Festival Guaiamum Treloso é adiado

Previsto inicialmente para maio, e depois adiado para final do ano, o Festival Guiamum Treloso Rural não acontecerá mais em 2020. Tudo por conta da pandemia da Covid-19. Mas os organizadores do evento acabam de anunciar a nova data da quinta edição da festa: 10 de abril de 2021. Portanto, comece a se animar, pois quem comprou ingresso não será prejudicado.

É que com o adiamento de eventos durante a pandemia, o Guaiamum precisou alterar seus planos.  Mas, como eu disse antes, ninguém ficará no prejuízo. Felizmente. “Todos aqueles que já garantiram o ingresso vão poder utilizá-lo na nova data”, informa o produtor Felipe Cabral. A ação segue a Medida  Provisória 948 do Governo Federal, que determina que “o crédito poderá ser utilizado pelo consumidor no prazo de doze meses, contado da data de encerramento do estado de calamidade pública reconhecido pelo Decreto Legislativo nº 6, de 2020″.

Inicialmente um bloco que agitava a semana pré carnavalesca no Poço da Panela, no Recife, o Guaiamum Treloso virou um festival rural e pago.

“Durante todo esse tempo, nossa equipe buscou a melhor solução e a melhor data para realização do Guaiamum Treloso. É uma situação que foge do nosso controle e, por isso, pedimos a compreensão, colaboração e participação de todos”, diz. Informa, ainda, que todos os protocolos de segurança indicados pelas autoridades serão seguidos à risca “para que seja uma festa segura, como manda a tradição”. Em caso de dúvidas e maiores esclarecimentos, a produção do festival está à disposição para atendimento através do WhatsApp (81) 99658-6150, de segunda à sexta, das 10h às 17h.

O Guaiamum Treloso começou como um bloco de carnaval, em 1995,quando desfilava pelos bairros de Poço da Panela, Casa Forte e Casa Amarela, chegando a se transformar na melhor prévia de rua do carnaval do Recife. O cortejo de foliões saía do Poço da Panela  e acabava com um show gratuito e ao ar livre, em Casa Amarela. Uma vez, eu estava na banca de revista, e vi um rapaz que achei conhecer de algum lugar. Ofereci carona. Quando o cara entrou no carro era ninguém mais que Arnaldo Antunes. Caí na real e indaguei: “Você é quem eu estou pensando?”. Ele  respondeu: “Sou”. Uma gracinha de gente.

Arnaldo Antunes estava hospedado na Pousada Casa Forte – que fica na Avenida Dezessete de Agosto –  e daria um show no encerramento do desfile do bloco. Não lembro o ano.  Depois, o bloco ficou híbrido: tinha desfile e festa fechada, com ingresso.  Em seguida,  o Guaiamum transformou-se em  baile carnavalesco no Recife, até assumir seu último e definitivo formato, como Festival Guaiamum Treloso Rural, em 2015, com a já sua conhecida festa  anual, em Aldeia. No Poço da Panela, hoje, o carnaval é comandado por blocos como Mulher de Bigode, Os Barba, Sai dessa Noia, Paraquedista Real, Pisando na Jaca e outros menores, como a La Ursa do Poço.

Leia também:
Guaiamuns ameaçados são liberados
Proibido comer guaiamum
A matança dos guaiamuns ameaçados
Defeso: Não coma caranguejo-uçá
Não consuma caranguejo-uçá: defeso
Comer lagosta ovada é não ter coração
Evite comer crustáceos ovados
População em defesa dos caranguejos
“Resíduos deixados no manguezal são como garrote na veia: gangrenam o corpo”
Imundo, manguezal passa por limpeza
Dia de “pescaria” no Capibaribe
Dia da Água: nossos rios poluídos
Nossos rios poluídos  em discussão
O “rio” de João Cabral na Passa Disco

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Festival Guaiamum Treloso Rural / Divulgação

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.