Pandemia: Conselho Regional de Química produz álcool para doação

Ave Maria. Nesses tempos de coronavírus e dificuldade para encontrar álcool, finalmente uma boa notícia. O Conselho Regional de Química da 1ª Região (CRQ I), de Pernambuco solicitou  à Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa)  liberação para produzir álcool líquido e glicerinado 70%, concentração indicada para combater o Covid-19. Os produtos serão doados para unidades de saúde e entidades filantrópicas. A iniciativa faz parte da campanha Química Solidária, do Sistema CFQ/CRQs, que reúne ações para produzir álcool em gel, orientar a população e combater notícias falsas.

E, que bom, o  projeto já conta com parcerias aqui Pernambuco. Uma companhia de bebidas doou mil litros de álcool e duas mil garrafas de 500ml e 200ml para a campanha. Uma outra indústria doou frascos e tampinhas para o envasamento do produto, que começa a ser produzido nesta terça-feira (31/03), nas dependências da empresa. A presidente do CRQ I, Sheylane Luz, conta que a Academia Pernambucana de Química (APQ) também entrou na parceria e está colaborando com auxílio técnico e de logística. Segundo Sheylane, a produção está, até o momento, restrita ao álcool 70% líquido e ao glicerinado. “Ainda não conseguimos nenhuma doação de espessante. Por isso, não faremos álcool gel nesse primeiro momento”, comenta.

Ela explica que a opção glicerinada é uma alternativa ao gel e mais interessante que a versão líquida do ponto de vista do consumo. “O álcool líquido é consumido muito mais rápido e tem um toque que incomoda algumas pessoas. O uso de glicerol e peróxido de hidrogênio evitam a sensação de ressecamento nas mãos causada pelo líquido”. A Universidade Federal de Pernambuco (Ufpe) está com seus laboratórios fechados e, por isso, vai doar mil litros de álcool 70% já prontos, mas não envasados. Empresas de outros setores disponibilizaram seus equipamentos para o transporte das doações. “Estamos muito felizes com o compromisso das empresas e profissionais. São químicos, empresas e sociedade civil, unidos pelo bem comum”.

Leia também:

 

 

Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.