Praça José Vilela não é mais assim. Sofreu um atentado estético

A Praça José Vilela não é mais assim, como se mostra na foto acima. Acabou de sofrer um atentado estético, por parte de quem deveria zelar pela paisagem da cidade. Tenho falado aqui, no #OxeRecife, sobre os monstrengos de ferro preto que a Prefeitura do Recife está utilizando para substituir as tradicionais luminárias de rua – de diferentes estilos e épocas –  que decoram  parques e praças da capital. A iniciativa só tem  contribuído para desfigurar os projetos originais desses logradouros. Olhem bem as duas fotos: a superior (como a praça era) e a inferior (como ficou agora), com a intervenção oficial.

A substituição de luminárias tradicionais por esses monstrengos de led deveria levar em conta a paisagem da cidade.

Aconteceu, também, no secular Largo de Apipucos – transformado em praça desde o século passado – onde as antigas e belíssimas luminárias foram substituídos por “lampiões modernos”, segundo justificou o funcionário da Autarquia de Limpeza Urbana e Manutenção (Emlurb), que comandava a troca, quando indaguei o motivo da substituição das peças originais, que estavam funcionando a contento. Alguém sabe dizer onde elas foram parar? Estariam armazenadas em um depósito oficial ? Seriam leiloadas para antiquários? Foram descartadas?

Na Zona Norte, outra Praça acaba de ser descaracterizada. É a já quase sempre abandonada José Vilela, que fica no bairro de Casa Forte e que, durante longo tempo, servia de diversão para a criançada das redondezas, já que tinha gramado, parquinho, muita sombra e espaço de sobra para brincadeiras. A José Vilela tem um sistema de iluminação bonito, sobre suportes de ferro  colorido (azul e vermelho). Não sou especialista, mas como qualquer cidadã de bom senso, dá para se perceber que o antigo sistema contribuía para  harmonizar o ambiente, a paisagem. Foi tudo retirado. Tem jeito um negócio desse? Iniciativas desse tipo ocorrem por parte de pessoas que… sinceramente, não amam nossa cidade. É incrível como aqui no Recife acontecem certas mudanças que, ao invés de melhorar, só contribuem para piorar a paisagem, a beleza da cidade. A foto vertical mostra como eram as luminárias anteriores, redondas, em suportes coloridos.Sendo que no meio da praça, há uma armação de ferro maior.

A armação central – nas cores azul e vermelho – lembra um carramanchão, e todas as luminárias tinham a forma de globo. Não sei se eram de porcelana, vidro ou acrílico. O que sei é que a praça tinha uma paisagem harmoniosa com a presença delas. Agora, está desfigurada com o novo “arranjo” de iluminação, dando lugar a esses monstrengos que se espalham por todos os lugares do Recife.  Podem  até se enquadrar em algumas localidades, mas não nas que temos visto. Espero que o novo gestor, João Campos (PSB), tenha um pouco mais de sensibilidade e corrija distorções como essa. Mas ele já andou dizendo que vai transformar a Rua do Bom Jesus em um bulevar como o da Rio Branco… Sinceramente, vocês chamariam aquilo de bulevar?  Imaginem, o Bom Jesus com aquele piso… Não, não dá… Seria desfigurar aquela que é considerada uma das ruas mais bonitas do mundo. Pode até ser fechada para carro.  Se é para mexer para piorar – como ocorrem nas praças – é melhor deixar como está….

Leia também:
O Recife está ficando sem elas
De olho nas luminárias da Bom Jesus
Apipucos: Adeus às antigas luminárias
Vamos salvar o centro do Recife?
De olho nas luminárias da Bom Jesus
Pátio de São Pedro está sendo pilhado
Que horror, Pátio de São Pedro
Cadê os lampiões da Ponte Velha?
Instituto Oficina Francisco Brennand: “O Recife não merece tamanho desrespeito”
Parque das Esculturas: “Proteger patrimônio não é caro”
Depois de pilhado à exaustão, Parque das Esculturas vai ter segurança 24 horas
Lixo oficial nas margens do Rio Capibaribe
Atentado à estética no Boulevard 
Recife se  prepara para os 500 anos
O charme da Rua do Bom Jesus
Aluga-se um belo prédio na Bom Jesus
Bom Jesus ganha moldura para selfies
Re-Use no Inciti, na Bom Jesus, 191
Pobre Recife. Será que isso vai mudar?

O Recife da paisagem mutilada
Fonte luminosa na Praça do Arsenal
Sessão Recife Nostalgia: os cafés do século 19 na cidade que imitava Paris
Art Déco: Miami ou Recife?
Aos 483, o Recife é lindo?
Uma cidade boa para todo mundo

Texto e fotos: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.