Mais de 9.000 animais retornam à natureza em Pernambuco. Viva!

O ano de 2020 começou bem para  337 animais silvestres em Pernambuco. Eles foram alvo de apreensões ou entregas voluntárias, mas agora estão totalmente livres do cativeiro, pois acabam de voltar à natureza, depois de período de reabilitação no Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara). Em 2019, nada menos de 9.000 animais foram reintroduzidos em matas e reservas localizadas no Estado.  Entre eles, papagaios (foto), que estão entre as aves mais visadas pelo tráfico.

O Cetas é órgão da Agência Estadual de Meio Ambiente (Cprh), que é responsável pelo acolhimento de animais em risco ou provenientes de cativeiros domésticos ou comerciais. Os animais foram reintroduzidos à natureza em duas ações de solturas. Na primeira, 71 animais foram libertados no Refúgio de Vida Silvestre Matas do Sistema Gurjaú (RVS Gurjaú), unidade de conservação de proteção integral administrada pela Cprh, situada no Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife.

Nesta ação, ganharam a liberdade uma preguiça, dois timbus de orelha branca, 50 canários da terra, um papa-arroz, cinco papa-capins, um sanhaçu-cinzento, três sibitos, dois sabiás-laranjeira, um sanhaçu-de-coqueiro, um saíra-beija-flor e quatro gaviões-carijó. A segunda ação ocorreu na última quarta-feira, dia 8, no município de Serrita, Sertão Central, a 544 quilômetros do Recife. Nesta etapa, 266 aves típicas do Sertão ganharam a liberdade, após passaram um período tratamento e readaptação no qual receberam cuidados de biólogos e veterinários.

Leia também:
Compensação ambiental garante abrigo de animais silvestres
Cprh recebeu 12.696 animais em 2019
Cprh se muda para empresarial
Com especialização em Direito Ambiental, Djalma Paes assume Cprh
#OxeRecife é destaque de imprensa no Prêmio Vasconcelos Sobrinho
Os agraciados com o Prêmio Vasconcelos Sobrinho
Mais de 9 mil animais acolhidos em 2017
Cprh resgatou 13.406 animais em 2018
PE: Mil animais repatriados em 2019
Não deixe a Mata Atlântica acabar
Pulmão protegido no Grande Recife
Aves brasileiras são alvo de tráfico
Cadê a punição dos “tubarões” que também devastam a mata do Frio?
Plásticos viram vilões de tartarugas
Praia dos Carneiros ganha aliados contra turismo predatório
Prótese em 3D salva jabuti
Salvo papagaio acuado por cachorros
“Dê cá o pé, meu louro”
Papagaio cativo: multa chega a R$ 5 mil
PM evita venda de papagaio bebê
Policial militar devolve papagaio
Aves brasileiras são alvo de tráfico
Papagaio passa 25 anos na gaiola
Temendo gavião, aposentada entrega papagaio de estimação
352 papagaios voltam à vida selvagem
Projeto Papagaio da Caatinga ganha reconhecimento internacional
Arara tem estresse em cativeiro

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Divulgação / Cprh

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.