Parem de derrubar árvores (273)

Olhem aí, gente , para que vocês não achem que é implicância do #OxeRecife. Mas por onde se caminha ou pedala, é isso que o pedestre ou o ciclista vê. Árvores guilhotinadas, tocos esquecidos em ruas, praças e calçadas.

E reposição que é bom… nada. Esta aí fica na Rua João Tude de Melo, na calçada do Serpro, bairro de Parnamirim, Zona Norte do Recife. E a julgar pela cor do tronco à altura do corte, a ação da motosserra insana não é nova. Ou seja, o resto do caule já deveria ter sido retirado, para ser plantada a muda de uma outra árvore no lugar. E haja arboricídio….

Mas a natureza, vocês sabem, é muito generosa. Pois a bagaceira em que se transformou a política de arborização do Recife – que mais elimina do que cuida de nossas árvores – não as impede de tentar sobreviver. Vejam só o galhinho que começa a brotar, depois da pequena chuva de verão… Vamos ver no que é que dá. Enquanto isso, os candidatos a Prefeito até hoje não esclareceram por completo a política de arborização que pretendem adotar para o Recife, cada dia mais pelado de verde.

Nos links abaixo, você pode conferir outras perdas no Parnamirim

Leia também:
Parem de derrubar árvores (5)
Parem de derrubar árvores (7)
Parem de derrubar árvores (20)
Parem de derrubar árvores (21)
Parem de derrubar árvores (47)
Parem de derrubar árvores (83)
Parem de derrubar árvores (94)
Parem de derrubar árvores (105)
Parem de derrubar árvores (110)
Parem de derrubar árvores (134)
Parem de derrubar árvores (164)
Parem de derrubar  árvores (177)
Parem de derrubar árvores (199)
Parem de derrubar árvores (225)
Parem de derrubar árvores (227)
Parem de de derrubar árvores: Eliminação das sombras por falta de reposição
O Recife tem quantas árvores?
Emergência climática: Recife mais verde é balela

Texto e foto: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.