Praia Sem Barreiras: 10 mil pessoas deficientes com direito a banho de mar

Criado pelo então Governador Eduardo Campos (PSB)  – já falecido – e depois implantado também por municípios, como é o caso do Recife, o Programa Praia Sem Barreiras está completando sete anos na capital.  E com números importantes para mostrar. Desde 2013, já proporcionou banho de mar assistido a mais de 10 mil pessoas com deficiência ou  mobilidade reduzida.

Por esse motivo, no sábado (14) o clima é de festa, com atividades diferenciadas com profissionais da Academia da Cidade e até corte de bolo. Na cidade, o Projeto Praia Sem Barreiras é executado pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas Sobre Drogas e Direitos Humanos do Recife. A festa foi na Arena do Praia Sem Barreiras fica na praia de Boa Viagem, Zona Sul do Recife. Ali, à altura do Posto 7, próximo à esquina com a Rua Bruno Veloso.

Antes do Praia Sem Barreiras, muitas pessoas com deficiência não conseguiam ter direito a um banho de mar. A calçada era inacessível, havia dificuldade para estacionar e era difícil caminhar na areia com muletas ou em cadeiras de rodas. E pessoas sem firmeza nas pernas não tinham coragem de encarar essas dificuldades e muito menos o banho de mar. Mas hoje há área para estacionamento de deficientes, há uma esteira que facilita a locomoção de deficientes e suas cadeiras na praia, e o banho assistido é facilitado por cadeiras anfíbias (que também possuem rodas)

O Praia sem Barreiras é um dos projetos que integram o programa Turismo Acessível, da Empresa Pernambucana de Turismo (Empetur), que é executado na capital pernambucana pela Prefeitura, em parceria com a Universidade Maurício de Nassau (Uninassau). A iniciativa ainda conta com o apoio da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer e da Secretaria de Saúde do Recife. O banho assistido é proporcionado às sextas, sábados e domingos, das 8h às 13h. Para o #OxeRecife, o que é inclusivo é bom.

Leia também:
União Mãe de Anjos em fotografias
Dia “D”: emprego para deficientes
Renata Tarub: dança e inclusão social
Deficientes com vez no desfile do Galo
O carnaval inclusivo do Recife
Carnaval inclusivo na Rua da Moeda
Carnaval inclusivo Recife Antigo
Abertura do carnaval: inclusão, frevo, brega, samba, pífano e música eletrônica
Isso é muito bom: carnaval inclusivo
O frevo inclusivo de Werison
O ser humano encantado do frevo 
Música para Surdos: é o som da pele
Os incríveis batuqueiros do silêncio
Carnaval sem barreiras em Boa Viagem
A luta por inclusão e acessibilidade
 Campanha por escola inclusiva
Óculos trilíngues facilitam leitura para cegos
Síndrome de Down: despertando talentos
Cultura inclusiva em curso gratuito
Com o coração se faz uma canção
Síndrome de Down: Expedição 21
Portadores de Down ganham curso de jornalismo em PE
Saga de Bruno em cordel
Festa inclusiva no Parque da Jaqueira
Com respeito construímos a igualdade
Bruno, exemplo a ser seguido
Bruno, exemplo para todos
Encontro na estrada: passeio inclusivo
Caminhada para cadeirantes fez sucesso
Jovens da Apae mostram talentos

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Carlos Augusto /  Divulgação/ PCR

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.