“Nova normalidade” chega a museus

Pouco a pouco o setor cultural vai entrando em ritmo de nova normalidade, ditada pela estabilização da pandemia.  Nessa quinta-feira (1/10), os museus geridos pela Secretaria de Cultura e Fundação de Cultura do Recife reabrem as portas. Um alívio para a população. Depois do Paço do Frevo – primeiro museu público a retomar as atividades presenciais no estado – outros três voltam hoje a receber  o público: o Museu da Cidade, o Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães (Mamam) e o Murilo La Greca.  Eles prepararam esquemas e horários de atendimento especiais, com novos e mais rigorosos protocolos de controle de acesso dos visitantes.

No Paço do Frevo, expedientes e capacidade de atendimento ao público foram reduzidas, a partir da suspensão de eventos presenciais, da sinalização do prédio com marcação de distanciamento social e da redução de áreas de circulação nos espaços expositivos. Entre as medidas adotadas para garantir a segurança sanitária das instalações, estão ainda a disposição de totens de álcool em gel, o uso obrigatório de máscaras e a medição da temperatura dos visitantes na entrada, além da venda de ingressos online para acesso ao museu, que agora abre de quinta a domingo. O Paço do Frevo fica na Praça do Arsenal. Está funcionando de 10h às 16h na quinta e na sexta-feira e das 11h às 17h no sábado e no domingo. Ingressos custam R$ 10,00 e R$ 5,00 (meia) e podem ser adquiridos no próprio museu ou pela internet, no site http://www.pacodofrevo.org.br/. Dos quatro, o Paço é o único que cobra ingresso. Os demais são gratuitos.

Situado na Rua da Aurora, o Mamam é um dos quatro museus do município que já podem receber o público.

O Museu da Cidade também adotou todas as medidas de segurança sanitária. E  receberá o público de terça-feira a sexta-feira, das 10h às 16h nesta fase de reabertura. Já o atendimento presencial no Setor de Pesquisa será de terça a sexta, das 10h às 12h e das 14h às 16h. A programação em cartaz é a exposição Cinco Pontas, que celebra a indicação do forte a patrimônio cultural mundial da humanidade pela Unesco. A mostra reúne achados arqueológicos, pinturas e documentos ainda inéditos para o público, que comprovam a importância do Forte das Cinco Pontas em diversos momentos históricos da capital pernambucana.  O Museu da Cidade fica no Bairro de São José. Tem entrada gratuita.

O Mamam também volta a receber o público com horário reduzido. Neste primeiro momento de retomada, os expedientes de visitação serão de quinta a domingo, das 12h as 16h. Só será permitido o acesso com máscara. Para reforçar os protocolos de higiene, o museu firmou uma parceria com a Compesa para instalação de um lavabo no pátio do equipamento. O Mamam fica na Rua da Aurora, 265, Boa Vista. O acesso é gratuito.  Já o La Greca receberá o público de terça a sexta, das 9 às 17h, com a exposição “O que não é desenho?”. A mostra de longa duração é focada nos desenhos produzidos por La Greca, patrono do museu, reunindo 50 trabalhos do artista pertencentes ao acervo geral, formado por mais de 1400 desenhos. A sala de exposição só pode ser visitada por, no máximo, 4 pessoas simultaneamente, para assegurar o distanciamento social que ainda se faz necessário. O Museu Murillo La Greca está localizado na Rua Leonardo Bezerra Cavalcante, 366, Parnamirim. A entrada é gratuita e visitas guiadas podem ser agendadas pelos telefones  33553126/3129.

Leia também:
Paço do Frevo reabre na quinta (10/9)
Olha!  Recife visita cinco museus
O forte, o tempo e a Artelharia 
Fortes podem ganhar títulos da Unesco
Semana de festa em museus
Colônia de férias no Mamam
Olha! Recife: Mamam e lendas urbanas
Sarau das lobas e “minas” no Mamam
Mamam movimentado até domingo
Cenas da vida rural no Parnamirim
Nos mistérios e labirintos de Solidão

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Andréa Rego Barros e Inaldo Lima / Divulgação / PCR

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.