Cais do Sertão mostra arte de J.Borges

Ariano Suassuna dizia ser ele o maior mestre da xilogravura que o escritor conhecera. Mais do que isso. Afirmava que o xilogravurista J.Borges era não o maior do gênero no Brasil, mas sim do mundo. Não é à toa, portanto, que o artista popular tem obras espalhadas em museus de diversos continentes. Também não surpreende que tenha sido procurado por autores ou editoras de outros países para ilustração de livros de escritores consagrados.

São de J. Borges as ilustrações de Palavras Andantes (do uruguaio Eduardo Galeano) e do conto Lagarto (do português José Saramago). Foi o artista pernambucano que foi escolhido para ilustrar a edição comemorativa dos 200 anos da primeira publicação de contos infantis dos Irmãos Grimm.  Quem quiser conhecer mais vida e obra do artista de Bezerros – onde mantém um museu sobre a própria obra – tem oportunidade de participar de live com ele, às 17h dessa quinta-feira (13/08). A iniciativa é do Centro Cultural Cais do Sertão,

A iniciativa faz parte da programação online à 13ª Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco, elaborada pela Secretaria de Cultura de Pernambuco, Fundarpe e Gerência Geral de Preservação do Patrimônio Cultural (GGPPC). Dos dias 13 a 27 de agosto, as redes sociais do museu – perfil do Instagram, Spotify e canal do YouTube – abrigarão transmissões ao vivo de entrevistas, rodas de conversa, além de playlists temáticas e vídeos interativos sob o tema “Janelas do Patrimônio – novos olhares, estratégias e conexões”. Entre os convidados, o xilogravurista J. Borges, o  próprio. As ações da Semana do Patrimônio no Cais que têm início nesta quinta-feira (13), tem foco nas artes visuais. O primeiro convidado  é José Francisco Borges, o famoso J. Borges, 80 anos.

J.Borges é um dos artistas populares mais consagrados do Brasil. Durante sua vida já fez de tudo: trabalhou em construção, na lavoura, fez colheres de pau para vender em feira, até que tomou conhecimento da literatura de cordel, pela qual se apaixonou. Foi nos folhetos que ele aprendeu a ler. Então, começou a criar os seus próprios cordéis. Mas como não tinha recursos para pagar ilustradores, resolveu, ele mesmo produzir as xilogravuras dos livretos. Resultado: virou o artista  mais importante do Brasi, no que diz respeito à xilogravura. Um mestre. Em 2020 foi homenageado pelo Galo da Madrugada. Em bate-papo mediado pelo educador Perácio Gondim, o poeta discorre sobre o seu processo criativo, da confecção de matrizes e gravuras, além de técnicas de gravação. A interlocução abre espaço para curiosidades de sua história, reflexões acerca do repasse de arte.

A transmissão será ao vivo no instagram do museu (@caisdosertao). Além das rodas de conversa, o internauta poderá conferir vídeos interativos e playlists especiais no Instagram e Spotify do museu. Os vídeos privilegiam o contato com a obra de J. Borges e uma visita guiada ao acervo audiovisual do Cais do Sertão, sob a mediação da educadora da casa Thalita Mesquita. E você pode relembrar o audiovisual nordestino com seleção sobre trilhas sonoras de filmes no Sertão. Todo o conteúdo é gratuito a todos os públicos.

Leia também:
J.Borges lança três álbuns inéditos
O mundo fantástico de J.Borges
Xilogravura se aprende no Instituto Ricardo Brennand. Vamos lá?
Fechado, Cais do Sertão movimenta programação virtual
Lampião e seu cangaço fashion e social
Massacre de Angicos em palco ao ar livre
Duas costureiras e dois maridos: um cangaceiro e um gay
Filme gratuito na Academia Pernambucana de Letras
Cantadores: Bolsonaro é a marca do passado
Livro conta lendas do Sertão
Memórias afetivas, praia do Sertão, rendas de bilro e primeiro amor
O Sertão no Coração de Pedra de Carol
No Sertão, na trilha de Lampião

SERVIÇO:
O quê: 13ª Semana de Patrimônio Cultural de Pernambuco
13/8 – J. Borges: com a xilogravura, o Mestre (Conexão Cais, às 17h, no @caisdosertao)
18/8 – Cinemateca Pernambucana e a preservação do patrimônio audiovisual com Ana Farache (Papo de Museu, às 17h, no @caisdosertao).
20/8 – Roda de diálogo: Patrimônio Audiovisual – Caminhos para Preservação (YouTube do Cais, às 16h).
27/8 – A Herança Musical de Arlindo dos Oito Baixos – com Raminho da Zabumba (Conexão Cais, às 17h).

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Divulgação e Acervo / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.