Parem de derrubar árvores (264)

Muito triste essa cena, em pleno Dia da Árvore. Menos uma na  paisagem  da cidade e uma a mais na triste estatística do arboricídio que assola o Recife. Durante minha caminhada matinal, encontrei essa vítima da motosserra insana na Rua Gomes Coutinho, no Bairro da Tamarineira, Zona Norte do Recife.  Realmente, a política de arborização da capital é difícil de se entender. Porque o que mais se vê é degola nas ruas, calçadas, parques, praças, jardins.

Sinceramente, em nenhuma cidade por onde passei ao longo da minha vida, nunca presenciei tantas plantas guilhotinadas como no Recife.  E muitas das árvores “erradicadas” – para usar a nomenclatura oficial – ficam eternamente sem reposição.  Todas as  árvores  do mundo são importantes. Sejam da Amazônia, do Pantanal ou das áreas urbanas. Nos dois primeiros, estão queimando tudo. E em cidades, como é o caso do Recife, não estão queimando mas sim, degolando tudo. Como se a falta delas  – lá ou cá – em nada influenciasse no conforto térmico local nem no aquecimento global.

Em uma só tacada, o Museu do Estado – nas Graças – perdeu treze palmeiras, que haviam ficado à míngua na pandemia.

Mas alguns setores oficiais parecem não enxergar isso. Tanto na esfera federal quanto na estadual ou municipal.  Há alguns dias, o #OxeRecife mostrou aqui a degola de treze palmeiras no Museu do Estado.  E também já acusou aqui arboricídio praticado por órgãos federais e, principalmente, municipais. Mas registra, também, ações criminosas da iniciativa privada.  No entanto, um lembrete: Para assinalar o Dia da Árvore, nessa segunda-feira (21), a Secretaria de Meio Ambiente do Recife vai plantar seis árvores nativas da Mata Atlântica. O bairro beneficiado será o Ipsep. Mas a meia dúzia virou piada entre os leitores do #OxeRecife. Teve até gente que achou que a repórter havia se enganado ao escrever o texto, citando as “seis mudas” que serão plantadas.

“No título da matéria, está escrito seis mudas de árvores. Não seriam 6.000? Posto que seis mudas para a área do Recife não seria nada”, questiona Agenor Tenório, do Grupo MeninXs na Rua, que costuma fazer caminhadas a pé pela cidade, com registro de incursões, também, em fragmentos da Mata Atlântica no Recife. “O  Prefeito já mandou plantar alguma muda?”, ironiza Jailde Cavalcanti. “Perdeu milhares derrubadas pela própria Prefeitura e construtoras de imóveis”, lembra Marcelo Arruda, referindo-se ao drama vivenciado pela nossa cidade. Nos links abaixo, vocês poderão conferir mais informações sobre as criminosas degolas de árvores no Recife com destaque para o Bairro da Tamarineira, onde o #OxeRecife achou a mais recente vítima de arboricídio.

Leia também:
No Dia da Árvore, a cidade ganha seis. Mas… quantas o Recife já perdeu?
Parem de derrubar árvores (14)
Parem de derrubar árvores (29)
Parem de derrubar árvores (31)
Parem de derrubar árvores (75)
Parem de derrubar  árvores(87)
Parem de derrubar árvores (88)
Parem de derrubar árvores (260) Treze degolas no Museu do Estado
Parem de derrubar árvores (27)
TRT vai compensar as árvores derrubadas
O Recife tem quantas árvores?
Arboricídio mobiliza Câmara Municipal
Contra as clareiras do Espinheiro
Espinheiro quer túneis verdes
Compensação pelo arboricídio
Lei para conter o arboricídio
#RecifeEmergênciaClimática
#RecifeEmergênciaClimática (1)
#RecifeEmergênciaClimática (2)
#RecifeEmergênciaClimática (3)
#RecifeEmergênciaClimática (4) e Covid-19 na Festa do Carmo
#RecifeEmergênciaClimática: Espinheiro perde túneis verdes
Recife árido: Emergência Climática
Emergência climática: Recife mais verde é balela. ParemDeDerrubarÁrvores
Emergência climática no currículo
Parem de derrubar árvores (54)
Parem de derrubar árvores (127)
Parem de derrubar árvores (177)
Parem de derrubar árvores (130)

Texto e fotos: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.