheiro Portela vistoriando uma obra de requalificação das calçadas, são 800 mil reais investidos nesta rua”,  João Campos. “Nós vamos investir, nos próximos quatro anos, R$ 70 milhões para garantir a requalificação das calçadas da cidade, garantindo a acessibilidade, a segurança do ir e vir das pessoas com deficiência e pessoas idosas”. Tomara. Se tem uma coisa que o Recife precisa muito é calçada. Está bom do Prefeito dar uma voltinha, também, pela Avenida Norte, onde a requalificação não atingiu nem 20 por cento da extensão da via. No Parque da Jaqueira houve requalificação na entrada pela Avenida Rui Barbosa, mas quem chega pela Rua do Futuro, corre risco de acidente.  Em Apipucos, no entorno do Açude, o pedestre pode  até cair na água se não tiver cuidado.  O #OxeRecife vai voltar ao assunto, claro, porque cidadania a pé é bom e necessária.

Leia também:
Calçadas: Acessibilidade Zero
Cadê o respeito aos cadeirantes?
Um iceberg no meu caminho. Pode?
Calçadas assassinas: “É sair e cair”
Calçadas nada cidadãs na Zona Norte
Novas calçadas: 134 quilômetros até 2020
Calçada larga na Rua Gervásio Pires
Convite ao tombo no Centro
Centro do Recife precisa de Mais Vida
Você está feliz com o Recife?
Calçada dá medo na gente de afundar
Acidente em calçada requer até Samu
Calçadas cidadãs da Jaqueira e Parnamirim: todas deviam ser assim
Comunidade recupera calçadas em Casa Amarela. Essas cenas vão sumir?
O drama das nossas calçadas
Quem inventou as famigeradas tampas duplas de nossas calçadas?
Já torci o pé três vezes
Quem chama isso de calçada…
Alguém chama isso de calçada?
Andando sobre o inimigo
Perigo à vista na Rua do Futuro
Futuro de usurpações urbanas
Recife: calçadas e ruas assassinas
Os cem buracos do meu caminho
Depois daquele tombo (3)
Mais uma calçada cidadã
Cidadania a pé: calçada não é perfeita
Charme: calçada para andar e sentar
Quem chama isso de calçada….
Calçadas melhoram na Av Norte, mas…
Oxe, cadê as calçadas da Avenida Norte?
Calçadas crateras na Avenida Norte
Av. Norte: reforma só atinge 12 por cento das calçadas
Pedras nada portuguesas
Santo Antônio sem pedras portuguesas

Texto:  Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos:  Letícia Lins e Rodolfo Loepert/ Divulgação/  PCR

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.