Os antigos carnavais em fotos

Carnaval é cultura, é história, é memória. E nada como as fotografias, para reviver o carnaval do século passado no Recife. Em tempos de aproximação da folia, e em pleno Dia do Frevo, o Museu da Cidade do Recife oferece uma alternativa para se “degustar” o carnaval de antigamente. É o Projeto Leve História para Casa, que em sua segunda edição está reunindo 42 fotografias emblemáticas daquela que é, hoje, a maior festa popular de nossa cidade. As fotografias – enfocando o carnaval das décadas de 1940 e 1950 –  não ficarão restritas ao acervo do museu. Você pode ficar com uma delas. Compareça, portanto, à exposição que começa no domingo (9/2) no Museu. O MCR fica no Forte das Cinco Pontas, no Bairro de São José.

As fotografias selecionadas ficarão em exposição no Museu até o dia 3 de março, mas os visitantes podem comprar as imagens já neste domingo e resgatá-las após o término da mostra, a partir de 4 de março. O visitante também poderá encomendar alguma imagem, caso a que lhe interesse já tenha sido vendida.  A curadoria é de Maria Alice Amorim. As fotos são assinadas por  Roberto Carvalho (foto acima), Alexandre Berzin, Mário de Carvalho, Roberto Cavalcanti, José Césio e Severino Fragoso.

Os registros são em preto e branco, como era comum na época: passistas de frevo (ao lado, na foto de Mário de Carvalho), caboclinhos, reis e rainhas do Maracatu, caboclos de lança, desfile de blocos e muitos fantasiados.  As imagens mostram um carnaval de rua mais espontâneo sem a megalomania dos blocos e palcos de hoje. As fotos, impressas em Fine Art em papel de algodão, serão vendidas por valores a partir de R$ 50. Veja os preços de acordo com os devidos formatos.  São eles: A4 (21X29.7cm); R$ 80 para o tamanho A3 (29.7X42cm); e R$ 120 para o tamanho A2 (42X59cm).

Todas as fotografias trarão em seu verso o nome do autor, ano da foto, local, e a numeração correspondente negativo (original) que faz parte do acervo, além de um agradecimento especial pelo apoio às atividades do Museu. Os recursos obtidos com a venda serão investidos em novas exposições e projetos do MCR. A proposta do Leve história para casa é compartilhar o acervo do Museu com os recifenses e turistas, prática já adotada em vários museus do mundo. No MCR, a ideia surgiu após o sucesso, em dezembro de 2018, da venda de fotografias usadas em exposições antigas do MCR.  A primeira edição do Leve história ocorreu em agosto de 2019, e teve como curadora convidada a fotógrafa Renata Victor (fotos da cidade).

É  muito interessante que a exposição ocorra no Bairro de São José, onde teve início a história de muitas  agremiações carnavalescas, como Batutas de São José, Donzelos, Traquinas de São José, Prato Misterioso, Pão Duro. Nele, tiveram sedes o Batutas de São José e Vassourinhas (que depois se mudaram para Afogados) e o Clube das Pás Douradas ( que funciona em Campo Grande).  É São José que fica a sede do maior bloco de carnaval do mundo, O Galo da Madrugada. É no bairro que acontece a concentração da agremiação que toma conta das ruas do Recife, no sábado de carnaval. Foi ali, também  que surgiu o Bloco das Ilusões no século passado. E que, ainda hoje, enche as ruas do Recife de lirismo.

Leia também:
Aurora dos Carnavais na Rua da Aurora
Recordando os velhos carnavais
Frevo de Bloco no bairro do Recife
Pátio tem romantismo dos blocos
Flabelos fazem carnaval à antiga
“O melhor carnaval do meu Brasil”
O homem de mola
Dia do Frevo tem programação antecipada
Aprenda a fazer o passo. De graça
Frevo para bebês jovens e coroas
Paço do Frevo tem nova troça no domingo
Óleo chega ao Paço do Frevo 
Paço do Frevo vai a Olinda
Paço do Frevo: 500 mil visitantes
“O frevo mexe com tudo” no Paço
Paço do Frevo e o Homem da Meia Noite animam o Bairro do Recife no domingo
Elefante no Paço do Frevo em janeiro
Paço do Frevo gratuito no fim do ano
Paço do frevo debate presente e futuro
Paço do Frevo: Cem por cento mulher
Paço do Frevo debate passado e futuro
Vovó Cici no Paço do Frevo
Frevo de Bloco no Bairro do Recife
Paço tem Arrastão de Frevo com Zé Puluca
Paço: frevo, forró e música psicodélica

Serviço
Leve História para Casa
Abertura da exposição com venda de fotos: domingo, 9, às 10h
Endereço: Forte das Cinco Pontas, bairro de São José
Visitação: de terça a sábado, das 9h às 17h, e aos domingos e feriados, das 9h às 16h
Quanto: entrada gratuita
Museu da Cidade do Recife – 3134-3750
www.museudacidadedorecife.org

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Acervo do Museu da Cidade do Recife / Leve História Para Casa

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.