Galpão das Artes faz concurso de desenho e inscrições estão abertas

Reconhecido nacionalmente pelo trabalho de resgate social e da cultura popular, o Centro de Criação Galpão das Artes arranjou um meio de  movimentar a criançada, mesmo  durante  o isolamento social provocado pela pandemia. Acaba de lançar a edição 2020 do Prêmio de Desenho Infantil Dona Da Luz, cujas inscrições já estão abertas e podem ser realizadas até o dia  20 de julho. O concurso é destinado apenas às crianças de Limoeiro,  onde fica a sede da instituição.  O município se localiza a 77 quilômetros do Recife.

O tema é  “20 anos do Centro de Criação Galpão das Artes – Dias melhores virão”. E o certame é dirigido a meninos e meninas com idades entre cinco e doze anos. O valor da inscrição é simbólico, R$ 2. Quem quiser garantir uma vaga para o seu pequeno artista, é só acessar o  link: https://docs.google.com/forms/d/1nz9gYKrfMUWzSWQQH3m1aQOGDUsoOsuxVUHB8aCGXS0

“O Centro de Criação Galpão das Artes, em Limoeiro, não quer ver ninguém parado!!! O Galpão brinca com a ideia de fazer a criançada feliz nessa quarentena, com mais uma iniciativa inovadora e sem perder a responsabilidade social de vista”, afirma Fábio André de Andrade e Silva, presidente  da instituição. O Centro Galpão das Artes é um espaço de saberes premiado nacionalmente e que já foi visitado pelo #OxeRecife. Com a pandemia, suas atividades estão prejudicadas devido ao isolamento social, mas o Galpão das Artes não parou.

Tem desenvolvido esforços para levar cestas básicas às famílias de crianças atendidas na instituição, muitas das quais vivem na informalidade. E vem fazendo campanha para arrecadar mantimentos para artistas circenses, que encontram-se em dificuldade, por conta das restrições impostas pela Covid-19.  A iniciativa tem beneficiado grupos de circo que atuam até em cidades vizinhas, como o Circo do Palhaço Maluquinho e o Circo Asa de Águia, que atuam na zona rural de Aliança, município localizado na Zona da Mata, a 86 quilômetros do Recife e a 55 quilômetros de Limoeiro. Na manhã dessa quinta-feira (25/6), o Galpão das Artes faz a terceira entrega de materiais de limpeza e alimentos aos dois grupos.

Quanto ao concurso, a homenageada que empresta seu nome ao certame é a limoeirense Dona Da luz, “mulher artesã que desenhou a vida com muita arte pintando sua linda passagem entre nós com muito amor”, segundo Fábio. Ela inspirou os filhos a escreverem um livro sobre sua saga,  Se eu soubesse escrever. Analfabeta, Da Luz era tão sábia que inspira não só seus descendentes como moradores da cidade onde nasceu. Por isso, Dona Da Luz também foi homenageada e teve seu nome imortalizado no Museu dos Brinquedos Populares do Ponto Nacional de Cultura, Centro de Criação Galpão das Artes em dezembro de 2019. O museu é considerado o “menor do mundo”. Vocês podem ver mais informações sobre Da Luz e o Galpão nos links abaixo, listados no Leia também do #OxeRecife.

Lembrem-se: A inscrição para o concurso é totalmente online e reforça as recomendações no combate e prevenção da COVID-19. “Já o Edital é o primeiro do Centro de Criação Galpão das Artes nesse ano pandêmico de 2020”, lembra  o presidente da instituição, que em 2020 teve suas atividades prejudicadas devido à pandemia do novo coronavírus. Qualquer dúvida, entre pais  ou os responsáveis, pode ser esclarecida pelo Professor Fábio André através do telefone: 81.99739.6207. “Não percam essa oportunidade especial de interação e atividade cultural arte-educadora”, ressalta ele. O prêmio é uma surpresa guardada a sete chaves.

Leia também:
“Se eu soubesse escrever”
Galpão das Artes e brinquedo popular
O menor museu do mundo
Não perca “O Peru do Cão Coxo”
Teatro: Baile no Recife e o Peru no interior
Cultura roída pelo coronavírus
Teatro de Osman Lins em discussão
O Mané Gosto de Saúba
De volta à História do Meu Povo
História do meu povo vira livro 
Brinquedo é coisa séria
Aprenda e brincar como antigamente 

Poço  das Artes: música e mamulengo
Presença inglesa, mamulengo e Brennand no Olha! Recife
Bonecos fazem a festa em Casa Forte
Resgate do mamulengo pernambucano
Fotógrafos documentam mamulengos 
Mão Molenga faz a festa dos bonecos

Miro e o show dos seus bonecos
 No Dia do Artesão, viva Miro dos Bonecos 

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Letícia Lins e Divulgação

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.