Juliana Fula: Pilates, natação e campeã nacional de Kettlebell

Jogadora de futebol até os 22, com passagem pela Yoga e praticante de Pilates, a pernambucana Juliana Neves Fula (35) acaba de se tornar a primeira campeã brasileira  de  Kettlebell, modalidade esportiva que consiste em levantar uma bola de ferro com uma alça, usando apenas uma mão de cada vez que o peso é erguido. E haja força! Ela foi a primeira pernambucana a disputar a competição nacional. E… ganhou. Isso, em apenas  seis meses após ter se iniciado nos treinos com o equipamento.

A experiência de Juliana com esse esporte começou em 2014, quando conheceu Jeferson Lobo, personal trainer e hoje seu técnico. “Pratiquei musculação com ele por um período de dois anos e parei”, conta. E acrescenta: “Em 2018, estava muito magra, não conseguia seguir uma alimentação correta e não me sentia bem comigo mesma”. Aí, procurou de novo Jeferson, com quem já tinha feito musculação quatro anos antes no Recife. Ele pratica Kettlebell com o qual tem títulos importantes no currículo. Começou a fazer musculação, e logo enfrentaria um desafio.

Jeferson é bicampeão brasileiro, bicampeão sul-americano e ficou na terceira colocação no Mundial da Irlanda. “Ele, por saber que eu gostava de desafiar meu corpo me apresentou o kettlebell”, conta. Não foi fácil. Por várias vezes, sem conseguir executar o movimento, Juju pensou em desistir. Mas o treinador insistiu. “Quando de fato comecei a entender o movimento, me apaixonei pelo esporte”, conta ela, que também é esteticista.

O primeiro desafio imposto a Juju foi participar do Campeonato Pernambucano, em agosto. Ela só teve tempo de aprender melhor e treinar por dois meses. Mesmo assim, saiu campeã nesse desafio inicial. Foi a primeira classificada em uma prova. E ficou na segunda, em outra. Não desistiu nem mesmo com a mão sangrando. “Foi sacrificante. Abri minha mão na primeira e fui para a segunda com a mão aberta”, lembra. Mulher corajosa! Depois, ganhou outra competição, a Nordeste Open, que aconteceu em Caruaru, no mês de outubro. Em novembro, foi a São Paulo, participar do Campeonato Brasileiro. Voltou com o título.

“Me tornei a primeira pernambucana a disputar uma competição nacional e a ganhar”, comemora a atleta, que faz dois treinos por dia e aderiu à alimentação saudável. “A dieta e o Pilates ajudam, mas ainda agrego a Natação aos treinos”, diz. “Aprendi nesse esporte a ter disciplina e que a mente conduz a tudo por ser uma competição de resistência”. Ela sabe do que está falando. A prova tem dez minutos, e não pode colocar a  “chaleira” no chão. Ganha quem tiver o maior número de repetições. É força… Não é para qualquer um não. Viva Juju!

Confira no vídeo abaixo, Juliana no campeonato de Kettlebel:


 

Leia também:
Aos dez, Alice ganha sua primeira taça em torneio de tênis
O Náutico está no sangue: os glóbulos são vermelhos e brancos
Tião do Limpa Brasil: bela história
A história de superação de um gênio
Com o coração se faz uma canção
Uma história de vida exemplar
Com açúcar, afeto e esforço

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos e vídeo: Divulgação

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.