Parem de derrubar árvores (285)

Infelizmente o #OxeRecife é obrigado a iniciar o ano com mais uma notícia triste para o patrimônio verde da cidade. Ao dar início à caminhada diária no bairro de Casa Forte, encontramos mais uma vítima de arboricídio que, como vocês podem ver na foto, sucumbiu à ação da motosserra insana . Esta, ao longo dos últimos oito anos da gestão socialista deve ter riscado do mapa cerca de 20 mil árvores das ruas, parques, jardins e praças do Recife. Pelo menos, conforme nossas estimativas.

Infelizmente a questão da política equivocada de arborização do Recife da emergência climática não tem mobilizado os vereadores, embora a situação seja muito grave. Quase sem controle. Quando a Prefeitura faz uma “poda”, deixa as árvores mutiladas. Quando elas têm uma doença, ao invés de tratadas, são guilhotinadas, degoladas, erradicadas. Como responsável pela extinta coluna JC nas Ruas, no Jornal do Commercio, eu já cobrava informações claras sobre o assunto, em 2015. Naquela época, a própria Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb) informou que na atual gestão, 5 mil árvores já haviam sido “erradicadas” por doença, risco para pedestres, pragas. Ou seja, 2.500 por ano.

Em  seis meses, a Rua Ouro Preto, em Casa Forte, perdeu duas árvores. A rua fica perto da Praça, que é tombada.

No #OxeRecife, a vigilância quanto à preservação do patrimônio urbano verde permanece com as campanhas #ParemDeDerrubarÁrvores#RecifeEmergênciaClimática. Até participamos de uma audiência pública na Câmara Municipal, em que mostramos os números do arboricídio que, desde então, só cresceram. Depois, em seminários e congressos sobre arborização urbana, indaguei várias vezes o número exato de árvores eliminadas, dados sobre reposição. Mas, como tenho dito, a quantidade de árvores eliminadas virou uma caixa preta.  Não aparece em nenhum relatório e as  informações sobre reposição com mudas são discutíveis. Cadê as leis da transparência?

A mais recente vítima de arboricídio (fotos) fica na Rua Visconde de Ouro Preto, em Casa Forte, onde neste ano o #OxeRecife já havia constatado outra erradicação em calçada da via, portanto, em área pública. Sei não, mas se arborização equilibrada e eficiente houvesse, a questão estaria figurando na relação de feitos na propaganda oficial da Prefeitura, em rádio, TV, redes sociais. Até mesmo em impressos. No último, encartado nos jornais locais –O Recife mudou para melhor (Recife das pessoas, Recife que se transforma, Recife do futuro) – não há uma só referência à política de arborização da cidade. Zero, nada.

Na Rua Visconde de Ouro Preto, Casa Forte, só sobrou o “tamborete” de mais uma vítima de arboricídio no Recife.

“Como imaginar o Recife sem a Via Mangue ?”, indaga aquela publicação. E como imaginar o ciclista na Via Mangue? A Via Mangue, reclamam os ciclistas, é o caldeirão do inferno. Há horários que o calor é tão forte, que não se consegue lá pedalar.  “Não tem uma árvore, umazinha sequer”, reclama Roderick Jordão, cicloativista e empresário do setor de turismo (La Ursa Tours).  O #OxeRecife tem registrado também, as ruas da cidade não não possuem uma só árvore, zero verde, na série #RecifeEmergência Climática.

A propaganda oficial afirma que a recém reformada Avenida Conde da Boa Vista tem o “dobro de árvores” e um canteiro central que “permitiu a via ter dez vezes mais áreas verdes”.  Dito assim, parece até que a Conde da Boa Vista virou uma avenida parque, uma avenida jardim. Mas… passem lá para ver a situação das “áreas verdes”…. O #OxeRecife espera que a partir de 2021, a cidade ganhe uma política mais profissional de arborização da cidade. Pelo menos, o novo Secretário de Meio Ambiente do Recife, @Carlos Ribeiro, é da área. Vamos ver como ele se comporta. Durante a campanha, o Prefeito João Campos (PSB) praticamente não falou no assunto arborização. O que é muito ruim. Vamos, portanto, ficar de olho!

Nos links abaixo, você pode conferir outras perdas em Casa Forte e adjacências.

Leia também:
Parem de derrubar árvores (248)
Parem de derrubar árvores (245)
Parem de derrubar árvores  (244)
Parem de derrubar árvores (241). Verde ameaçado no Poço da Panela
Parem de derrubar árvores (200). Degola no Poço da Panela
Palmeira e amendoeira tinham pragas
Palmeira degolada ganha filhote
Parem de derrubar árvores (164)
Parem de derrubar árvores (198)
Parem de derrubar árvores (209)
Parem de derrubar árvores (229)
Parem de derrubar  árvores (21)
Parem de derrubar árvores (23)
Parem de derrubar árvores (26)
Parem de derrubar árvores (51)
Parem de derrubar árvores (52)
Parem de derrubar árvores (53)
Parem de derrubar árvores (54)
Parem de derrubar  árvores (57)
Parem de derrubar árvores  (58)
Parem de derrubar árvores (82)
Parem de derrubar árvores (89)
Parem de derrubar árvores (91)
Parem de derrubar árvores (93)
Parem de derrubar árvores (94)
Parem de derrubar  árvores (95)
Parem de derrubar árvores (99)
Parem de derrubar árvores (101)
Parem de derrubar árvores (110)
Parem de derrubar árvores (114)
Parem de derrubar árvores (116)
Parem de derrubar árvores (140)
Parem de derrubar  árvores (159)
Parem de derrubar árvores (56)
Parem de derrubar árvores (127)
Parem de derrubar árvores (130)
Parem de derrubar árvores (176)
Mangueira padece: furadeira e veneno

Texto e fotos: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.