Agreste contra o óleo:”O mar nos une”

Mesmo não sendo banhada pelo mar, a Região Agreste entrou na luta contra o derramamento de óleo no Litoral de Pernambuco Pernambuco. A iniciativa  é do Polo de Confecções, via Rota do Mar . A indústria de moda esportiva fez  parceria com o CDL Santa Cruz do Capibaribe e a Dalila Têxtil, para receber botas para equipar os voluntários que atuam na limpeza das praias vitimadas pelo maior desastre ambiental da história da costa nordestina. Quem  fizer a doação, recebe uma camiseta especialmente desenvolvida para a ação, com a inscrição “O Mar nos une”.

Ou seja, você entrega um par de botas de borracha e ganha uma T-Shirt estilosa e ecologicamente correta. Que tem papel duplo em defesa do meio ambiente. Além de ser trocada pelas botas, a camiseta foi confeccionada com poliéster proveniente da reciclagem de garrafas PETs. A composição do tecido tem 50 por cento de fibras recicladas e 50 por cento de trama de algodão. A troca já pode ser realizada em quatro localidades: lojas Complex em Santa Cruz do Capibaribe, Toritama (BR-104) e Polo Comercial de Caruaru. As botas também podem ser entregues na sede do CDL em Santa Cruz do Capibaribe. A campanha é muito criativa, o slogan é bem adequado e oportuno. Mas infelizmente está restrita ao Polo de Confecções do Agreste. Bem que essas camisetas poderiam chegar ao Recife, com a ajuda de empresas parceiras da Rota do Mar.

“Nos momentos de adversidade e complexidade é que mostramos a nossa força e solidariedade, o nordestino foi assim desde sempre. É neste sentimento que decidimos contribuir também, desenvolvemos um projeto que visa arrecadar materiais necessários para os voluntários que estão fazendo a limpeza do mar”, comenta Arnaldo Xavier, presidente da Rota do Mar.“No mês passado, a Rota do Mar havia feito ação em conjunto com a ONG Ecoassociados, de Porto de Galinhas, Litoral Sul de Pernambuco.

“Coletamos resíduos descartados incorretamente na beira mar de Porto e no mangue que fica no Pontal de Maracaípe. Até envolvemos um grupo de mergulhadores para coletar lixo no fundo do mar na área das Piscinas Naturais”, conta.  Para quem quer contribuir com os demais EPIs, as lojas  Complex (da marca Rota do Mar) em Caruaru, Santa Cruz do Capibaribe e Toritama terão um ponto de coleta para doação de materiais, que vão servir para ajudar na retirada do líquido e apoio aos voluntários. Os interessados em ajudar podem doar também máscara com filtro, camisa UV (usada ou nova), protetor solar, luvas de borracha e saco de ráfia

E não custa nada citar grupos ou empresas outras que também colaboram com o Mutirão: Ferreira Costa,  Eltramega Hospitalar, Projeto Semear, Trilha Ecoverdejante, Camaragibe Lixo Zero, Supreme Viagens, Xô Plástico, Meu Mundo Mais Verde, Salve Maracaípe, Reserva do Paiva entre outros. Há, também, empresas que montaram pontos de arrecadação de donativos – água, lanches, EPIs – para ajudar no voluntariado. E nas redes sociais, já começa a se espalhar a convocação para o ato #Vamosabraçaromar, sobre o qual falarei aqui depois. Será no dia 3 de novembro.

Leia também:
Óleo em 20 praias e sete rios
Cabo recebe voluntariado no sábado
Óleo: cresce a rede de solidariedade
Desastre ambiental: viva os voluntários
Boa Viagem com piche. Que horror
Boa Viagem: #Sechegaragentelimpa
Pernambuco: 70 toneladas de óleo
Boa Viagem ganha exposição de fotos
Plásticos poluem Boa Viagem
Mutirões espontâneos contra o lixo
Boa Viagem: asfalto agora tem dono
A praia de Boa Viagem está limpa?
Ação contra exploração em Boa Viagem
Calçadas para carros em Boa Viagem
Boa Viagem com a cor do PSB
Há risco de tubarão em mar protegido?
Pernambuco: 70 toneladas de óleo
Óleo recolhido em 24h: 30 toneladas
Óleo: União é “inerte, omissa e ineficaz”

Longe dos ataques verbais de Brasília, Nordeste e Amazônia se entendem
Plásticos viram vilões de tartarugas 
Servidor federal é afastado porque fez a coisa certa na proteção ambiental
Taxa de Noronha não é roubo, mas recurso para proteger a natureza
Deixem que vivam as baleias
Colete três plásticos na areia
Litoral Sul terá área de proteção marinha
A matança dos guaiamuns ameaçados
Comer lagosta ovada é não ter coração
Disciplina para barcos no Litoral Sul 
Acordo na justiça para algozes do marlim azul
Fome, tortura, veneno e maniqueísmo 
O Brasil está virando o rei do veneno
Com tantos venenos liberados no Brasil, cuidado com o que você come

Letícia Lins / #OxeRecife
Foto:  Cprh e Rota do Mar (Divulgação)

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.