A volta do jacu

Nada como preservara natureza. É só manter as árvores, e os rios voltam assim como os animais. Vez por outra, recebo aqui informações de reservas florestais onde aparecem aves raras e também mamíferos. Agora foi a vez de Pernambuco. E o pássaro é o jacu-verdadeiro (Penelope jacucaca), que vem dando o ar da graça no Parque Estadual da Pimenteira.

O Parque é uma unidade de conservação administrada pela Agência Estadual do Meio Ambiente (Cprh). Fica no município de Serra Talhada, no Sertão do Pajeú, a 418 quilômetros do Recife. Também conhecida como jacu-do-nordeste, a ave é endêmica da caatinga. Mas está ameaçada de extinção, devido ao desmatamento e à caça indiscriminada. A espécie é disputada por colecionadores de pássaros. Infelizmente.

De acordo com o gestor do Parque Estadual da Pimenteira, Rodrigo Ferraz, as aves se alimentavam das flores do ipê-roxo  e estavam aparentemente saudáveis. Este foi o primeiro registro oficial da espécie no Parque. “Por ser uma espécie ameaçada de extinção, no contexto das unidades de conservação do estado, é importante manter áreas preservadas e com garantias mínimas para possibilitar a existência desses animais”, explicou. E viva a natureza!

Leia também:
Pintor verdadeiro volta à natureza
Aves são alvo do tráfico
Borboleta rara no Legado das Águas
Arca de Noé para corais ameaçados
A inédita visita do sabiá-ferreiro
Festival de Aves no Sul da Bahia
O tempo bom do João de Barro
Abaixo as gaiolas: liberdade para as aves
Cabeça martelando com animais em cativeiro

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Cprh / Divulgação

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.