Coronavírus, praia, nascer do sol

Tem muita gente que está amargando uma tristeza grande, sem direito a ir à praia, com esses dias ensolarados, que fazem a gente só pensar em areia branca e mar.  Muitas praias do Litoral do Nordeste estão com acesso proibido por conta da pandemia do coronavírus.  No Recife, por exemplo, Boa Viagem nem pensar. Tudo para evitar aglomeração e barrar o risco de contaminação pelo vírus buscapé.

Mas sempre tem quem arranje um jeito de driblar a fiscalização. E o que é melhor, aparentemente sem correr risco de contaminação, em espaço tão amplo, ao ar livre e sem nenhuma aglomeração. Foi o que fez uma amiga minha, Noêmia Rodrigues Staviski, residente em Maceió. Quem resiste a um fim de semana sem praia? Tem gente que fica logo borocochô, sem ver a cor do mar, como é o meu caso já que costumo “bater ponto” todo final de semana na orla. E não precisa ir longe não. É Boa Viagem mesmo, com sua superlotação. Praia, enfim, também é festa!

Em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, a paisagem da praia nem de longe lembrava a “muvuca” dos finais de semana.

Pois minha amiga, que é bióloga, acordou cedinho, saiu de casa às 4h30m da manhã, em companhia de genro e filha e foi… se deliciar nas águas da Praia da Garça Torta, que fica a uns dez quilômetros do centro de Maceió. Ainda deu tempo de dar um mergulho e ver o sol nascer.  “Como no Recife, as praias daqui também não estão liberadas, mas acreditamos que não havia risco, porque não tinha ninguém na areia, nem na água, só a gente mesmo”, conta, me deixando com água na boca por um mergulho no mar.

Já decidi, passada essa  pandemia, vou lá para um dia, fazer o mesmo. Tomar banho de mar com amigos, vendo o sol nascer. Tem coisa mais linda?  “O céu estava com poucas nuvens, e tivemos oportunidade de assistir o espetáculo da natureza, o nascer do sol”, conta-me pelo WhatsApp. “Como me senti grata, Deus, por estar nesse Planeta tão belo”, afirma. Belo mesmo. Com a reclusão forçada pelo coronavírus, a poluição até caiu (do ar, sonora, e da água). Em Veneza,   as antes poluídas águas dos seus canais voltaram a ficar cristalinas, sem o movimento dos barcos. Dizem que apareceram até golfinhos, animais que não se via ali há décadas. Vamos torcer para que nossas praias fiquem mais limpas, no pós confinamento. E que as pessoas gostem tanto delas assim – limpinhas – que pensem duas vezes, antes de voltar a poluí-las .

Leia também:
Coronavírus: Cadê a distância necessária?
Corona: Cuidado com o pão nosso
Coronavírus: ronda policial fiscaliza parques
Noronha entra em quarentena
Coronavírus: praias e parques fechados no final de semana
Coronavírus e a rede de solidariedade
Corona: Vem álcool 70 por cento por aí
Prorrogado pagamento de ISS no Recife
Pandemia: Prefeitura revê contratos
Pandemia: Lar do Nenen precisa de ajuda
Pandemia: Plaza Shopping muda marca
Fecham a partir de sábado: shopping centers, 
Pandemia: Conselho Regional de Química produz álcool
Aglomerações só com dez pessoas? Decreto não vale para a CEF 
Pandemia: máscaras ecológicas
Coronavírus e o espírito solidário
Grupo Moura: das baterias à fabricação de máscaras contra o coronavírus
Coronavírus já matou três em PE
Bia: Remédio contra o confinamento
Cientistas contestam Bolsonaro
Voltar à normalidade, como? “Gripezinha”, resfriadinho ou genocídio?
Pandemia mexe até com os bichinhos
Magiluth busca estratégia de sobrevivência
Após reclamações, cestas básicas para 90 mil alunos
Pandemia: pensar no coletivo é preciso
Novos leitos, 35 casos e repartições com atendimento remoto
PE, coronavírus: 33 casos e três curados
Sem festa, mas com cachê garantido
Pernambuco tem a primeira cura do coronavírus
Comércio, serviço e construção vão parar
Governo de Pernambuco inicia embarque de turistas de navio retido
Fecham a partir de sábado: shopping centers, bares, salões de beleza, etc
Cultura roída pelo coronavírus
Câmara quer suspender cortes de água e luz
Questionada a merenda do coronavírus
Coronavírus traz fantasma da fome
Pandemia: Igreja em quarentena
Aulas suspensas a partir de 18/3
Coronavírus: sete casos em Pernambuco e povo sem direito a futebol em campo
Recife quase parando devido ao corona
Brasil, Recife, pandemia e eventos
Corona vírus, fantasia e polícia
Colabore com o Fazendo Acontecer
Nóis sofre mais… nóis goza
Nóis sofre mais nóis goza é só folia
Ciclofaixa de lazer está suspensa

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Noêmia Rodrigues Staviski / Cortesia (AL) e  Foto do leitor/ WhatsApp (PE)

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.