Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR

A “nova normalidade”no Santa Isabel: Portas abertas no domingo

Pouco a pouco, o Recife entra em ritmo de nova normalidade. Inclusive no setor cultural. Pelo menos, a gente tem uma opção para sair de casa. Com todo cuidado, claro. Depois de tantos meses de cortinas fechadas devido à pandemia, o Teatro Santa Isabel reabre as portas, convidando os recifenses para uma visita. E elas começam no próximo domingo (8/11),  quando será retomada a programação de visitas gratuitas às instalações e histórias de um dos mais antigos equipamentos culturais do país. Para os que não sabem, o TSI foi inaugurado em 1850. Também serão realizadas visitas em 22 de novembro e nos dois primeiros domingos de dezembro ( 6 e 13/12).

A cada dia, serão disponibilizados três horários de visitação, às 14h, 15h e 16h, para grupos de até dez pessoas, justamente para seguir os protocolos sanitários. Os grupos serão formados no dia da visita, por ordem de chegada dos visitantes. O uso de máscara será obrigatório para acesso ao teatro. No “passeio”, o público será apresentado às curiosidades, dificuldades, glórias e lutas testemunhadas e protagonizadas pelo teatro centenário, inaugurado em 18 de maio de 1850, e batizado em homenagem à Princesa Isabel, inserindo a então província de Pernambuco numa nova fase cultural.

Lindo, e retrato de uma época, o Teatro Santa Isabel volta a abrir para o público no domingo.

Idealizado pelo Barão da Boa Vista, teve o projeto dirigido pelo engenheiro francês Louis Léger Vauthier, que inovou na época, optando por não utilizar trabalho escravo na construção de arquitetura neoclássica. Tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 31 de outubro de 1949, o equipamento foi mais tarde eleito um dos 14 teatros-monumentos do país. Durante toda a sua história, a casa sempre esteve no centro da vida política da cidade, tendo assistido à Revolução Praieira e abrigado a campanha abolicionista e pelo advento da República.

Frequentado, desde sempre, por notórias personalidades da cultura nacional, o Teatro de Santa Isabel foi cenário dos debates literários de Tobias Barreto e Castro Alves. Foi de lá que ecoou para todo o Brasil a histórica frase do abolicionista Joaquim Nabuco: “Aqui vencemos a causa da abolição”, imortalizada numa placa exibida numa das paredes do teatro até hoje. Em 19 de setembro de 1869, o TSI foi destruído por um incêndio, mas totalmente recuperado, redimensionado e entregue outra vez ao povo pernambucano em 16 de dezembro de 1876. O Teatro Santa Isabel fica na Praça da República, Bairro de Santo Antônio, Centro do Recife.

Leia  também:
Sessão Recife Nostalgia: Santa Isabel e a luta abolicionista
Divirta-se em casa como se estivesse na plateia do Santa Isabel
Teatro Santa Isabel de roupa nova
Teatro Santa Isabel 170 anos com plateia em casa
Teatro Santa Isabel de roupa nova
Conheça melhor o Teatro Santa Isabel
Santa Isabel: flanelinhas X motoristas
Visita guiada e sarau no Santa Isabel
Visita gratuita e guiada ao Santa Isabel
Teatros ganham reformas na pandemia

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Andréa Rego Barros / Divulgação /PCR

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.