Alô, alô, PSB: o Rio Capibaribe existe? E as populações de rua? Luz de LED é tudo?

Prometer iniciativas como o Crédito Popular, o Desenvolve Recife, a Casa é Sua, o Hospital da Criança, construção de novas creches pode até eleger o Prefeito, como aconteceu com o jovem João Campos (PSB). Mas ele deve saber que uma cidade não se governa só com iniciativas pontuais e isoladas. E que esse foi o principal erro do atual gestor, Geraldo Júlio (PSB) o que lhe renegou à inconfortável situação do prefeito pior avaliado em todo o Nordeste. Tanto que durante toda a campanha, o então candidato repetia sempre o bordão: “É preciso fazer mais”.

Os problemas sociais são gritantes e é preciso resolvê-los. Ou, pelo menos, amenizar suas consequências. Todas as iniciativas citadas acima podem até virar projetos de governo, mas foram criadas e anunciadas como ímãs para atrair votos. Quem não tem título de eleitor ficou esquecido da discussão como ocorre com os moradores de rua do Recife. É uma população sem lenço e sem documento que cresce a cada dia, e que aumentou muito com a pandemia. Mas tão invisível nas estatísticas, que é até ignorada nos censos do IBGE porque não possuem casa. Mas que vem ocupando espaços públicos como calçadas e praças. O Recife, todos sabem tem um deficit habitacional de 71 mil unidades, uma multidão de desempregados e é tida como a cidade socialmente mais desigual do Brasil, de acordo com o próprio IBGE.

E isso até já impacta na paisagem urbana da cidade. Há praças no Recife que estão se transformando em verdadeiros favelões. A miséria é grande e precisa ser combatida. E os miseráveis precisam de assistência e amparo. Mas não se pode permitir que os espaços públicos como praças, calçadas e até ruas históricas – como a do Imperador – se transformem em um amontoado de barracas de plástico que lembram acampamentos de sem terra nas áreas rurais. Outra questão ignorada, ao que parece, é a preservação do meio ambiente. O assunto ficou totalmente de fora de todas as discussões. Não há uma só proposta nem mesmo nos milhares de folhetos que foram distribuídos pelas ruas às vésperas da eleição.

Paisagem urbana do Recife: moradores de rua não estiveram na pauta de candidatos a Prefeito em2020.

O que fará o Prefeito pelo Rio Capibaribe que só ainda não morreu por milagre? Que propostas ele tem para reduzir a poluição no trecho que passa no Recife e para recompor suas matas ciliares? Que iniciativa pretende adotar para recuperar o patrimônio verde da cidade que vem sendo tão massacrado pelo atual gestor?  Pelos cálculos do #OxeRecife, a cidade deve ter perdido cerca de 20 mil árvores nos oito anos de gestão Geraldo Júlio.  Como serão tratados os 660 espaços verdes –  praças, parques, jardins- que estão totalmente abandonados, com vegetação morrendo à míngua, apesar do “investimento de R$ 25 milhões” nos últimos oito anos?. Como disciplinar a questão do lixo? Como educar a população para fazer a devida separação? Como lidar com os problemas dos barraqueiros que atiram o lixo nas areias da praia de Boa Viagem, como ocorre hoje, sem que ninguém seja multado nem punido?

Tem mais. Fiquem atentos ao que vai acontecer com a “revitalização” do centro, inclusive de Ruas como a Nova e a Imperatriz que estão sucumbindo à decadência e à poluição visual. Também  prestam atenção com a transformação da secular Rua do Bom Jesus em “bulevar igual ao da Avenida Rio Branco”, conforme promessa feita pelo então candidato. O  temor é a descaracterização. Também passem o olho na substituição de todas as lâmpadas do Recife pelo sistema de iluminação de LED. Segundo João Campos, todas a iluminação pública ganhará lâmpadas de LED. Nessa brincadeira, as luminárias tradicionais – que não deixam a dever às encontradas em grandes centros urbanos do mundo – estão sendo substituídas por outras “mais modernas e mais econômicas”, segundo a Emlurb.  Mas que não passam de “aleijões”, que descaracterizam praças e locais antigos do Recife. Tudo por medida de “economia”. Mas, em muitos casos, a economia é a base da porcaria. Porque a cidade era muito mais bonita com seus antigos lampiões e suas translúcidas luminárias . Uma cidade não vive só de  novas obras de pedra e cal,  precisa preservar a memória para não perder a própria identidade.

Leia também:
A Rua do Bom Jesus pode ser um “bulevar”?
Vamos salvar o centro do Recife?
De olho nas luminárias da Bom Jesus
Vocês querem boulevard?
Atentado à estética no Boulevard 
Recife se  prepara para os 500 anos
O charme da Rua do Bom Jesus
Aluga-se um belo prédio na Bom Jesus
Bom Jesus ganha moldura para selfies
Re-Use no Inciti, na Bom Jesus, 191
Imperatriz tem 26 lojas fechadas
Pobre Recife. Será que isso vai mudar?

Apipucos: Adeus às antigas luminárias
O Recife da paisagem mutilada
Fonte luminosa na Praça do Arsenal
Sessão Recife Nostalgia: os cafés do século 19 na cidade que imitava Paris
Os primeiros das Américas
Art Déco: Miami ou Recife?
Livro mostra mania de grandeza: “O mundo começava no Recife”
Aos 483, o Recife é lindo?
Uma cidade boa para todo mundo
#RecifeEmergênciaClimática1
Pátio de São Pedro está sendo pilhado
Que horror, Pátio de São Pedro
Cadê os lampiões da Ponte Velha?
Lixo oficial nas margens do Rio Capibaribe
 
E os 50.000 títulos de regularização fundiária?
Sessão Recife Nostalgia: “Quando a cidade era cem por cento saneada)
Você está feliz com o Recife?
O índice de felicidade urbana do Recife
Viva 2018, Recife
Vamos revitalizar o centro do Recife?
O Recife que queremos, em 2019
Recife, cidade parque em 2037
Aos 483, o Recife é lindo?
Recife se prepara para os 500 anos
Uma cidade boa para todo mundo
Pobre Recife. Será que isso vai mudar?
A voz do eleitor: “Que o prefeito respeite mais o Recife e os recifenses”
A voz do eleitor: “Por uma cidade inteligente e um prefeito de resultados”
A Voz do eleitor: “Que o Prefeito respeite mais o Recife e os recifenses”
A voz do eleitor: “Eu quero um Recife mais sustentável”
A voz do eleitor: “Quero um Recife mais sustentável
A voz do eleitor: “Gostaria de ver o Recife como uma cidade mais organizada”
A voz do eleitor: “O Recife precisa de um prefeito que não seja cara de pau”
A voz do eleitor: “Por um Recife com igualdade social e ruas sem lixo”
A voz do eleitor: “Um Recife mais limpo, mais saudável, mais agradável”
A voz do eleitor: “Quero um Recife mais humano, disciplinado e consciente”
A Voz do eleitor: Gostaria que o Recife fosse uma cidade mais humana
A Voz do eleitor: “Quero a volta do orçamento participativo”
A voz do eleitor: “Gestão inclusiva, justa e participativa”
A Voz do eleitor: Espero competência, honestidade, dignidade
A Voz do eleitor: “Que o próximo gestor faça uso correto do dinheiro público”
A  Voz do eleitor: Uma cidade justa, limpa e muito bem cuidada 
A Voz do eleitor: Mobilidade, controle urbano, história preservada, cidade parque
A Voz do eleitor: Saneamento, mobilidade, saúde, patrimônio protegido

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Letícia Lins e Sofia de Paula / Cortesia

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.