A voz do eleitor: “Que o próximo gestor faça uso correto do dinheiro público”

O #OxeRecife  está abrindo espaço para que o cidadão que reside na nossa capital se posicione sobre duas questões: “O Recife que eu quero” e “O que espero do próximo gestor”. É uma forma de ouvir o outro lado já que, diante da aproximação das eleições, tudo que a gente ouve é promessa de candidato. Então, vamos saber o que o povo espera deles. Aliás, do próximo prefeito.

A questão do bom uso do dinheiro público é sempre lembrada em rodas de conversa sobre conduta de políticos, em todas as esferas do poder. Sempre há uma denúncia pipocando com dinheiro em malas pretas ou guardado aos montes em apartamentos. No caso do Recife, o Tribunal de Contas do Estado questiona desde a compra de respiradores durante a pandemia até contratos em caráter emergencial para abrigar população de rua.

O último a ser questionado pelo TCE envolvia verba de R$ 1,7 milhão que seria pago a uma “empresa de fachada”. O contrato foi fechado com dispensa de licitação, para atender às demandas da Covid-19, referentes a populações vulneráveis e em situação de rua. Fatos como este, comuns no noticiário, levam o cidadão a desejar honestidade por parte do prefeito que vem por aí. Com certeza, o uso mais racional e planejado do dinheiro público deixaria o Recife com uma prestação melhor de serviços.

Hoje quem fala é Paula Hirakawa. Ela é fisioterapeuta, professora de Pilates e…ciclista. Reside no Parnamirim, Zona Norte do Recife.

O Recife que eu quero é um Recife acolhedor e includente. Uma cidade onde as pessoas se sintam seguras, em andar por ruas agradáveis e arborizadas. E que priorize os pedestres e os ciclistas.

Espero do próximo gestor que ele cumpra com o que promete com sinceridade e trabalho. Que não governe para uma minoria privilegiada e que faça uso correto e honesto do dinheiro público.

Leia também:
A voz do eleitor: “Gestão inclusiva, justa e participativa”
A Voz do eleitor: Espero competência, honestidade, dignidade
Campanha política ignora pandemia
Eleições municipais, 2020: Pernambuco tem 1.140 fichas sujas
Você está feliz com o Recife?
O índice de felicidade urbana do Recife
Viva 2018, Recife
O Recife que queremos, em 2019
Recife, cidade parque em 2037
Aos 483, o Recife é lindo?
Recife se prepara para os 500 anos
Uma cidade boa para todo mundo

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Acervo pessoal

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.