Recife árido: “emergência climática”

Com a cidade cada dia mais árida – e já são muitas as ilhas de calor – o Recife não tem posição nada confortável, em relação às mudanças climáticas. É simplesmente a décima sexta cidade mais vulnerável ao aquecimento global do Planeta. Como se isso não bastasse, a sua política de arborização  e mobilidade deixa muito a desejar. A nossa Capital é uma das mais engarrafadas do mundo (e haja emissão de carbono). E as opções para bicicleta e pedestres – que poderiam deixar o ar mais saudável – não são nada convidativas. Por conta do aquecimento também está sujeita a inundações e ao desaparecimento de algumas áreas, diante do aumento do nivel do oceano.

Com relação às ilhas de calor, a situação da nossa querida cidade é bem delicada. Quase todos os dias, observamos uma árvore a menos no perímetro urbano, tantas são as degolas em parques, jardins, calçadas. O #OxeRecife acompanha o problema da erradicação de árvores, a falta de reposição e também tem levantamento de muitas ruas da nossa querida cidade que já não possuem uma árvore sequer (foto acima), assunto sobre o qual o Blog se ocupará em outra ocasião. E todo mundo sabe – e muito bem sabido – que uma das formas mais eficientes de neutralizar o carbono na  atmosfera é justamente a cobertura verde, seja a dos bosques,  das matas, praças, ruas e jardins.

Prefeito anuncia “emergência climática e carbono zero, mas arborização deixa a desejar: ruas cada vez mais áridas.

Mas hoje o Prefeito Geraldo Júlio (PSB) assinou decreto em que declara  Reconhecimento à Emergência Climática Global pelo Município, o que ocorreu na Conferência Brasileira de Mudança do Clima (para a qual, aliás, o Governo Federal não enviou representantes). Segundo o socialista (que também é Presidente para a América do Sul do Iclei – Governos Locais pela Sustentabilidade) o Recife é a primeira cidade do País a tomar a iniciativa. O decreto assinado nessa terça nos coloca junto a um movimento internacional com mais de mil governos e entidades em 18 países declarando emergência climática.

Com a iniciativa, as políticas públicas devem – daqui para a frente – priorizar as comunidades vulneráveis, bem como comunidades históricas e impactadas por injustiças ambientais. Também disse que o município empenhará esforços para neutralizar as emissões de carbono até 2050, considerado na revisão do Plano de Redução de Emissão de Gases de Efeito Estufa do município, que se tornará o Plano de Resposta à Mudança do Clima do município a ser entregue em 2020.

De tarde, o Prefeito explicou como será o Plano de Adaptação Climática – Análise de Riscos e Vulnerabilidades Climáticas e Estratégia de Adaptação do Município do Recife. O Plano propõe 14 medidas de adaptação para aumentar a resiliência nos pontos mais críticos. O relatório inclui seis principais vulnerabilidades às futuras consequências da mudança climática: inundações, deslizamentos, doenças transmissíveis, ondas de calor, seca meteorológica e elevação do nível do mar. Vamos ver como esses problemas serão mitigados e se as metas estabelecidas serão cumpridas. O Governador Paulo Câmara (PSB) e seis outros do Nordeste participaram da abertura da Conferência.

Leia também:
Parem de derrubar árvores (201)
Mangueira padece: furadeira e veneno
Maldade contra a árvore e contra o cidadão
Parem de derrubar árvores (142)
Parem de derrubar árvores (160)
Parem de derrubar árvores (186)
Parem de derrubar árvores (188)
Parem de derrubar árvores (06)
Parem de derrubar árvores (14)
Parem de derrubar árvores (15)
Parem de derrubar árvores (30) 
Parem de derrubar árvores (36)
Parem de derrubar árvores (49)
Parem de derrubar árvores (56)
Parem de derrubar árvores (85)
Parem de derrubar árvores (100)
Parem de derrubar árvores (102)
Parem de derrubar árvores (112)
Parem de derrubar árvores (124)
Parem de derrubar árvores (139)
Parem de derrubar árvores (141)
Parem de derrubar árvores (149)  
Parem de derrubar árvores (171)
Parem de derrubar árvores (166)

Parem de derrubar árvores (173) 
Parem de derrubar árvores (210)
O Recife da paisagem mutilada
Curso, clima e selva de concreto
Bora Plantar está nas ruas
Entre o arboricídio e a Maratona Verde
Maratona Verde já começou
Recife vai ganhar 2000 árvores
Compensação pela selva de concreto
Selva de concreto ganha compensação
Exemplos de amor ao verde no Recife
Atentado estético no Boulevard

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Letícia Lins e Andréa Rego Barros (PCR)

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.