Praças estão à míngua no Recife

Não é de hoje que tenho me chocado com a situação de abandono das praças do Recife. Até mesmo aquelas que você pensa que estarão, sempre, em bom estado – devido às suas localizações estratégicas – encontram-se padecendo por falta de cuidados. A Praça da República e a Praça do Arsenal são apenas dois exemplos dessa tristeza, fácil de observar na cidade.

A primeira interliga as sedes de dois poderes – Palácio da Justiça e Palácio do Campo das Princesas (governo) e tem, ainda, o Teatro Santa Isabel, que é monumento nacional. O seu baobá também atrai número imenso de visitantes. Mas… vejam a situação do gramado  da Praça que, afinal de contas, tem muita história. Não é uma vergonha? O verde precisa ou não de mais carinho, por parte de nossas autoridades? Olhem só o areal em que ela se transformou, na foto abaixo. Dá uma tristeza… Se esta, nas barbas do poder, encontra-se assim, imaginem a situação das demais…

Apesar da importância histórica e estratégica para o turismo, a Praça da República está de fazer pena: cadê a grama?.

Outra que perdeu o verde do seu chão é a da Artur Oscar, também conhecida como Praça Arsenal, no Bairro do Recife. Não era para ser assim. Afinal, fica em uma área turística, onde há equipamentos como o Paço do Frevo, a Sinagoga Kahal Zur Israel, o Cais do Sertão, a Caixa Cultural, o Marco Zero, a Rua do Bom Jesus, o Porto Digital. Estive lá há alguns dias e vocês podem observar, na foto abaixo, como está o “verde” de lá. Tanto uma quanto a outra deveriam estar em condições bem melhores. Até porque ambas são projetos do paisagista Burle Marx (1909-1994), foram elevadas à condição de jardins históricos. E, mais do que isso, desde 2015 passaram ganharam o título de Patrimônio Cultural pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Sem rega, a Praça do Arsenal (Bairro do Recife) está virando um verdadeiro areal, como a da República (Santo Antônio)

É verdade que estamos no verão, temporada de calor. Mas excesso de sol não significa que as praças tenham que virar um cemitério. Presto muita atenção ao que os leitores dizem sobre esses lugares. “Pesquei”, na imprensa local, alguns comentários para que ninguém ache que os leitores do #OxeRecife reclamam dessa situação influenciados pelo Blog. Em apenas três dias, vi manifestações sobre o descaso na secção Voz do Leitor, no Jornal do Commercio. E claro, selecionei também algumas enviadas pelas redes sociais do #OxeRecife.

Vejam algumas opiniões da população sobre nossas praças:

No Recife, com raras exceções, não encontramos canteiro ou praça com grama bem tratada. A maioria nem existe mais, como nas margens do canal da Agamenon Magalhães, pois a Emlurb faz o corte rente ao chão e sem irrigação. Em locais como o Jardim do Baobá e  Parque da Macaxeira, o aspecto é de abandono. (Wlademir L. de Moura / JC)

É impressionante como a Prefeitura abandonou a irrigação do gramado de praças e canteiros públicos do Recife como as Praças de Casa Forte, Jaqueira, José Vilela e Compositor Antônio Maria. A grama está totalmente seca. Basta visitar João Pessoa, Natal e Maceió para ver o cuidado com os espaços públicos. É um absurdo esse descaso. (Federico Carvalho / JC)

O Recife é cinza! O cinza dos prédios desbotados da Guararapes, o cinza da grama esturricada do que restou de canteiros e praças, o cinza das águas turvas do Capibaribe, o cinza do asfalto sem manutenção de vias suburbanas, o cinza dos monumentos grafitados, o cinza da fuligem que não faz os governantes enxergarem nossa cidade. (Wlademir L. de Moura / JC).

Que descaso! Isso precisa mudar. (Rosineide Accioly / #OxeRecife).

Aqui no Segundo Jardim de Boa Viagem, a  Prefeitura transformou todas as praças e a grama está morrendo. Não tem quem molhe, isso é descaso total (Marcelo Arruda / #OxeRecife)

Não se rega… Simples assim. (Helena Amaral / #OxeRecife)

Total descaso. Geraldo Júlio não gosta do Recife (Gleidi Mascarenhas / #OxeRecife)

Cidade abandonada… (Iracilda Alapenha / #OxeRecife)

Recife abandonado… (Geraldo Barros / #OxeRecife)

Com a palavra, os órgãos públicos encarregados das nossas praças. Alguém tem o que dizer, para justificar esse descalabro?

Leia também:
Os verdes gramados de Salvador
O que é a sujeira no mundo?
Praça da República sem gramado
Praça Tiradentes é exceção da regra
Cadê o gramado da Praça do Arsenal?
Decadência na Praça da Independência
Praça Maciel Pinheiro pede socorro
Praça Dom Vital parece um ninho de rato
Praça Dom Vital em petição de miséria
Praça Dom Vital fica pronta esse mês
O Recife leva banho de Salvador no quesito limpeza
Nova paisagem em São José
Mobilização nas redes sociais contra abandono das praças do Recife
Detonadas as margens do Capibaribe

Texto e fotos: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.