Pandemia em queda no Recife. E depois do coronavírus?

Um dia após a Secretaria Estadual de Saúde ter informado que Pernambuco atingiu a marca de 100 mil curas da Covid-19, a Prefeitura informou hoje que o Recife chegou ao menor número de internações em hospitais de campanha montados para receber pacientes infectados pelo novo coronavírus. Conforme assegura o Prefeito Geraldo Júlio (PSB) no momento há 107 pessoas em estado grave em leitos municipais. Destas, apenas 43 são do Recife, enquanto a parte restante veio de outros municípios.

“Mas a pandemia não acabou, não é hora de abandonar a prevenção. Nós devemos continuar usando a máscara e sempre limpar as mãos com álcool. Seria muito ruim para todos ver a pandemia voltar a crescer na nossa cidade. Nós devemos continuar priorizando a prevenção”, lembrou o Prefeito. Ele disse que a ocupação de leitos de UTI é um dos indicadores monitorados pelas equipes da Prefeitura na avaliação da retomada das atividades e na reorganização da estrutura emergencial montada para a covid-19. Os números animam, mas não são suficientes para relaxarmos. Pelo menos enquanto não houver vacina.

Com leitos vazios, Prefeitura vem desativando hospitais de campanha instalados para pacientes da Covid-19

Com a baixa ocupação, a Prefeitura tomou iniciativas como desativar o Hospital Provisório Recife (HPR  2), nos Coelhos, que entrou na sua fase final nesta semana, com registro de alta do último paciente.  O HPR 2 chegou a ter 350 leitos ativos, sendo cem de UTI e recebeu mais de 1.600 pacientes com suspeita ou diganóstico confirmado da Covid-19. Durante a pandemia, mil leitos haviam sido abertos em sete hospitais de campanha e em duas unidades de saúde do Recife. Com o fechamento do HPR2, a PCR chega ao total de 560 leitos desativados, 100 deles de UTIs. A capital pernambucana tem, atualmente, 466 leitos em funcionamento, sendo 244 de UTI e 222 de enfermaria.

O que esperamos é que o material comprado para atender pacientes não seja sucateado após a pandemia. Nas ruas, já tem gente perguntado o que será depois dela. Por enquanto, camas, respiradores, concentradores de oxigênio, desfibriladores cardíacos, monitores de sinais vitais e outros equipamentos médico-hospitalares que estão sendo levados para outras unidades de saúde municipais, como as maternidades e o Hospital Eduardo Campos da Pessoa Idosa, em Areias. Parte dos materiais ficará temporariamente guardada em galpões para caso a curva epidêmica volte a subir e a Prefeitura do Recife identifique a necessidade de voltar a abrir mais leitos municipais. Antes do coronavírus, a rede municipal não contava com um só leito de UTI.

A redução do número de pacientes com síndrome respiratória aguda grave (srag) internados dos hospitais de campanha e o baixo percentual de moradores do Recife são reflexo de mais de cem dias de queda nos indicadores da pandemia na capital pernambucana. Em julho, o Recife foi responsável por apenas 16% de todos os novos casos de Pernambuco, enquanto, em abril, a cidade chegou a ser responsável por 54% dos casos do Estado.  Em abril a rede registrou mais de cinco mil atendimentos a pessoas com sintomas respiratórios. No último mês, esse número caiu para cerca de dois mil.

A Secretaria Estadual de Saúde informou que foram registrados 217 casos da Covid-19 nas últimas 24 horas. Com isso, o número total de infectados em Pernambuco chega a 119.357 desde o início da pandemia. Também foram confirmados nove óbitos em laboratório. Ou seja, o número de vidas perdidas para o novo coronavírus no estado chega agora  a 7.399. Normalmente, às segundas, os números oficiais da Covid-19 no estado sempre apresentam queda. Mas no decorrer da semana, com a chegada de informações do interior, eles voltam a aumentar. Na última segunda (17/8), por exemplo, foram 225 casos e 22 óbitos. Mas na sexta (21), os registros de novos casos eram 1.072 e os óbitos somaram 32.

Leia   também:
Covid-19 tem mais de 100 mil curas
Pandemia não dá trégua em Pernambuco
Prefeitura desativa leitos
Covid-19 em Pernambuco: quase 105.400 infectados
Pernambuco ultrapassa 100.000 casos da Covid
Recife tem 80 dias de queda da Covid
Máscaras podem virar caso de polícia
Com 93.373 infectados, Pernambuco flexibiliza no Agreste
PE tem 91.523 infectados e 72 por cento dos pacientes do Recife são de fora
Gabinete de enfrentamento à Covid mantém flexibilização
Suspeita na compra de respiradores
Nova normalidade com muita inspeção
Serviço de Samu desacelera
PE: Nova normalidade
Os divertidos ursos da pandemia
Pandemia: infectados são 78.509 em Pernambuco
Covid-19 em queda no Recife

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Letícia Lins e Andréa Rego Barros / PCR

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.