Aprenda a proteger a natureza.

Pernambuco possui 86 unidades de conservação ambiental.  Não é fácil cuidar de tudo isso. E qualquer iniciativa para a preservação de áreas protegidas passa, necessariamente, pelo zelo da população, nem sempre preocupada com cuidados que a natureza exige. Ou seja, educação ambiental é o que se precisa. E para propagá-la, nada como a formação de agentes populares.

Entre 2017 e 2019,o Centro de Pesquisas Ambientais do Nordeste (Cepan) capacitou 150 agentes populares no Estado.  Ainda é pouco. Mas pelo menos, já é um bom começo. Até porque a iniciativa já gerou ações positivas em três Unidades de Conservação (UCs) Estaduais em Pernambuco (sobre as quais me reportarei posteriormente).  A experiência acabou virando livro, a ser lançado pela instituição em live nesta quinta-feira (30/07), às 15h, no Instagram @cepan.ong.

A publicação visa mostrar como a população pode atuar junto às UCs, incentivando-a a cuidar de áreas protegidas e até mesmo a adotar práticas sustentáveis no cotidiano. Por meio de chamamento para projetos da Agência Estadual do Meio Ambiente (Cprh), o Cepan implementou três capacitações, com aulas  teóricas e práticas. No conteúdo repassado, noções de Educação Ambiental, Conservação da Biodiversidade, Planejamento e Legislação Ambiental, Gestão Participativa, Ética .

Importantíssimo: Os agentes também aprenderam como obter  resolução de conflitos entre educadores, ativistas, líderes comunitários e até mesmo moradores locais sem expertise alguma no assunto. Os conflitos são muito comuns, nestas situações. Também sabem, agora, como  planejar atividades ambientais, avaliar recursos e impactos, obtendo ferramentas e técnicas para intervir de forma inovadora nas unidades trabalhadas.

As unidades que contaram com formação para agentes populares foram: o Parque Estadual da Pimenteira ( Sertão do Pajeú), APA de Santa Cruz (Litoral Norte) e APA Guadalupe (Litoral Sul). O  livro Formação de agentes ambientais no Estado de Pernambuco: O desafio de aproximar as pessoas às Unidades de Conservação já pode ser acessado gratuitamente no site do Cepan. Está acessível desde a última terça-feira (28/07). Nessa quinta, (30) ocorre o lançamento com bate-papo no Instagram @cepan.ong. Será com Emanuelle Souza (analista de projetos do Cepan),  Valmir Ramos (agente popular em Educação Ambiental da APA de Guadalupe e membro do Instituto Ecoeducar). Ambos mostrarã como o grande público pode se engajar e atuar igualmente pela conservação ambiental não só em Pernambuco, mas no Brasil.

Leia também:
Mata da Pimenteira ganha ação
Livro em defesa da Mata da Pimenteira
No Dia da Caatinga, nada como conhecer melhor o Sertão
As flores da caatinga em exposição
Caatinga, bioma único comemora oito anos da Estação Ecológica do Sertão
 Litoral Sul: Turismo Sustentável?
Disciplina para barcos no Litoral Sul
Litoral Sul: excesso de demanda em APA
Litoral Sul terá área de proteção marinha
Mais proteção para o Litoral Sul 
Mais proteção para Guadalupe
Mais proteção para a APA Guadalupe
Guaiamuns ameaçados são liberados
Canal de Santa Cruz ganha aliados
Buscada de São Gonçalo: Fé e lixo
A Buscada de São Gonçalo e o cuidado com a natureza
Capibaribe e unidades de conservação

Serviço:
O quê: Lançamento do livro “Formação de agentes ambientais no Estado de Pernambuco”
Onde: Instagram @cepan.ong
Quando: quinta-feira, 31/7
Horário: 15h
Como adquirir: Pode ser acessado gratuitamente no site do Cepan

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Cepan / Divulgação

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.