Vandalismo: Prejuízo de R$ 2 milhões

Pobres pontes e monumentos do Recife. Os vândalos não dão mesmo trégua. Já somam onze os metros de tubos furtados da Ponte da Boa Vista, que une dois bairros importantes do Centro – Santo Antônio e Boa Vista – separados pelo Rio Capibaribe (foto).

A notícia da pilhagem na ponte se espalhou pelas redes sociais no final do mês passado, e a Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb) informou que fez boletim de ocorrência junto à Polícia Civil, para identificar os marginais.

O material furtado é de latão e ferro fundido e compunha o corrimão daquela ponte, uma das mais bonitas do Recife. A Emlurb disse que não sabe, ainda, o valor do prejuízo. E que fará orçamento do estrago, para programar as reposições e os reparos necessários.

No Recife, a ação dos vândalos é tão absurda, que a Prefeitura gasta nada menos de R$ 2 milhões por ano, em reparos por conta do vandalismo.  Com esse dinheiro, segundo a Emlurb, muitos buracos de nossas ruas poderiam ser tapados. Os R$ 2 milhões dariam para recapear 30.000 metros quadrados de vias pavimentadas.  Os estragos são feitos por pessoas sem alma, educação, noção nem coração. E que são mesmo é criminosas. Porque dilapidar o patrimônio público é crime, muito bem tipificado no Código Penal. Onde está a Central de Monitoramento da Secretaria de Defesa Social e a Guarda Municipal?  Será que não seria mais barato prevenir do que remediar?  

Leia também:
E o turista como é que fica?
Ponte da Boa Vista pede socorro

Turista, placa apagada e boi voador
Pontes restauradas e Giratória que não gira
Pontes passam por restauração 

Pontes ainda vão esperar por reparos
Recife: pontes e “fontes de miséria” 
Recife com Nassau, pontes e jornal 
Ponte restaurada e giratória que não gira 
MeninXs na Rua foram pelo Rio
Colorido degradê na Ponte do Pina

Texto: Letícia Lins/ #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.