Parem de derrubar árvores (212)

A gente quase não percebe. Pois o corte já está tão perto do chão, que o pedestre nem se dá conta que ao seu lado há mais uma vítima de arboricídio, que foi degolada pela motosserra insana. Esta da foto fica na Rua Desembargador Góis Cavalcanti, no Parnamirim, Zona Norte do Recife. Ela fica na calçada do número 331 daquela via,  tão movimentada e tão castigada.

Bem perto desse toquinho, havia uma árvore bem frondosa. Ela ficava na esquina da Desembargador Góis Cavalcanti com a Rua Misael  Montenegro. Primeiro, deram uma poda tão radical na planta que só restou um tamborete. Aí, as folhas e galinhos começaram a brotar, indicando que a planta ia se recuperar. Ou melhor, ressuscitar.

Mas aí, veio a motosserra insana, derrubou o resto. Depois, como sempre acontece, só resta lixo no alegrete que, um dia, serviu de canteiro à árvore. No caso dessa de hoje, o caule está pouco visível e provavelmente nunca será destocado. E,sendo assim, jamais vão plantar uma muda grande no lugar. Sei não onde isso vai parar.

Leia  também:
Parem de derrubar árvores (5)
Da árvore só restou o pó de serra
Das árvores só restou o pó de serra
Parem de derrubar árvores (134)
Parem de derrubar árvores(167)
Parem de derrubar árvores (170)
Parem de derrubar árvores (177)
Parem de derrubar árvores (20)
Parem de derrubar  árvores (21)
Parem de derrubar árvores (59)
Parem de derrubar árvores (83)
Parem de derrubar árvores (94)
Parem de derrubar árvores (92)
Parem de derrubar árvores (95)
Parem de derrubar árvores (102)
Parem de derrubar  árvores (108)
Parem de derrubar árvores (110)
Parem de derrubar árvores (113)
Parem de derrubar árvores (194)

Texto e foto: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.