Movida planta um milhão de árvores

Vez por outra, chegam aqui no #OxeRecife informações sobre iniciativas ambientais não só de pequenos grupos, como também de grandes empresas. E quando o assunto é proteção dos oceanos, dos rios, das florestas ou plantios de árvores, nós temos o maior prazer de noticiar. Em meio a tão tristes notícias a respeito da pandemia do coronavírus, nos chega a informação sobre o plantio de um milhão de árvores que vem sendo efetuado pela Movida, empresa que tem frota de 110 mil veículos,101 lojas de aluguel de carros e 67 lojas de seminovos.

Atuando nesse setor, que tanto responde pelas emissões de carbono, a Movida decidiu compensar. E pretende atingir carbono neutro já em 2030, e positivo até 2040. Para tanto, já deu início ao plantio de 1 milhão de árvores no Corredor de Biodiversidade do Araguaia, área de10,4 milhões de hectares. Com 2.600 quilômetros de comprimento por 40 quilômetros de largura, a faixa conecta dois dos mais importantes ecossistemas do mundo: a Floresta Amazônica e o Cerrado. O plantio deve ser concluído em 2022.

Segundo a Movida, trata-se de “contribuição a um dos maiores projetos de reflorestamento do mundo”.  Para tanto, foi estabelecida uma parceria com a ONG Black Jaguar Foundation. O objetivo é ampliar e gerar mais valor ao Programa Carbon Free, responsável por neutralizar as emissões de CO2 geradas pelas locações. Essa ação tem relação direta com as ODS 13 e 15 do Pacto Global da ONU e permitirá a captura de um milhão de tonelada de CO2 da atmosfera, informa a empresa, que atua em todo o Brasil.

A empresa oficializou compromissos de longo prazo associados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas e aos Princípios do Pacto Global. Entre eles estão a contribuição para uma mobilidade melhor – mais ágil, segura, integrada e sustentável – e a participação ativa no esforço global para a estabilização da concentração das emissões de gases de efeito estufa (GEE) na atmosfera, em linha com a transição para uma economia de baixo carbono.  Para a responsável pela área de sustentabilidade da Movida, Lívia Frisera, a preocupação em cuidar questões ambientais, sociais e de governança (ASG) tornou-se muito mais do que uma ambição da empresa, mas, sobretudo, uma diretriz que guia todas as ações realizadas em cada departamento.

“O consumidor está mais atento a estes princípios e passará a solicitar, cada vez com mais ênfase, serviços, produtos e principalmente atitudes que tenham contribuição tanto com seu entorno, quanto com todo o planeta”, diz Lívia. Que bom que o consumidor está mais atento, levando as empresas a tomarem iniciativas em defesa do nosso Planeta, cada dia mais enfermo. O #OxeRecife louva todos os esforços para recompor o verde de nossas matas e das áreas urbanas, e repudia todas as formas de eliminação das árvores, motivo pelo qual criou a campanha #ParemDeDerrubarÁrvores. E embora o Blog seja voltado para problemas do Recife – inclusive ambientais – entende que a natureza é um bem universal. E, por esse motivo, abre espaço para iniciativas em seu favor implantadas em qualquer parte do Brasil.

Leia também:
Mata Atlântica ganha viveiro para produção anual de 100.000 mudas
Cabo ganha 7.450 árvores até 2022
Coca-Cola planta 600 mil árvores
Cerrado ganha corredor ecológico
Esso decide plantar 20 mil árvores para proteger mico-leão-dourado
Festival de Aves no Sul da Bahia
Borboleta rara no Legado das Águas
A inédita visita do sabiá ferreiro
A volta do jacu
“Arca de Noé” protege corais ameaçados
Ambientalistas preocupados: só restam 1.300 muriquis
Recife ficará mais verde até 2021
Parem de derrubar árvores (171)
Quatro milhões de canudos a menos no mercado
Nestlé quer embalagem biodegradável
Visite o Legado das Águas nas férias
Praia dos Carneiros ganha aliado contra o turismo predatório
Dragão, tambor e limpeza no Rio 
Catadores tiram 5 milhões de latinhas deixadas pela folia em Olinda Recife
Por um milhão de árvores na Amazônia
Água mineral em copo biodegradável
Maquininha de passar cartão com plástico das praias
Lixo plástico vira cinema nas escolas
Plásticos nas praias viram embalagens
Canudos plásticos de praias viram óculos: a natureza agradece
Nestlé quer plástico biodegradável
Noronha reforça Plástico Zero
Campanha contra plástico rende prêmio
Agreste contra o óleo: “O Mar nos une” 
Emergência climática: Recife mais verde é balela. Parem de derrubar árvores
O Recife tem quantas árvores?
Parem de derrubar árvores (237). Quarteirão pelado na Madalena
Parem de derrubar árvores (238). Golpe de misericórdia na Madalena

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Divulgação / Movida

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.