Guerreiros do Passo “rendem” 5 mil foliões e ampliam trincheira do frevo

Com a pandemia, a gente nem sabe se em 2021 haverá carnaval.  E também estão suspensas as “batalhas” dos Guerreiros do Passo, que adotaram como missão lutar em defesa daquela que é uma das maiores manifestações culturais de Pernambuco: o frevo. Em tempos normais, os Guerreiros do Passo montam “trincheira” na Praça do Hipódromo. Ali, ofertam aulas gratuitas de passo, a coreografia do frevo.  Todas as semanas, elas ocorrem. E, em 15 anos, já passaram  pelo local quase 5 mil pessoas, que aprenderam  não só os nomes, como os movimentos da dança: tesoura, tesourão, pé-de-vento, ferrolho, ligadura, britadeira, saci, coice de burro, para citar apenas alguns dos mais de 120 passos já catalogados na literatura sobre o frevo.  Na terça (1/9), os Guerreiros do Passo completam 15 anos de fundação.

Por conta da Covid-19, não será realizado nenhum festão nem comemoração ao ar livre, como é o feitio dos Guerreiros. Isso porque não são permitidas aglomerações  pelas autoridades sanitárias.  Mas a data não passará em branco. No dia 01 de setembro, a partir das 19h, os professores ficarão  à disposição do público na sede do grupo, para uma live, que será transmitida pela página do do Instagram (@guerreirosdopasso). É o que informa o coordenador, Eduardo Araújo. Ele fará um balanço das atividades e pretende “pontuar fatos marcantes de uma trajetória de resistência, dedicação e amor ao maior ritmo de Pernambuco”. Os Guerreiros do Passo são um show à  parte, quando se integram aos desfiles de agremiações carnavalescas. No do Clube de Frevo Escuta Levino, por exemplo, eles sempre foram a atração mais aguardada, embora em 2020 não tenham comparecido ao desfile daquela que é a melhor prévia carnavalesca de rua do Recife.

Em defesa do passo, os Guerreiros têm uma longa folha de serviços no Recife. Entre as suas atividades, encontram-se as aulas gratuitas, que ocorrem todos os sábados, na Praça do Hipódromo. E também às noites das quarta-feiras. E não são só perto do carnaval não. Acontecem o ano todo. Em 2020, as atividades foram suspensas devido à pandemia. Infelizmente. “O grupo vem seguindo rigorosamente as recomendações das autoridades de saúde e está evitando qualquer tipo de aglomeração”, lembra Eduardo, que está esperando por uma flexibilização maior para o retorno às aulas ao ar livre. Mas o grupo não parou. Já pensa em ações futuras. E uma delas é o Quintal do Frevo. Ou seja, mais uma trincheira para a batalha em defesa do passo.  Informa Eduardo que o espaço será construído na sede do grupo, na Travessa Berenguer, no Hipódromo.

“Queremos ampliar o trabalho que o grupo já realiza no bairro”, diz . “O projeto da obra (planta), recursos e o tempo de execução já estão programados e  pretendemos concretizá-lo antes do final do ano”. No Quintal do Frevo, os Guerreiros  vão lutar ainda mais. “Teremos ações voltadas para formação de professores, multiplicadores e realização de oficinas, encontros e eventos relacionadas ao frevo”, diz.  Em sua maior parte, a programação será gratuita. Mas serão programados eventos pagos, que garantam a sustentabilidade dos grupo, que  vai correr atrás de parcerias. Até porque, apesar da trajetória, os Guerreiros do Passo só tiveram algum tipo incentivo oficial em 2012 e 2013, via Funcultura. Realmente, esse povo é guerreiro mesmo!

Veja o vídeo de Max  Levay sobre os Guerreiros do Passo, em que eles mostram a origem da coreografia do frevo, com guarda-chuvas tradicionais, como eram usados no início da manifestação:

Leia também:
Escuta Levino sai na quinta, sem a “festa” dos Guerreiros do Passo
Olha! Recife em clima de folia e com os Guerreiros do Passo
O homem de mola dos Guerreiros do Passo
Aprenda a fazer o passo. De graça
Frevo para bebês jovens e coroas
Paço do Frevo tem nova troça no domingo
Paço do Frevo vai a Olinda
Paço do Frevo: 500 mil visitantes
“O frevo mexe com tudo” no Paço
Paço do Frevo e o Homem da Meia Noite animam o Bairro do Recife no domingo
Elefante no Paço do Frevo em janeiro
Paço do Frevo gratuito no fim do ano
Paço do frevo debate presente e futuro
Paço do Frevo: Cem por cento mulher
Paço do Frevo debate passado e futuro
Vovó Cici no Paço do Frevo
Frevo de Bloco no Bairro do Recife
Paço tem Arrastão de Frevo com Zé Puluca
Paço: frevo, forró e música psicodélica

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos e vídeo: Guerreiros do Passo / Divulgação

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.