Covid-19 mata o “véio” Genival Lacerda

Nesta quinta-feira Pernambuco confirmou 32  óbitos devido à Covid-19. É o maior registro divulgado através do boletim diário da Secretaria Estadual de Saúde, em 2021. Com isso sobe para 9.763 a quantidade de vidas perdidas no Estado para a pandemia. A vítima mais recente foi o cantor Genival Lacerda, 89, que lutava contra a doença desde o mês de novembro, quando foi internado em um hospital particular do Recife, com o pulmão já bastante comprometido. O artista, conhecido por sucessos como Mate o Véio e Severina Xique-Xique, faleceu na manhã de hoje.

Meu único convívio pessoal com Genival Lacerda aconteceu nos tempos áureos da TV Pernambuco, durante o segundo governo de Miguel Arraes. Eu estava na emissora, como diretora do programa rural Campo Livre. Na época, sob a direção da saudosa jornalista Helena Beltrão, a televisão estatal criou também o programa Reginaldo Rei, que era comandado por ninguém menos que o Rei do Brega, Reginaldo Rossi (1943-2013). E, entre os convidados que se apresentaram, estava Genival Lacerda. O programa era gravado, mas tinha auditório. E a plateia era formada de jovens em sua maior parte. Mas quando Genival aparecia era um delírio. O Teatro Barreto Júnior, onde ocorriam as gravações, quase vinha abaixo. Eram aplausos, gritaria, e muita sintonia com a meninada.

O artista deixou grandes sucessos: Severina Xique-Xique, Mata o Véio, Rock do Jegue, Caldinho de Mocotó, Me dê o seu Wifi, Radinho de Pilha. Suas músicas eram marcadas pela irreverência, bom humor e duplo sentido.  Tinha um jeito todo especial de se apresentar, com seus calçados rústicos, inseparável chapéu e em movimento de rotação em torno da própria barriga.  “Ao longo de mais de seis décadas dedicadas aos palcos, Genival forjou um estilo próprio de forró, feito de saliência, resistência e alegria. Natural de Campina Grande, escolheu o Recife como ponto de partida de sua carreira. Gravou aqui o primeiro de seus mais de 70 discos e nunca mais saiu”, lembra Ricardo Mello, Secretário de Cultura do Recife.

“A cultura nordestina perdeu hoje um de seus maiores ícones. Genival Lacerda nasceu na Paraíba, mas era um cidadão pernambucano. Sua música cantou nossas tradições e seu humor divertiu gerações. Expresso aqui meus sentimentos aos familiares, amigos e admiradores de Genival”, afirmou, em nota, o Governador Paulo Câmara (PSB). “Foi com tristeza que recebemos a notícia de que o multitalentoso Genival Lacerda perdeu a batalha para a covid-19. Aos 89 anos, tratava o Recife como sua cidade de coração”, afirmou o Prefeito do Recife, João Campos.

“Sua carreira de mais de meio século dedicada ao forró e à alegria de viver deixará órfãos gerações de amantes da boa música. Sua memória estará sempre presente na história da nossa cidade, onde foi homenageado oficial do São João de 2015. Quero me solidarizar com sua família, amigos e todos aqueles que, certamente, levarão o seu legado à frente”, completou. O corpo do artista seguiu para Campina Grande, Paraíba, para sepultamento. Em Pernambuco, hoje, a SES informou que foram notificados 1511 casos da Covid-19 nas últimas 24 horas. Com isso, já soma 228.451 o número oficial de pessoas que foram infectados pelo coronavírus no Estado.

Leia também:
Pandemia: Governo proibe festas e praias podem fechar de novo
Covid-19: Médicos intensivistas podem se inscrever
Feliz 2021 e que o “novo normal” volte ao “velho normal”
Casos de Covid batem recorde em Pernambuco
Pandemia: Sem fogos de artifício, virada do ano terá show de laser
Baile do Menino Deus: “Não houve nenhum caso de contágio”
Com a pandemia, Baile do Menino Deus vira cinema
Estamos passando por um momento difícil da pandemia
Governo diz que já chamou 8,1 mil profissionais para lutar contra a Covid
Em calamidade pública,Pernambuco cancela carnaval 
Covid-19 volta a subir. E muito
Pandemia cresce e Pernambuco tem 428 novos leitos públicos
Crise na saúde: #SomostodosCisam
Covid: números preocupam mas bares abusam na Zona Norte
Pernambuco está pronto para distribuir vacina contra Covid-19
Proibidas festas de Natal e reveillon
Pastoris virtuais começam no sábado
Proibidas festas de Natal e réveillon
Pilar: Projeto Ação prepara festa natalina
Dê presentes sociais nesse Natal
Lar do Nenen precisa de ajuda
Sem festa da Vitória Régia, Casa da Criança Marcelo Asfora precisa de você
Decoração natalina perdeu para outras capitais do Nordeste

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Internet

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.