Não perca “O Peru do Cão Coxo”

A 26ª edição de Janeiro de Grandes Espetáculos traz, na noite dessa sexta-feira (10/01) uma boa surpresa para o público do Recife:  a peça O Peru do Cão Coxo, de autoria do saudoso escritor Ariano Suassuna. A encenação, que é um primor, vem do Agreste de Pernambuco. Mais precisamente da cidade de Limoeiro, cidade localizada a 77 quilômetros do Recife. A apresentação ocorre às 20h, no Teatro Santa Isabel.

A produção e montagem são do Centro de Criação Galpão das Artes, que funciona naquela cidade, e que tem um belo trabalho de resgate da cultura popular, que inclui teatro, artesanato e até brinquedos populares da região, com o qual vem sendo implantado o “menor museu do mundo”. Nas artes cênicas, as peças montadas pelo grupo fazem, sempre, o maior sucesso por onde passam. No caso do Cão Coxo, trata-se de uma criativa adaptação do primeiro ato de uma das peças mais conhecidas de Ariano, A Farsa da Boa Preguiça. A direção é de Charlon Cabral. A encenação evidencia o universo circense com musicalidade e bom humor.

No palco, são oito atores se  revezando, ora atuando ora tocando algum instrumento. O figurino é todo artesanal, feito à base de doações e cuidadosamente confeccionado pelos costureiros Sivaldo Moura e Wellington Pereira. Apesar de feito com pedaços e material reciclado, nem por isso, deixa de ser um belo vestuário, com a marca da criatividade comum ao Galpão. “Passamos um mês arrecadando mantas, redes, panos para fuxico, todo o vestuário foi confeccionado a partir disso”, conta Charlon. “Objetos sem utilidade ganharam vida e se transformaram em elementos cênicos, expressando a resistência do fazer teatral”, explica.

“O espetáculo reafirma o nosso compromisso enquanto instituição cultural  e realinha a bandeira da cultura popular”, completa Fábio André, Presidente do Galpão das Artes, a quem tive o prazer de recentemente conhecer, em visita à cidade de Limoeiro, onde estive justamente para visitar o Galpão, que é lindo. A peça já esteve em mais de 20 cidades pernambucanas, e foi encenada, também, em Taperoá, onde nasceu Ariano Suassuna.

Leia também:
“O menor museu do mundo”
Galpão das Artes e brinquedo popular
Teatro: “Baile” no Recife e “Peru” no interior
O Mané Gosto de Saúba
De volta à História do Meu Povo
História do meu povo vira livro 
Brinquedo é coisa séria
Aprenda e brincar como antigamente 

Poço  das Artes: música e mamulengo
Presença inglesa, mamulengo e Brennand no Olha! Recife
Bonecos fazem a festa em Casa Forte
Resgate do mamulengo pernambucano
Fotógrafos documentam mamulengos 
Mão Molenga faz a festa dos bonecos

Miro e o show dos seus bonecos
 No Dia do Artesão, viva Miro dos Bonecos 

Serviço:
O quê:  O Peru do Cão Coxo
Onde: Teatro Santa Isabel, Praça da República
Quando: sexta, 10/1, às 20h
Quanto: R$ 10 e R$ 20

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Divulgação/  Galpão das Artes

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.