Dia do Frevo: programação antecipada

O Dia do Frevo é no próximo domingo (9/2), mas com a aproximação do carnaval, há mais motivo ainda para comemorar. E a Escola de Frevo Maestro Fernando Borges, na Encruzilhada, abre as portas de hoje até a próxima sexta-feira (7/2) para públicos de todas as idades, com ou sem habilidade para o frevo. A ideia é que os foliões criem maior intimidade com o frevo, a sua coreografia (o passo), a sua história. A programação já começou, hoje, às 14h, com contação de histórias do livro Na ponta do pé, em cima do pé. O rei do passo e a passista Zezé com Ana Benedita Costa e Mariana Alves, para formar novas gerações de passistas, craques na teoria e na prática. Às 16h, será exibido o filme Sete Corações, de Dea Ferraz, que reúne grandes maestros do frevo, de diferentes gerações, que fazem o ritmo seguir pulsando na cidade e daqui em diante.

Na quinta (6), a programação contará com bate-papo, a partir das 16h, com a passista de frevo, cantora, compositora, instrumentista, produtora, advogada e locutora Maria Flor e Alisson Lima, percussionista, passista e bailarino. Na sexta (7), também a partir das 16h, as atividades encerram com um bate papo musical, conduzido por Nena Queiroga, Luciano Magno e André Rio, intérpretes e árduos defensores do frevo. As atividades, gratuitas e abertas ao público, serão realizadas na própria Escola, que em março completa 24 anos de fundação. Ela é um dos principais espaços de divulgação, salvaguarda e perpetuação da imensa biblioteca de passos de frevo, que podem ser executados ao som do ritmo genuinamente pernambucano. E contribui com a difusão da cultura pernambucana, promovendo inclusão social, geração de renda e apontando um futuro profissional para muitos dos alunos que passam por lá. A Escola de Frevo fica na Rua Castro Alves, 440, Encruzilhada. Telefone (81) 3355-3102.

Já no Paço do Frevo, hoje e amanhã (5 e 6), a vivência educativa ‘O Carnaval das Máscaras’ associa visita guiada sobre a história do Carnaval através das máscaras, oficina de confecção de máscaras e oficina de corpo e improviso a partir da utilização de máscaras. As vivências, algumas oferecidas pela manhã e outras à tarde, são destinadas a todas as idades e tem acesso incluso no valor do ingresso do museu. Ainda na quinta-feira (6), às 16h, o museu também será ponto de encontro para o lançamento literário “O Trompete no Frevo”, do músico e professor José Roque da Silva Neto, o Roque Netto. A obra, que traz o primeiro método para ensino do ritmo no instrumento, foi feita com um objetivo de trazer um conteúdo teórico e prático para músicos de todas as partes do mundo, tendo seu material escrito em português, inglês e francês. Na ocasião do lançamento, além da roda de diálogos, o artista oferecerá um pocket show para os visitantes, que possuem acesso gratuito ao evento. O Paço fica na esquina da Rua da Guia com a Praça do Arsenal, Bairro do Recife.

Leia também:
Olha! Recife em clima de folia e com os Guerreiros do Passo
O homem de Mola dos Guerreiros do Passo
Aprenda a fazer o passo. De graça
Frevo para bebês jovens e coroas
Paço do Frevo tem nova troça no domingo
Óleo chega ao Paço do Frevo 
Paço do Frevo vai a Olinda
Paço do Frevo: 500 mil visitantes
“O frevo mexe com tudo” no Paço
Paço do Frevo e o Homem da Meia Noite animam o Bairro do Recife no domingo
Elefante no Paço do Frevo em janeiro
Paço do Frevo gratuito no fim do ano
Paço do frevo debate presente e futuro
Paço do Frevo: Cem por cento mulher
Paço do Frevo debate passado e futuro
Vovó Cici no Paço do Frevo
Frevo de Bloco no Bairro do Recife
Paço tem Arrastão de Frevo com Zé Puluca
Paço: frevo, forró e música psicodélica
Arcoverde provou que é multicultural

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Divulgação / PCR

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.