Que tal “Viver o Centro” no domingo?

Se as margens do Rio Sena, em Paris, têm o direito de virar uma festa, durante o verão, por que as do Rio Capibaribe não podem fazer o mesmo? É verdade que lá os equipamentos urbanos estão impecáveis, a vegetação é tratada com respeito e as agressões a um dos principais cartões postais da capital francesa não são tão grandes quanto às impostas ao nosso “Cão Sem Plumas”, como o definia o poeta João Cabral de Melo Neto. E, diferente do de cá, o centro  de lá não está tão degradado e descaracterizado. Mesmo assim, que tão ocupar o centro do Recife? Vamos curtir bairros como Boa Vista e Santo Antônio?

Afinal, com o sentimento de pertencimento, quem sabe, nossa população e nossas autoridades não lhe tratem com carinho? Nesse domingo (1/12) a esquina da Rua do Sol com a Ponte da Boa Vista será ocupada pelo Projeto Viver o Centro que inclui, também, o já conhecido Praia do Capibaribe, quando as pessoas  levam suas cadeirinhas, cangas, cestinhas para piquenique e outros apetrechos para as margens do Rio. Uma das edições do Praia do Capibaribe, divertidíssima, foi no Museu Murillo La Greca, que fica à margem do rio, no bairro do Parnamirim.

No domingo, a festa começa às 14h. Os organizadores estão dando a Ponte de Ferro, como referência. Mas a ponte a que se referem  é  da Boa Vista mesmo, aquela que liga Rua Imperatriz (na Boa Vista) à Nova (Santo Antônio).  E muita coisa vai rolar: performances, massoterapia, DJ, vivência com tecido acrobático (com Jessica Santos e Amanda Baptista).  Haverá, também, yoga (com Eliza Mayumi) e acroyoga (com André Gerlach). “Teremos cadeirinhas de praia, guarda-soís e muito alto astral. Traga sua canga e venha curtir as margens do Capibaribe. É só chegar”, avisam os organizadores. O Viver o Centro  é um projeto destinado a “promover o cuidar, o aprender, o brincar e o expressar nas ruas do Centro”, cá para nós, tão mal tratadas e deterioradas.

A iniciativa, que reúne vários artistas, conta com parceria da Secretaria de Inovação Urbana do Recife, Clube de Diretores Lojistas, Fecomércio, Sesc, Senac e Uninabuco. O Viver o Centro acontecerá todos os finais de semana até o dia 22 de dezembro..  O Projeto pretende viver o centro de uma maneira diferente. “Criando memórias afetivas,, aproveitando o pessoal dos espaços públicos e redescobrindo detalhes em paisagens que passam despercebidas no nosso cotidiano”. Tomara que o projeto dê certo. Quem sabe se assim, com o centro ocupado por atividades lúdicas, a população e as autoridades não despertam para a necessidade de sua valorização? Na Rua da Aurora, outro grupo promove o Viver Aurora, entre 08h e 21h30.

Serviço
O quê: ações para valorizar ruas do Centro
Ação: Viver o Centro, na Ponte da Boa Vista (esquina com Rua do Sol, às 14 do domingo, 1/12)
Ação: Viver Aurora, na Rua da Aurora, das 8h às 21h30m
Quanto: acessos gratuitos

Leia também:
Vamos salvar o centro do Recife?
Ponte da Boa Vista pede socorro
Ponte da Boa Vista ganha abraço
Ponte da Boa Vista ganha reparos
Imperatriz tem 26 lojas fechadas
Praça Dom Vital de “roupa nova”
Praça Dom Vital parece um ninho de rato
Praça Dom Vital em petição de miséria
O Recife leva banho de Salvador no quesito limpeza
Nova paisagem em São José
São José e Santo Antônio ganham livro: viagem por quatro séculos de história
Bairro de São José: o Haiti não é aqui
O belo e detonado Bairro de São José
Minha tarde no Olha! Recife (1)
Minha tarde no Olha! Recife
Cine Glória: Art Nouveau e decadência
Art Déco: Recife ou Miami
 
A República e o estilo eclético do Recife
A arquitetura do ferro no Recife
O ferro na arquitetura do Recife
Uma pérola na comunidade do Pilar
No rastro das Caminhadas Domingueiras
As saudáveis caminhadas de domingo
Um passeio pela história do Recife
Praça Maciel Pinheiro pede socorro

Sessão Recife Nostalgia: os cafés do século 19 na cidade que imitava Paris
Pátio de São Pedro está sendo pilhado
Vandalismo: prejuízo de R$ 2 milhões

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Ilustração/  Divulgação

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.