Boa Viagem: #Sechegaragentelimpa

Depois de atingir praias do Litoral Sul – em município como São José da Coroa Grande, Tamandaré, Sirinhaém, Barreiros, Rio Formoso, Ipojuca e Cabo de Santo Agostinho (nessa ordem) – o temor é que as manchas de óleo cheguem à praia de Boa Viagem, um dos principais cartões postais do Recife e onde se concentra a maior estrutura hoteleira do Recife. O Secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, José Neves, conta com a ajuda do voluntariado.

Em Pernambuco, os voluntários já criariam até hastg, que tem circulado nas redes sociais (foto ao lado). E eles realmente fizeram a diferença. Com a probabilidade da chegada do desastre ambiental ao Recife, a Prefeitura informa que já mobilizou as equipes das Secretarias de Meio Ambiente Sustentabilidade, Turismo Esportes e Lazer, Defesa Civil e Emlurb para minimizar os efeitos. Ao todo 200 profissionais de limpeza da Emlurb estão mobilizados para a ação  nas praias. A pasta passou a integrar a Sala de Situação montada pelo Governo do Estado para enfrentar a mancha.

“Esperamos que o óleo não chegue, mas se chegar estamos prontos, inclusive contando com o expertise da Emlurb e com ajuda do voluntariado”, afirmou Neves hoje de manhã. As praias do Recife estão sendo monitoradas com uso de drones. O Secretário assegurou que, em caso de necessidade, a Prefeitura disponibilizará equipamentos como luvas, pás, máscaras.

Além disso, a Prefeitura do Recife está mobilizando a sociedade civil que deseja fazer parte dos esforços no enfrentamento do desastre ambiental, por meio da plataforma Transforma Recife. Nos municípios afetados até o momento, a participação da população foi fundamental para a rápida retirada do material poluentes das praias. Boa Viagem – que já se ressente de derramamento ilegal de esgoto em algumas áreas (foto) – enfrenta, agora, mais uma ameaça, esta de autoria ainda desconhecida.

A  exemplo do governo do Estado, a Prefeitura também cobra atitude concreta por parte do Governo Federal para enfrentar, identificar as origens e possíveis responsáveis por esse desastre ambiental, que pode trazer efeitos permanentes ao meio ambiente do litoral não só de Pernambuco – onde fica o mais importante destino turístico de praias do Brasil – como de todo o Nordeste. A  União já está obrigada pela Justiça Federal a prestar uma maior assistência a Pernambuco. O Estado se queixa até da omissão e cobra até boias de contenção para evitar poluição dos estuários do Litoral Sul.

Leia também:
Boa Viagem ganha exposição de fotos
Plásticos poluem Boa Viagem
Mutirões espontâneos contra o lixo
Boa Viagem: asfalto agora tem dono
A praia de Boa Viagem está limpa?
Ação contra exploração em Boa Viagem
Calçadas para carros em Boa Viagem
Boa Viagem com a cor do PSB
Há risco de tubarão em mar protegido?
Pernambuco: 70 toneladas de óleo
Óleo recolhido em 24h: 30 toneladas
Óleo: União é “inerte, omissa e ineficaz”

Longe dos ataques verbais de Brasília, Nordeste e Amazônia se entendem
Plásticos viram vilões de tartarugas 
Servidor federal é afastado porque fez a coisa certa na proteção ambiental
Taxa de Noronha não é roubo, mas recurso para proteger a natureza
Deixem que vivam as baleias
Colete três plásticos na areia
Litoral Sul terá área de proteção marinha
A matança dos guaiamuns ameaçados
Comer lagosta ovada é não ter coração
Disciplina para barcos no Litoral Sul 
Acordo na justiça para algozes do marlim azul
Fome, tortura, veneno e maniqueísmo 
O Brasil está virando o rei do veneno
Com tantos venenos liberados no Brasil, cuidado com o que você come

Texto e foto: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.