“Procissões” e “carnavais” eleitorais esquecem pandemia

Sei não… Mas a campanha eleitoral, tanto no Recife quanto no interior, tem mostrado índice zero de distanciamento social. Nem parece que existe pandemia. Quase ninguém aparenta se lembrar do coronavírus. Quem olhar as fotografias e imagens divulgadas nas redes sociais dos candidatos, vai perceber inclusive que tem muita gente que nem está usando máscaras.

Não é à toa, portanto, que já há até decisões da Justiça Eleitoral determinando a proibição de eventos de campanha como carreatas e passeatas, como acontece na 120ª Zona Eleitoral,  abrangendo os municípios de Alagoinha e Venturosa, ambos localizados na Região Agreste de Pernambuco. O partido que desrespeitar, estará obrigado a pagar multa de R$ 50 mil. No final de semana, no Recife, todos os candidatos fizeram atos de rua, inclusive bicicleatas com muita gente sem usar máscaras. Houve quem se protegesse. Mas nem todos.

Em carreatas, teve candidata e seu vice que colocaram as máscaras no queixo. Outros nem a usaram. Na Zona da Mata, principalmente na Mata Norte, as manifestações de rua são ainda maiores, com aglomerações e sem o menor distanciamento. Em algumas cidades, o clima sábado e domingo era até de carnaval. Em outros, havia eventos que lembravam procissões (foto maior, ao alto). E se eventos com mais de 1.100 pessoas estão proibidos – o que tem inquietado promotores de festas e shows  de Pernambuco– no interior, tem comício que está parecendo carnaval, com direito a shows. Outros, até lembram procissões religiosas, com “velas” acesas.

No Estado, a Arquidiocese de Olinda e Recife tem evitado realizar procissões em datas dedicadas aos santos, apesar do fervor religioso da população. Os cortejos católicos foram substituídos por um veículo, carregando o andor em desfile pelas ruas. Por conta da pandemia, até mesmo nas comemorações dedicadas a Nossa Senhora do Carmo, Padroeira do Recife, houve uma série de restrições aos fiéis. Mas  na política, não há nada disso. Nem no Recife nem no interior. A campanha tem levado muita gente às ruas. Em alguns casos, os cortejos até lembram procissões, como os que ocorreram na Mata Sul, no final de semana. Só que as velas normalmente carregadas pelos devotos, foram substituídas por celulares acessos, como vocês podem conferir na foto e em  em vídeo divulgado pelo deputado Antônio Morais em suas redes sociais.

De longe,  as luzes acesas (de celulares) em cortejos eleitorais pelo interior, parecem velas de procissão. Mas os eventos, por conta da animação, lembram mais um carnaval. Por medida de segurança sanitária, estou passando longe de tudo isso. Até meus hábitos praeiros mudaram, para evitar aglomerações. Agora, o meu horário preferido é de 6h às 9h. E acabou. O resto é se cuidar. Hoje, Pernambuco está computando 159.476 casos da Covid-19, 99 dos quais confirmados nas últimas 24 horas. Foram registrados doze óbitos, elevando-se para 8.564 o total de vidas perdidas na pandemia no Estado.

Vejam o vídeo de campanha política na Zona da Mata de Pernambuco. Parece procissão ou carnaval?

 

Leia também:
A Voz do eleitor: “Quero a volta do orçamento participativo”
A voz do eleitor: “Gestão inclusiva, justa e participativa”
A Voz do eleitor: Espero competência, honestidade, dignidade
A Voz do eleitor: “Que o próximo gestor faça uso correto do dinheiro público”
A  Voz do eleitor: Uma cidade justa, limpa e muito bem cuidada 
A Voz do eleitor: Mobilidade, controle urbano, história preservada, cidade parque
A Voz do eleitor: Saneamento, mobilidade, saúde, patrimônio protegido
Campanha política ignora pandemia
Eleições municipais, 2020: Pernambuco tem 1.140 fichas sujas
Chame, chame a delegada
Lixo oficial à margem do Capibaribe, cidade entregue e prefeito impopular 
E os 50.000 títulos de regularização fundiária?
Pandemia: Festa da Padroeira sem direito a igreja cheia nem procissão
Pandemia: Festa da Padroeira não terá procissão pela primeira vez em 324 anos
Pandemia: Igreja em quarentena e sem Festa da Pitom

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos e vídeos: Redes sociais de candidatos

 

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.