#RecifeEmergênciaClimática (7)

Além de computar as árvores degoladas do Recife, na campanha #ParemDeDerrubarÁrvores, o #OxeRecife também tem se preocupa em mostrar as vias da cidade que são totalmente desprovidas de verde, sob a hastag #RecifeEmergênciaClimática. Como vocês sabem, o Recife está entre as cidades mais afetadas do mundo pelos efeitos climáticos, e o mínimo que a população e os órgãos públicos podem fazer é preservar o verde, mantendo o que existe plantando novas árvores. Mas, infelizmente, o que a gente vê é a prática de arboricídio, a motosserra insana agindo.

Esta via da foto é a Rua da Carioca, no bairro de Santo Antônio, Centro da Capital. A foto foi realizada durante a nossa última incursão antes da pandemia, com o Grupo Caminhadas Domingueiras. Chegamos a parar com o coordenador do grupo, Francisco Cunha, para falarmos na aridez de bairros como Santo Antônio e São José. No passeio, contei mais de quinze vias sem uma árvore sequer. Ou seja, um horror. E mais e mais ilhas de calor.  Mas isso é só para lembrar que hoje começa a segunda edição da Conferência Brasileira de Mudança do Clima (CBMC), que será transmitida ao vivo pelo canal  do Ethos no YouTube.

O evento vai até o próximo dia 12, e contarár com convidados nacionais e internacionais. A programação contempla painéis que abordarão ação climática subnacional, democracia ambiental, justiça climática e a questão dos oceanos, entre outros temas. A CBMC é uma iniciativa coletiva que conta com 20 correalizadores, entre eles: Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB);Centro Brasil no Clima (CBC), Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pernambuco, Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), Fundação Amazonas Sustentável (FAS), , Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM Amazônia), Observatório do Clima,  Rede de Cooperação Amazônica (RCA), Reos Partners e WWF Brasil., entre outros.

O objetivo do evento é reunir diferentes atores sociais – organizações não governamentais, movimentos sociais, povos tradicionais, governos, comunidade científica e os setores público e privado – na promoção de diálogos para a formulação e monitoramento de compromissos que influenciam o clima e propõe saídas para a implementação da NDC brasileira. O encontro é apartidário, de organização coletiva e tem como base a NDC Brasileira, o Acordo de Paris e a Agenda 2030.  E é bem oportuno, principalmente na gestão do governo Jair Bolsonaro, cujo Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, só toma iniciativas que são contra a natureza. E cada uma pior do que a outra. As consequências a gente vê no noticiário, todos os dias. Queimadas, grilagens em terras indígenas, tolerância com quem desrespeita as leis ambientais.

“A Conferência Brasileira de Mudança do Clima (CBMC) é uma importante vitrine para o Brasil mostrar que está firme na busca por cumprir os compromissos do Acordo de Paris e na construção de uma sociedade de baixo carbono, apesar do posicionamento contrário do Governo Federal. Pernambuco entende que os governos subnacionais (estados e municípios) têm um papel fundamental na consolidação de políticas para o controle das emissões de gases do efeito estufa, assim como na realização de atividades visando à adaptação aos efeitos do aquecimento global. Neste sentido, temos atuado frequentemente em conjunto com outros estados e, mais uma vez, somos um dos correalizadores da CBMC”, destacou o secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco, José Bertotti.A programação completa da CBMC está disponível em: www.climabrasil.org.br.

Leia também:
Assine também: #tchausalles
#RecifeEmergênciaClimática (6)
#RecifeEmergênciaClimática (5)
Arboricídio mobiliza Câmara Municipal
Contra as clareiras do Espinheiro
Espinheiro quer túneis verdes
Compensação pelo arboricídio
Lei para conter o arboricídio
#RecifeEmergênciaClimática
#RecifeEmergênciaClimática (1)
#RecifeEmergênciaClimática (2)
#RecifeEmergênciaClimática (3)
#RecifeEmergênciaClimática (4) e Covid-19 na Festa do Carmo
Recife árido: Emergência Climática
Emergência climática: Recife mais verde é balela. ParemDeDerrubarÁrvores
Emergência climática no currículo
Parem de derrubar  árvores (32)
Parem de derrubar árvores (86)
Parem de derrubar árvores (96)
Parem de derrubar árvores (165)

Texto e foto: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.