Coronavírus: Cuidado com o pão nosso. Infectados são 201 em PE

Claro, diante da pandemia, a gente só coloca o pé na rua, quando extremamente necessário: supermercado, padaria, farmácia.  E, sinceramente, os cuidados para evitar a transmissão do coronavírus estão muito diferenciados. Há farmácias e supermercados que higienizam seus equipamentos o tempo todo. Em alguns, há disponibilidade de álcool em gel logo na entrada, para que os clientes higienizem as mãos antes que sejam atendidos. Também há os estabelecimentos que limpam as maquinetas a cada cliente.

Nas lojas do BigBompreço da Zona Norte – pelo menos nas de Casa Amarela e Casa Forte – o cuidado com a higienização tem se mostrado muito bom. Há muito zelo na limpeza. Antes que alguém pegue uma cesta ou um carrinho, tem um funcionário higienizando os equipamentos, exatamente nos locais onde todo mundo bota a mão. “Eu peguei uma cesta distraído, e uma funcionária quase se jogou na minha frente para que eu não a levasse antes de ser limpa”, contou meu filho Thiago, ao chegar em casa, depois de fazer compras na loja de Casa Forte.

Tal cuidado, no entanto, não tenho observado nas padarias. Tanto nas populares quanto nas mais sofisticadas. O problema é o seguinte: maquinetas sem higienização; falta de álcool em gel ao lado dos caixas, que pegam no dinheiro e nos pacotes dos clientes com as mesmas mãos. E, o mais grave, boa parte das padarias permanecem com aquele sistema self service através do qual os clientes pegam uma pinça e escolhem os seus pães.

E aí é que está um outro grande problema. As pinças – ou pegadores – ficam disponíveis nas caixas de pães, normalmente presas por uma alça e na borda do recipiente. Aí vem um cliente,  pega a pinça e escolhe o pão. Depois, a coloca no lugar. Vem outro, e faz a mesma coisa. Assim por diante. Nas quatro padarias em que estive, já para observar esse problema, não vi nenhum álcool ao lado das pinças, nem ninguém higienizando os tais pegadores que, durante todo dia, passam de mão em mão… Ou seja, de coronavírus em coronavírus… E aí, qual a orientação da Secretaria de Saúde para as padarias? O fato do setor  estar considerado entre os essenciais, não deve impedir de enquadrá-las em regras rigorosas de prevenção ao Covid-19. Alguém discorda? Por precaução ( na base da intuição mesmo) comecei a assar o pão quando chego em casa…

A julgar por mensagens enviadas pelos leitores, parece que minha preocupação tem razão. “Aqui na França, recomenda-se que esquente o pão antes de comer para matar o vírus”, afirma a leitora Viviane Vasconcelos, pelas redes sociais do #OxeRecife. “Sim, cinco minutos a 65 graus centígrados”, complementa outro leitor, Mathieu Bertrand Struck.

O boletim mais recente divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde indica que somam 201 os casos de Covid-19 em Pernambuco, 25 dos quais registrados nas últimas 24 horas. O número de mortos chega a 21, desde que a pandemia apareceu no Estado. A idade dos pacientes que foram a óbito fica entre 55 e 84. E o que é bom: 25 pessoas tiveram recuperação clínica. Vamos torcer para que os demais também superem esse vírus terrível. Praias e parques permaneceram interditados, neste domingo.

 

Leia também:
Coronavírus: ronda policial fiscaliza parques
Noronha entra em quarentena
Coronavírus: praias e parques fechados no final de semana
Coronavírus e a rede de solidariedade
Corona: Vem álcool 70 por cento por aí
Prorrogado pagamento de ISS no Recife
Pandemia: Prefeitura revê contratos
Pandemia: Lar do Nenen precisa de ajuda
Pandemia: Plaza Shopping muda marca
Fecham a partir de sábado: shopping centers, 
Pandemia: Conselho Regional de Química produz álcool
Aglomerações só com dez pessoas? Decreto não vale para a CEF 
Pandemia: máscaras ecológicas
Coronavírus e o espírito solidário
Grupo Moura: das baterias à fabricação de máscaras contra o coronavírus
Coronavírus já matou três em PE
Bia: Remédio contra o confinamento
Cientistas contestam Bolsonaro
Voltar à normalidade, como? “Gripezinha”, resfriadinho ou genocídio?
Pandemia mexe até com os bichinhos
Magiluth busca estratégia de sobrevivência
Após reclamações, cestas básicas para 90 mil alunos
Pandemia: pensar no coletivo é preciso
Novos leitos, 35 casos e repartições com atendimento remoto
PE, coronavírus: 33 casos e três curados
Sem festa, mas com cachê garantido
Pernambuco tem a primeira cura do coronavírus
Comércio, serviço e construção vão parar
Governo de Pernambuco inicia embarque de turistas de navio retido
Fecham a partir de sábado: shopping centers, bares, salões de beleza, etc
Cultura roída pelo coronavírus
Câmara quer suspender cortes de água e luz
Questionada a merenda do coronavírus
Coronavírus traz fantasma da fome
Pandemia: Igreja em quarentena
Aulas suspensas a partir de 18/3
Coronavírus: sete casos em Pernambuco e povo sem direito a futebol em campo
Recife quase parando devido ao corona
Brasil, Recife, pandemia e eventos
Corona vírus, fantasia e polícia
Colabore com o Fazendo Acontecer
Nóis sofre mais… nóis goza
Nóis sofre mais nóis goza é só folia
Ciclofaixa de lazer está suspensa

Texto e foto: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.